Gamers agora podem ganhar frações de bitcoin jogando Counter-Strike

Plataforma paga jogadores através de financiamento dos próprios jogadores que podem pagar uma taxa de entrada de 10.000 satoshis (cerca de US $ 2,70). As frações da moeda ficam como saldo no jogo e cada vez que o jogador é abatido uma pequena fração é subtraída para o jogador que o abateu.

Siga no

A ZEBEDEE, uma desenvolvedora de jogos focado em Bitcoin lançou um protótipo que dá frações de Bitcoin à jogadores de Counter-Strike através da Lightnig Networks.

O estúdio que desenvolve jogos com foco na integração da moeda digital apostou no FPS mais famoso do mundo, o Counter-Strike:Global Offensive (CS:GO). Com a plataforma, os jogadores podem ganhar frações da moeda digital (satoshis) durante o jogo.

Chamado de Infuse, o novo recurso paga satoshis aos jogadores por cada abate no jogo. O cofundador da ZEBEDEE, Christian Moss, fez uma demonstração da plataforma em uma transmissão ao vivo na Twitch neste domingo (27).

CS:GO é um jogo popular com vários torneios profissionais no mundo com premiações acima de US $ 1 milhão.

No caso da Infuse, o protótipo paga jogadores através de financiamento dos próprios jogadores que podem pagar uma taxa de entrada de 10.000 satoshis (cerca de US $ 2,70). As frações da moeda ficam como saldo no jogo e cada vez que o jogador é abatido uma pequena fração é subtraída para o jogador que o abateu.

Isso significa, em tese, que quanto melhor for o jogador, mais frações ele ganhará. E também significa que os jogadores menos profissionais precisarão escolher melhor contra quem vão jogar “valendo satoshis”.

O fundador da plataforma disse que planeja disponibilizar a Infuse para outros jogos no futuro, levando “o bitcoin para qualquer jogo existente”.

Apesar de a indústria de jogos ser altamente competitiva para desenvolvedores de jogos, a empresa está focando em integrar o Bitcoin em vários jogos, uma estratégia de entrada no mercado para capturar um publico diferenciado.

Falando sobre a motivação por trás do novo projeto, Moss explicou que “é muito difícil fazer um jogo que as pessoas queiram jogar.” O desenvolvimento de um bom jogo representa apenas o passo inicial para tornar um título bem-sucedido, especialmente porque pequenos estúdios e desenvolvedores independentes têm que competir com empresas gigantes como Ubisoft, SEGA e Blizzard.

“Mesmo se você fizer um jogo que seja bom, e mesmo que tenha Bitcoin, provavelmente não será atraente para as pessoas que podem jogar os jogos existentes que conhecem e amam.”

A Infuse, portanto, quer entrar nesse mercado e, em vez de desenvolver novos jogos, vai começar a recompensar os jogadores com Bitcoin.

A ideia parece promissora, o problema vai ser aqueles jogadores que sempre vão perder satoshis. Ou seja, pode ser que os jogos fiquem muito mais competitivos.

A demonstração da plataforma pode ser vista no vídeo abaixo:

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Amazon e mão segurando Bitcoin

Amazon nega rumores de que vai aceitar Bitcoin como pagamento

A Amazon, terceira maior empresa em valor de mercado do mundo, negou nesta segunda-feira (26) que irá aceitar Bitcoin como pagamento este ano. Nos...
Preço do Bitcoin acima de US$ 40 mil

Após seis dias em alta, Bitcoin supera US$ 40 mil

O preço do Bitcoin rompeu os 40 mil dólares em um movimento forte do lado comprador e após seis dias de fechamento diário em...
Hacker segurando Bitcoin

Trader de Bitcoin tem e-mail hackeado e perde R$ 350 mil

Um trader de Bitcoin alega ter sido hackeado após um vazamento de dados e como resultado perdeu tudo que tinha na corretora Binance. Seu...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias