Felipe Neto pede que seguidores estudem sobre criptomoedas

Felipe neto tem mais de 42 milhões de inscritos.

Siga no

O mercado de colecionáveis digitais vem crescendo consideravelmente nos últimos meses, atraindo diferentes nomes para o setor, principalmente de muitos artistas gráficos. O mercado brasileiro também está entrando na onda, com nomes de peso como Felipe Neto.

O famoso YouTuber brasileiro agora quer que seus fãs estudem sobre criptomoedas, blockchain e NFTs, o motivo é que ele lançou uma nova plataforma de NFT recentemente, a 9Block, a primeira plataforma de NFT 100% brasileira.

A plataforma é o novo investimento da Play 9, agência de conteúdo que tem Felipe Neto e o ex-diretor da Globo, João Pedro Paes Leme, entre os sócios. A ideia da plataforma é “democratizar o acesso à tecnologia”.

Carta de Felipe Neto sendo vendido em forma de NFT na plataforma brasileira 9Block

Para atrair público uma das jogadas de marketing da plataforma de NFT é a venda de artes digitais com cards de Felipe Neto. Curiosamente os cards apostam em uma temática de Minecraft, ligado a um público bem mais infantil (boa parte dos seguidores de Felipe Neto), uma faixa etária que não está pensando em NFTs e criptomoedas por enquanto.

É justamente por isso que Felipe foi às redes sociais pedir que seus fãs não comprem seus NFTs antes de estudar sobre criptomoedas e outros fatores do mercado.

Felipe Neto quer que seus fãs estudem sobre criptomoedas

Como é de se imaginar, muitos fãs do Felipe Neto (principalmente os mais jovens) ficaram interessados nas figurinhas sendo vendidas como NFTs.

Com isso, o influenciador digital foi ao seu Twitter pedir encarecidamente que nenhum de seus fãs faça uma compra sem antes pesquisar bem sobre o assunto.

Ele pediu que seus seguidores: “Prestem Bastante atenção: NÃO compre NFT apenas por ser meu fã, sem pesquisar o assunto” destacando que é importante estudar bem sobre o criptomercado antes de decidir ou não comprar.

Felipe Neto é conhecido por ser um dos primeiros a “desbravar” o Youtube, quando ainda era “tudo mato”. Ele tem mais de 42 milhões de inscritos e tem um dos maiores canais da plataforma de vídeos.

Estamos vendo, portanto, um dos maiores youtubers do Brasil pedindo que seus milhões de seguidores estudem sobre o assunto.

Como é de se imaginar, os NFTs causam muita confusão entre as pessoas, portanto é de responsabilidade que alguém tão influente avise seus seguidores sobre a importância de entender algo antes de comprar.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Tesla. Imagem: Shutter Stock

Elon Musk diz que Tesla voltará a aceitar Bitcoin

A Tesla começará a aceitar Bitcoin novamente quando a maior parte do processo de mineração da criptomoeda for realizado por fontes de energia renováveis,...
Bitcoin regulação. Imagem: ShutterStock

Deutsche Bank diz que Bitcoin “passou dos limites” e não pode mais ser ignorado

A popularidade crescente do Bitcoin está incomodando governos e bancos centrais. A gota d'água foi a legalização da criptomoeda em El Salvador. De acordo...
Bitcoin Liberdade

Bitcoin, o novo Índice de Liberdade Econômica

Bitcoin pode ser a medida de liberdade mais neutra do mundo que nenhum país pode acusar de ter preconceito ocidental, ao contrário de alguns...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias