Faraó dos bitcoins recebe 37 mil votos no Rio de Janeiro

Glaidson Acácio fez campanha de dentro da prisão e se comunicou com clientes apenas por cartas.

Candidato a Deputado Federal, Glaidson Acácio, o faraó dos bitcoins, não foi eleito no estado do Rio de Janeiro, apesar de ter conseguido de 37 mil votos.

Preso e acusado de crimes contra o sistema financeiro nacional, com uma empresa em recuperação judicial e milhares de clientes sem receber há mais de um ano, Glaidson fez sua campanha da prisão.

Ele tentou passar a imagem de um homem correto para seus eleitores ao buscar um partido cristão, visto que é um ex-pastor e sabe como discursar ao público.

Contudo, isso não foi suficiente para lhe garantir uma cadeira no Congresso Nacional.

Faraó dos bitcoins não é eleito e sua candidatura pode ter todos votos anulados

Com sua campanha feita praticamente pelos seus advogados, Glaidson Acácio dos Santos conseguiu o apoio de 37.935 eleitores que compareceram nas urnas no dia 2 de outubro de 2022.

Caso fosse um candidato regularizado, ele poderia até ter chances de assumir como deputado federal se o quociente eleitoral e partidário lhe dessem tais condições.

Apesar disso, o site do TSE divulgou que o faraó dos bitcoins não foi eleito, sendo sua candidatura “Anulada Sub Judice”.

Candidato a Deputado Federal, Glaidson Acácio, o faraó dos bitcoins, não foi eleito no estado do Rio de Janeiro
Candidato a Deputado Federal, Glaidson Acácio, o faraó dos bitcoins, não foi eleito no estado do Rio de Janeiro. Fonte: TSE.

De fato, chama atenção que Glaidson obteve mais votos que o candidato eleito Sargento Portugal (Podemos), que recebeu 32 mil votos, mas como o faraó dos bitcoins não tinha uma candidatura aprovada, não conseguiu ir adiante.

Caso a justiça eleitoral indefira sua campanha, ele pode ter todos os 37 mil votos anulados e seu partido perderá a soma do quociente eleitoral. Essa decisão deve sair em breve, ainda que Glaidson já tenha sido considerado Não Eleito e pouco deve mudar então.

O que significa “anulado sub judice”?

Antes da eleição, o status da candidatura de Glaidson Acácio dos Santos aparecia como indeferido sub judice. Isso porque, ele aguarda a justiça eleitoral dar um parecer a sua campanha, ainda que a Procuradoria tenha pedido pela anulação de sua candidatura.

Como anulado sub judice, o faraó dos bitcoins aguarda se será indeferido ou deferido sub judice. Caso seja indeferido, seus votos são anulados e é como se ele não tivesse sido candidato.

Mas caso ele tenha sua candidatura deferida, seu partido poderá aproveitar seus votos para o quociente eleitoral.

Não eleito de qualquer forma, o faraó dos bitcoins segue preso e respondendo aos processos movidos por ex-clientes que o acusam de golpes financeiros, assim como da justiça federal.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias