FuturoCoin é a primeira criptomoeda a patrocinar uma equipe de Fórmula 1

O logotipo da empresa será visto nos macacões dos motoristas e nos carros da equipe.

Siga no

A criptomoeda FuturoCoin (FTO) assinou um contrato de dois anos para patrocinar à equipe de Fórmula 1 Aston Martin Red Bull Racing (RBR). Esta é a primeira vez que uma criptomoeda patrocina uma equipe no auge do automobilismo internacional, a Fórmula 1, e marca outro passo empolgante para a visibilidade do setor.

A FuturoCoin será apresentada nos carros Aston Martin Red Bull Racing RB15 F1 dos pilotos Max Verstappen e Pierre Gasly. O logotipo da empresa também será visto nos macacões dos motoristas e nos carros da equipe.

Fundada em 2017 por Roman Ziemian e Stephan Morgenstern, a FuturoCoin é uma criptomoeda descentralizada baseada de código aberto. Ela tem um suprimento máximo de 100.000.000 FTO, estima-se que levará cerca de 10 anos para que todas as moedas sejam mineradas.

O acordo foi impulsionado pela paixão do fundador Roman Ziemian com o automobilismo, e cobrirá as temporadas de 2019 e 2020 da F1.

“Criptomoedas e Fórmula 1 são muito semelhantes e seus valores são muito parecidos; velocidade, tecnologia e estar à frente de seu tempo.

FuturoCoin

“Sou um grande fã do automobilismo e a F1 sempre me intrigou. O patrocínio é um empolgante novo capítulo para nossa empresa e será uma plataforma global para impulsionar a conscientização da FuturoCoin. ”

“Nos últimos anos, a ascensão da tecnologia blockchain e das criptomoedas tem sido verdadeiramente notável, e estamos muito satisfeitos em ser a primeira equipe de Fórmula 1 a adotar isso, através de nossa parceria com a FuturoCoin”, disse o diretor da equipe da Aston Martin Red Bull, Christian. Horner “As moedas digitais seguras estão na vanguarda do desenvolvimento tecnológico e estamos muito entusiasmados por fazer parte dessa revolução.”

Paulina Woźniak, CEO da empresa de administração da FuturoCoin, disse: “Estamos muito orgulhosos que a FuturoCoin seja a primeira criptomoeda do mundo a aparecer em um carro de F1. Além disso, estamos ansiosos para trabalhar ao lado da Aston Martin Red Bull Racing, uma marca de prestígio que é reconhecida em todo o mundo.”

A equipe Aston Martin A Red Bull Racing venceu o campeonato mundial de Fórmula 1 em quatro anos consecutivos entre 2010 e 2013.

A temporada de 2019 da Fórmula 1, que terá 21 rounds, começa no Grande Prêmio da Austrália de 14 a 17 de março.

Leia mais sobre:
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Analista de Sistemas, entusiasta de criptomoedas e blockchain. Tradutor do site Bitcoin.org Sugestão de pauta: mateus@livecoins.com.br
Etiopia-bitcoin

Etiópia descobre bitcoin e volume dispara

O bitcoin chegou à Etiópia, um país africano muito pobre e dividido que se orgulha de nunca ter sido colonizada. A Etiópia é o...
Niall Ferguson

“Bitcoin está vencendo a revolução monetária”, diz premiado historiador da Bloomberg

Niall Ferguson é um premiado jornalista, historiador financeiro, comentarista político e uma figura muito respeitada dentro do mercado financeiro, sendo até um conselheiro de...
Bitcoin-carta-amigos-e-familiares

Desenvolvedor do bitcoin escreve carta para amigos e família: “comprem bitcoin”

O bitcoin continua se mostrando um investimento por diferentes motivos, tanto para quem realiza trades quanto para quem vê a moeda como uma reserva...

Últimas notícias

“Bitcoin está vencendo a revolução monetária”, diz premiado historiador da Bloomberg

Niall Ferguson é um premiado jornalista, historiador financeiro, comentarista político e uma figura muito respeitada dentro do mercado financeiro, sendo até um conselheiro de...

Desenvolvedor do bitcoin escreve carta para amigos e família: “comprem bitcoin”

O bitcoin continua se mostrando um investimento por diferentes motivos, tanto para quem realiza trades quanto para quem vê a moeda como uma reserva...

Comunistas adotam o bitcoin

Use blockchain para “aproveitar os meios de produção monetária”. É assim que começa o livro escrito pelo filósofo Mark Alizart, Criptocomunismo. Ele argumenta que a...