Golpe com Bitcoin no Facebook robou R$ 670 mil antes de ser revelado

Uma conta falsa se passando por personalidade causou rombo.

Um simples golpe com Bitcoin no Facebook acabou lesando inúmeros investidores e causou um grande prejuízo antes de ser revelado por uma reportagem sobre o caso.

No Canadá, o assunto das criptomoedas acabou ganhando destaque principalmente no último mês de fevereiro, quando caminhoneiros em greve receberam doações em Bitcoin. Com isso, o governo local iniciou uma caça ao setor e bloqueou corretoras, caso de grande repercussão mundial.

E após ver o caso em seu país e a guerra na Ucrânia, o presidente da Rosenberg Research & Associates com sede em Ontário, David Rosenberg, declarou que o Bitcoin não é uma reserva de valor. Além disso, ele declarou que quando o ouro sobe o Bitcoin cai, mostrando ser cético com as criptomoedas.

“A queda na proporção Bitcoin/Ouro é uma prova da visão de que a criptomoeda nunca foi uma moeda (‘classe de ativos’?) em que você poderia confiar em tempos difíceis. Nem seguro, nem refúgio — apenas uma correlação beta alta com os elementos mais especulativos do comércio de risco.”

Independente da crítica feita por ele ao Bitcoin, golpistas aproveitaram o comentário para dar golpes em desavisados.

Perfil fake no Facebook aplicou golpe no Facebook arrecadando quase R$ 700 mil

Mesmo com David Rosenberg sendo um grande crítico do Bitcoin no Canadá, vários perfis foram criados associados a ele no país. Esses perfis fake acabaram usando a imagem da sua empresa também, buscando captar investidores.

E essa trama foi revelada por uma investigação da Snopes, um site de checagem de fatos que constatou o perigo em um comentário no seu próprio perfil do Facebook. Um suposto investidor de David estava publicando que investiu com ele em Bitcoin e recebeu bons rendimentos.

É claro que a captação de outro perfil fake acabou despertando a atenção da empresa, que foi atrás e descobriu o golpe. Contas falsas levavam as vítimas até o perfil fake de David Roserberg, quando recebiam um endereço de carteira Bitcoin para depositar.

O endereço dos golpistas é o 32eCbchcNBEYWtDWVuKXeDNJ4rcXoKC5LW, que já recebeu 3,4 Bitcoins, possivelmente de vítimas da fraude. Com a cotação do Bitcoin em Real hoje, o valor R$ 673 mil.

Após Meta ser avisada da fraude, identificou que golpistas podem ser da Nigéria

O jornalista que percebeu a fraude, Jordan Liles, apurou com a empresa Meta (ex-Facebook), o caso de golpe com Bitcoin sendo aplicado pela rede social. Após apuração da empresa, a falsa conta de David Rosenberg foi excluída da rede social.

Além disso, a Meta divulgou que os acessos foram feitos por pessoas da Nigéria, ou seja, o golpe pode ter sido aplicado de outro país contra investidores do Canadá.

De qualquer forma, a conta falsa de David tinha apenas 100 seguidores, enquanto a oficial tem milhares. Ou seja, vítimas que tivessem investigado um pouco melhor a situação poderiam ter evitado entregar os mais de 3,4 BTCs para essa fraude, que não é nem um pouco nova no mercado.

E em redes sociais, receber propostas de investimentos com rendimentos altos acaba sendo problema. Recentemente, uma mulher perdeu R$ 2,9 milhões em golpe com criptomoedas no LinkedIn, mostrando que além do Facebook e Twitter, fraudes estão por toda a internet, devendo detentores dessas moedas desconfiarem de propostas milagrosas.

💰 $100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias