Fim da Libra? Facebook Pay é alternativa ao “Débito e Crédito”

Uma ameaça interna surgiu para a Libra!

Siga no
Olho com logomarca do Facebook
Olho com logomarca do Facebook

A criptomoeda do Facebook Libra não está tendo paz nem dentro da própria empresa que a idealizou. Isso porque o Facebook Pay, anunciado pela empresa neste dia 12, chega com status de estrela e será usado no WhatsApp, Instagram e Facebook Messenger.

Facebook Pay será o primeiro método de pagamento usado no WhatsApp

O anúncio da nova solução de pagamentos do Facebook abalou o mundo da tecnologia nesta terça. A Vice-Presidente de Marketplace e Comércio, Deborah Liu, foi a responsável pelo anúncio da empresa.

De acordo com Liu, o Facebook Pay chega para oferecer para as pessoas um meio de pagamento seguro e confiável. A solução será utilizada nos principais produtos da empresa, sendo Facebook, Messenger, Instagram e WhatsApp.

Além disso, a empresa detectou que as pessoas já utilizam meios de pagamentos dentro dos seus softwares. Com isso, a introdução do Facebook Pay fará com que compras dentro dos aplicativos, doações e até o envio de dinheiro entre pessoas passe a ser uma realidade. Outras possibilidades seriam a compra de produtos vendidos por páginas e comprar ingressos para eventos.

Na prática, isso significa que ao “trocar uma ideia” pelo WhatsApp, uma pessoa pode enviar dinheiro pela nova ferramenta. Mas não para por aí, pois com o Facebook Pay as pessoas terão acesso a históricos de pagamentos, informações bancárias mais protegidas e suporte da empresa. Ou seja, o Facebook, WhatsApp, entre outros, se tornam ferramentas que colocam até os bancos tradicionais no banco de reservas.

O Facebook Pay começa a funcionar nesta semana já, apenas nos EUA por hora. No Brasil, a novidade não tem data marcada para chegar. O Facebook Pay inicia no aplicativo principal e Messenger, mas irá ser em breve integrado ao Instagram e WhatsApp.

Caso nova solução funcione bem, o fim da Libra pode ser certo

O Facebook Pay é uma solução que poderá ser carregada, por enquanto, com cartões créditos, Paypal, Stripe e outros mais. Entretanto, não há nenhuma relação deste produto com a Libra, nem mesmo com a Calibra.

Com isso, o Facebook cria um concorrente de peso para a sua criptomoeda, ainda a ser lançada em 2020. O principal ponto de atenção do Facebook Pay em relação à Libra é o fator da regulamentação. Enquanto o Facebook Pay foi lançado e já começa a funcionar, a Libra enfrenta enorme resistência dos países, inclusive dos EUA.

Além disso, o Facebook Pay não cria concorrência com outros meios de pagamentos, sendo apenas um complemento destes. Neste ponto, o PayPal, por exemplo, pode achar bom que as pessoas recarreguem seu Facebook Pay com sua solução.

Em resumo, a empresa é grande, está bem posicionada e ligada nos meios de pagamentos emergentes. O Facebook deixa claro que precisa criar uma infraestrutura interna para resolver esta lacuna de oportunidades.

A empresa, contudo, tem um problema grande nas mãos: Facebook Pay e Libra irão funcionar juntos? Qual será o método de pagamento preferido do Facebook parece ser a principal disputa da empresa.

Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Miami pode ser a primeira cidade a ter reservas em Bitcoin

O prefeito de Miami, Francis Suarez, vem, desde dezembro de 2020, considerando apostar no Bitcoin para fazer parte das reservas da cidade. Segundo Suarez,...
PayPal e Bitcoin criptomoedas blockchain

Ações do PayPal podem valorizar 46% “graças ao Bitcoin”, diz analista

Por causa do Bitcoin, o PayPal pode alcançar uma incrível valorização no preço das suas ações. Um analista da Mizuho Securities elevou sua estimativa...

Irã sofre com apagões, governo culpa mineração de Bitcoin

O governo do Irã tem apontado que os recentes apagões ocorridos no país têm sido causados pelo alto consumo das fazendas de mineração de...

Cotações por TradingView

Últimas notícias

Ações do PayPal podem valorizar 46% “graças ao Bitcoin”, diz analista

Por causa do Bitcoin, o PayPal pode alcançar uma incrível valorização no preço das suas ações. Um analista da Mizuho Securities elevou sua estimativa...

Irã sofre com apagões, governo culpa mineração de Bitcoin

O governo do Irã tem apontado que os recentes apagões ocorridos no país têm sido causados pelo alto consumo das fazendas de mineração de...

Banco Central da Nova Zelândia é hackeado

Há uma semana, no domingo (10), o Banco Central da Nova Zelândia foi alvo de um ataque hacker que deixou graves consequências. As autoridades...

Binance abre inscrições para voluntários no Brasil

Quem busca empreender com criptomoedas ou mesmo ingressar nas comunidades brasileiras, uma oportunidade de aprendizado surgiu nos últimos dias. A Binance, a maior maior...

Uganda desliga internet, comércio de bitcoins para de funcionar

Na véspera das eleições presidenciais, o governo da Uganda bloqueou, sem avisar, a Internet de toda população. Isso ocorreu depois de os ugandeses contornarem...