Guerra comercial EUA x China pode favorecer o Bitcoin

Bolsas tradicionais tiveram quedas na semana devido à escalada de tensão entre países!

-

Siga no
Anúncio

As bolsas tradicionais de todo o mundo estão balançadas com a escalada de tensão comercial entre duas potenciais mundiais. Entretanto, uma analista acredita que a guerra comercial EUA x China pode favorecer o Bitcoin em relação a sua valorização.

A CSO da empresa Coin Share, Meltem Demirors, concedeu uma entrevista para a CNBC no último dia 14 de maio. Por lá, Meltem afirmou que novos investidores puderam ver uma nova alta nos preços do Bitcoin. Isso porque recentemente a maior criptomoeda teve uma valorização de mais de 120% em 2019.

Guerra comercial EUA x China pode favorecer o Bitcoin? Analista acredita que sim

Certamente a guerra comercial envolvendo os EUA e a China tem tomado conta do noticiário. As bolsas de valores de todo o mundo tremem a cada Twitter do presidente Donald Trump. Além disso, os olhares não perdem os movimentos de retaliação do governo chinês.

Anúncio

Este fato tem feito que moedas nacionais perdessem valor frente ao Dólar (USD) em todo o mundo. No Brasil, por exemplo, o Real já se depreciou mais de 4% em apenas sete dias. Para conter a alta do dólar, o governo brasileiro anunciou, no dia 17 de maio, uma intervenção na moeda norte-americana.

Porém, o Bitcoin (BTC) se valorizou mais de 120%, como já dissemos anteriormente. Certamente isso indica que a criptomoeda, com todas as suas altas volatilidades, já trouxe um alívio para quem teve um olhar atento para o assunto.

Há correlação da valorização de preços do Bitcoin com a crise comercial vivida no mundo!

Certamente, para Meltem Demirors, há uma correlação indireta da subida de preços do Bitcoin com a guerra comercial. Isso porque, o Bitcoin como hedge passa a ser considerado ,de acordo com Meltem.

Há três temas principais acontecendo, um, há muita agitação macro global, há muita volatilidade no mercado; os tempos mudaram, o final de 2018 foi difícil no mercado de capitais, agora estamos vendo muita volatilidade nas ações de tecnologia e talvez o Bitcoin esteja começando a parecer, não tão louco para os investidores.

O segundo ponto que favorece o crescimento das criptomoedas no mundo é certamente a privacidade. Isso porque, após escândalos como do Facebook e vazamentos de dados, as pessoas passaram a valorizar o assunto.

O terceiro ponto que Meltem levantou em sua análise foi os recentes IPOs de empresas de tecnologia.

Vimos muitos IPOs de tecnologia que não tiveram o desempenho esperado pelos investidores. Então, novamente, a ideia de uma nova classe de ativos, a ideia do Bitcoin se conectar com o legado financeiro é realmente atraente para os investidores de classe que buscam inovação e alto crescimento.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Leia mais

Leia mais sobre:

Últimas notícias

Coluna do TradingView: Novo Patamar

Em novo patamar de preço, as criptomoedas começam a ter viés altista em plena segunda onda do COVID. Confira o que estão pensando os...

Grupo Bitcoin Banco não pagou comissões para ex-funcionária

O Grupo Bitcoin Banco não pagou o que deve a uma série de clientes que investiram em criptomoedas utilizando essa corretora. Os funcionários do...

Campanha presidencial de Trump é atacada por golpistas de criptomoeda

Na reta final para as eleições nos EUA o site oficial da campanha de Donal Trump foi atacado por um grupo de hackers que...