Fevereiro tem queda de 9% no volume de bitcoins negociados no Brasil

Brasileiros podem ter negociado menos Bitcoin com receio em queda de preço.

Total de Bitcoin negociado no par Real brasileiro em fevereiro de 2022 - MercadoCripto Livecoins
Total de Bitcoin negociado no par Real brasileiro em fevereiro de 2022 - MercadoCripto Livecoins

No último mês de fevereiro de 2022, o volume de Bitcoin negociado em corretoras que atuam no Brasil com Real brasileiro caiu 9% em comparação com janeiro.

No primeiro mês do ano, foram negociados 17.413 BTCs nas corretoras que atuam no Brasil, segundo informações do Mercado Cripto. Esse valor é o consolidado em 25 corretoras que atuam com par de negociação Real do Bitcoin.

Já no mês de fevereiro o volume de negociações foi de apenas 15.764 BTCs negociados em corretoras de criptomoedas, uma queda de 9% então de um mês a outro.

Qual a principal corretora em volume de negociações de Bitcoin no par Real no Brasil?

Com menor volume em fevereiro na comparação com janeiro, a principal corretora procurada por brasileiros foi a Binance, que registrou um volume 6.708 bitcoins negociados. Dessa forma, 43% das compras e vendas de Bitcoin com Real foram feitas nessa corretora.

Na segunda posição ficou a BitPreço com 2.512 bitcoins negociados no período o que 16% do volume nacional. Na terceira posição com 9% de volume ficaram as corretoras Mercado Bitcoin e NovaDax, com movimentação similar no mercado, sendo 1.435 e 1.462 respectivamente.

Total de Bitcoin negociado no par Real por corretora em fevereiro de 2022 - Livecoins
Total de Bitcoin negociado no par Real por corretora em fevereiro de 2022 – Livecoins

Isso mostra que 4 corretoras detiveram 77% do volume de negociações de Bitcoin no mês, sendo as principais buscas por investidores. Mesmo assim, o volume de compras no país inicia o ano com queda enquanto o mercado global de Bitcoin também mostra desânimo.

Média diária de Bitcoin negociados

A média diária de Bitcoins negociados pelos brasileiros no mês de fevereiro foi de 563 BTCs, com destaque para um crescimento no final do mês.

Isso porque, os dias com maior volume foram quando vieram as primeiras notícias da invasão russa na Ucrânia, com o Bitcoin registrando queda na cotação. Dessa forma, os dois dias com maior volume foram 24 e 25 de fevereiro, com 1.061 e 1227 BTCs negociados nessas datas respectivamente.

E apenas esses dois dias registraram mais de 1 mil bitcoins negociados no mês, indicando que o volume no país aumentou em dia de estresse internacional, que levou medo a muitos investidores, enquanto outros aproveitaram para comprar na baixa.

De qualquer forma, o Bitcoin registrou no mês um bom movimento de alta, mesmo com o Dólar caindo frente ao Real 2,8% em fevereiro. Saindo do dia 1 de R$ 205 mil, a maior moeda do mundo chegou na última segunda-feira (28) cotada em R$ 222 mil, uma alta de 8% no mês.

Essa alta embora seja promissora, com um volume menor e queda no Dólar, ainda não reverte o prejuízo do ano, com uma queda de 12% em Real ainda presente no Bitcoin.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias