Anúncio
Início Bitcoin Golpe com bitcoin em call center termina com prisão de quadrilha de...

Golpe com bitcoin em call center termina com prisão de quadrilha de 78 pessoas

Criminosos aplicaram golpe contra cidadãos dos EUA, movimentando mais de US$ 1.7 milhão.

-

Quadrilha com 78 presos aplicava golpe com bitcoin

Um golpe envolvendo o bitcoin terminou com a prisão de 78 pessoas. A quadrilha agia em três centros de call centers, direcionando chamadas para vítimas norte-americanas. Com a descoberta do golpe, US$ 1.7 milhão foram movimentados pelos criminosos.

Golpes envolvendo criptomoedas não são incomuns. Criminosos acreditam que ao receber em bitcoins os dados das transações serão anônimos. Porém, uma investigação minuciosa pode levar ao destino das criptomoedas movimentadas ilegalmente.

Com exceção de algumas criptomoedas com transações anônimas, dificilmente um crime envolvendo o bitcoin não poderia ser parcialmente rastreado. Informações sobre as transações com o bitcoin estão disponíveis na blockchain da criptomoeda.

Call center a favor do crime pede resgate em bitcoins

Um golpe foi desarticulado na Índia recentemente. Uma quadrilha com 78 pessoas foram parar atrás das grades após intensa investigação. Dentre os detidos estão 19 mulheres que também participaram do golpe.

Os criminosos utilizavam três call centers espalhados pela cidade de Madhya Pradesh, segundo autoridades locais. O golpe era direcionado para enganar norte-americanos. Com dados sobre a seguridade social de mais de 100 mil pessoas, a gangue utilizava as informações para aplicar o golpe que movimentou US$ 1.7 milhão em bitcoins.

Quadrilha agia em Madhya Pradesh

Em entrevista publicada recentemente, o responsável pelas investigações sobre o caso contou como funcionava o golpe. Os criminosos atuavam em bases com capacidade para 25 pessoas.

“Entre os que foram pegos, a maioria era de telemarketing. Eles operavam em três call centers com capacidade para 25 pessoas cada”.

Além da prisão de 78 pessoas, vários equipamentos foram apreendidos pela polícia indiana. Entre as apreensões encontram-se 60 computadores que foram utilizados para enganar os norte-americanos. Além disso, 70 celulares estão em posse das autoridades. Os criminosos possuem entre 18 e 32 anos, sendo que Javed Menon (28) é apontado como líder da quadrilha.

Grande operação lesava norte-americanos

Uma quadrilha de indianos aplicou um golpe milionário em vários norte-americanos. Com informações preciosas sobre a seguridade social, os criminosos se passavam por agentes da administração da previdência social dos Estados Unidos.

Com número de celular e até endereço das vítimas, o golpe conseguiu arrecadar US$ 1.7 milhão. Os criminosos faziam contato com as vítimas alegando que o número de segurança social dos cidadãos estava sendo utilizado por criminosos.

As informações alegavam que esse número era utilizado para o contrabando de drogas ilícitas e para a lavagem de dinheiro nos Estados Unidos. Dessa forma, a quadrilha tentava intimidar as vítimas através de ligações telefônicas. Uma publicação no Twitter mostra como o golpe agia ligando para pessoas nos EUA.

Pague em bitcoins para ficar livre de condenação

O golpe utilizava de extorsão em busca de conseguir dinheiro das vítimas. Informações falsas eram prestadas em busca de intimidar os cidadãos que caíram no golpe da quadrilha. Após o medo e a insegurança tomarem conta das vítimas, os criminoso então pediam recompensas.

Esse pedido era realizado com mais ameaças pelos criminosos. Segundo a investigação, as vítimas foram ameaçadas com pedidos de prisão e até mesmo do bloqueio de benefícios relacionados à seguridade social.

O pedido realizado pelos criminosos variavam entre US$ 50 a US$ 5.000,00. Essas quantias eram depositadas por vítimas que temiam pelas ameaças realizadas pela quadrilha indiana. O pagamento poderia ser feito na criptomoeda bitcoin, mas os criminosos também aceitavam cartões-presente e outras formas de pagamentos pela internet.

Curta nossa página no Facebook e também no Twitterpara começar e terminar o dia bem informado. Cadastra-se também na Newsletter para receber em seu e-mail.
Avatar
Paulo José
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".

MAIS LIDOS

Bitcoin com 30% de desconto da Atlas é vendido em grupo do Facebook

Um anúncio nas redes sociais mostrou que 28 unidades de bitcoin foram vendidas com um desconto de cerca de 30%. A publicação foi feita...

CEO da Anubis Trade prevê futuro “pesado” para criptomoedas no Brasil caso regulamentação não seja mais branda

Em entrevista sincera e reflexiva sobre o mercado brasileiro de criptoativos, Matheus Grijó, CEO da Anubis Trade, afirma que empreendedores brasileiros têm alto potencial...

Binance lança Vênus para competir diretamente contra a Libra do Facebook

A Binance aposta em uma plataforma que competirá diretamente com a Libra do Facebook. Lançada com a marca Vênus, a plataforma da Binance deverá...

Atlas Quantum recebe reclamações sobre atrasos em saques de bitcoin

O Atlas Quantum recebeu 20 reclamações sobre atraso em saques de bitcoins recentemente. Essas reclamações foram publicadas no site Reclame Aqui, nos últimos quatro...

Revelada a identidade do inventor do Bitcoin, Satoshi Nakamoto

Desde domingo, dia 18 de agosto, tem circulado a informação de que a identidade e o destino dos 980.000 bitcoins pertencentes ao seu criador,...

Rumor: Unick Academy sofreu fraude, Restart para Unick 2.0

Atualizado 16/08. Rumor não confirmado pela Unick:https://www.youtube.com/watch?v=N2kTrvh8mX4Circula em grupos de Whatsapp da Unick Academy (conhecida anteriormente como Unick Forex) rumores sobre um suposto golpe...

Escreva seu comentário:

1Xbit

Bitcoin com 30% de desconto da Atlas é vendido em grupo do Facebook

Um anúncio nas redes sociais mostrou que 28 unidades de bitcoin foram vendidas com um desconto de cerca de 30%. A publicação foi feita...

CEO da Anubis Trade prevê futuro “pesado” para criptomoedas no Brasil caso regulamentação não seja mais branda

Em entrevista sincera e reflexiva sobre o mercado brasileiro de criptoativos, Matheus Grijó, CEO da Anubis Trade, afirma que empreendedores brasileiros têm alto potencial...