G20 quer regulamentação rápida e eficiente sobre criptomoedas

Estados entraram em acordo sobre o tema!

Siga no

Ao que tudo indica, lá vem regulamentação para o lado das criptomoedas. Isso porque, o G20, grupo formado pelas 19 maiores economias mais a União Europeia, está de olho nas criptomoedas.

Certamente a pauta era esperada pelo criptomercado, principalmente pelo destaque das criptomoedas. Isso porque, desde a criação da Libra, criptomoeda do Facebook, países tem estado de olho no setor.

G20 quer regulamentação para criptomoedas: rápida e eficiente!

A última conferência do G20, ocorrida em Osaka no Japão, terminou no último dia 29 de junho. Embora o destaque tenha sido a tensão comercial vivida pela China e EUA, ouve espaço para debates sobre criptomoedas.

Além disso, de acordo com o portal de notícias Coinpost, há intenção em criar um padrão internacional para o criptomercado. Certamente a continuação dos debates se dará na próxima edição, marcada para 2020. Mesmo assim, os países chegaram a um acordo de criar uma força tarefa sobre o tema.

Isso porque a digitalização de ativos tem causado uma grande disrupção na economia do mundo. Os governos estão ainda tentando entender o fato, e a união demonstrada no G20 reforça que uma regulamentação chegará em breve.

Proposta da FATF foi aceita pelos países

Ainda durante a cúpula dos países, uma proposta da FATF (Força-tarefa de ação financeira)foi aceita. Essa que foi chamada de “Orientação para uma abordagem baseada em risco para ativos virtuais e provedores de serviços de ativos virtuais”.

Com isso, certamente os países reconhecem que as criptomoedas não são uma ameaça a economia mundial. Entretanto, irão a partir de agora acompanhar de perto o desenvolvimento de projetos.

A proposta da FATF, que foi aceita pelos países, irá atrás de lavagem de dinheiro e financiamento de terrorismo. Além disso, as novas medidas deverão ser implementadas de forma rápida e eficiente.

Finalmente, o que o mundo deverá ver em breve é um aumento na quantidade de referências internacionais dos países. Essas que serviriam para dar maior orientação sobre o tema, ao invés de diretrizes puras. Mesmo com o G20 tendo sido finalizado com um memorando de entendimento sobre as criptomoedas, há ainda uma preocupação. Isso porque, os países concordaram em não criar regulamentações que poderiam sufocar o crescimento. Será?

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Criptomoedas mais populares atualmente são de jogos

De acordo com medidores de popularidade de criptomoedas, uma nova tendência parece estar começando dentro do mercado de criptomoedas: a popularização dos ativos ligadas...

Sob pressão regulatória, maior corretora de Bitcoin do mundo decide limitar saques de novos...

A Binance, maior corretora de criptomoedas do mundo, sempre teve uma postura não muito rígida em relação as regras de KYC (identificação de clientes)...
Movimentos de baleias em gráfico do Bitcoin

Baleias compraram 170 mil bitcoins nas últimas cinco semanas

Um recente estudo publicado pela Santiment revelou que as baleias (grandes detentores) compraram 170 mil bitcoins nas últimas cinco semanas, avaliados em cerca de...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias