G20 quer regulamentação rápida e eficiente sobre criptomoedas

Estados entraram em acordo sobre o tema!

-

Siga no
Anúncio

Ao que tudo indica, lá vem regulamentação para o lado das criptomoedas. Isso porque, o G20, grupo formado pelas 19 maiores economias mais a União Europeia, está de olho nas criptomoedas.

Certamente a pauta era esperada pelo criptomercado, principalmente pelo destaque das criptomoedas. Isso porque, desde a criação da Libra, criptomoeda do Facebook, países tem estado de olho no setor.

G20 quer regulamentação para criptomoedas: rápida e eficiente!

A última conferência do G20, ocorrida em Osaka no Japão, terminou no último dia 29 de junho. Embora o destaque tenha sido a tensão comercial vivida pela China e EUA, ouve espaço para debates sobre criptomoedas.

Anúncio

Além disso, de acordo com o portal de notícias Coinpost, há intenção em criar um padrão internacional para o criptomercado. Certamente a continuação dos debates se dará na próxima edição, marcada para 2020. Mesmo assim, os países chegaram a um acordo de criar uma força tarefa sobre o tema.

Isso porque a digitalização de ativos tem causado uma grande disrupção na economia do mundo. Os governos estão ainda tentando entender o fato, e a união demonstrada no G20 reforça que uma regulamentação chegará em breve.

Proposta da FATF foi aceita pelos países

Ainda durante a cúpula dos países, uma proposta da FATF (Força-tarefa de ação financeira)foi aceita. Essa que foi chamada de “Orientação para uma abordagem baseada em risco para ativos virtuais e provedores de serviços de ativos virtuais”.

Com isso, certamente os países reconhecem que as criptomoedas não são uma ameaça a economia mundial. Entretanto, irão a partir de agora acompanhar de perto o desenvolvimento de projetos.

A proposta da FATF, que foi aceita pelos países, irá atrás de lavagem de dinheiro e financiamento de terrorismo. Além disso, as novas medidas deverão ser implementadas de forma rápida e eficiente.

Finalmente, o que o mundo deverá ver em breve é um aumento na quantidade de referências internacionais dos países. Essas que serviriam para dar maior orientação sobre o tema, ao invés de diretrizes puras. Mesmo com o G20 tendo sido finalizado com um memorando de entendimento sobre as criptomoedas, há ainda uma preocupação. Isso porque, os países concordaram em não criar regulamentações que poderiam sufocar o crescimento. Será?

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Leia mais

Últimas notícias

Possível diretor da CVM destaca Bitcoin aquecido

Um possível novo diretor da CVM destaca que o Bitcoin atravessa um momento em 2020 bem aquecido e a autarquia está de olho. O...

PayPal entra no mercado de criptomoedas

O gigante dos pagamentos PayPal anunciou que vai entrar de vez no mercado de criptomoedas, a empresa vai permitir que seus clientes comprem, vendam...

PF pode usar blockchain para identificar pessoas

Uma ferramenta blockchain que identifica pessoas será apresentada para delegados da PF, que pode começar a usar solução caso interesse. Na tarde desta quarta-feira (21),...