Golpistas se passam por suporte de corretora e roubam 23 bitcoins no Twitter

Siga no
Golpe usando Bitcoin
Golpe usando imagem do Bitcoin

Dois cidadãos canadenses foram acusados de um golpe com Bitcoin. A dupla foi condenada a 24 meses de prisão, além de três anos de liberdade supervisionada, devido ao crime de lavagem de dinheiro que cometeram por meio do Twitter.

Este golpe foi aplicado por meio de um falso perfil de suporte da Exchange HitBTC na rede social, intitulado de HitBTCAssist.

Com esta conta no Twitter, os golpistas foram capazes de enganar diversas vítimas, arrecadando um montante total de 23,2 Bitcoins.

O caso foi julgado pelo Departamento de Justiça dos EUA, que afirmou que os dois dividiram os fundos extorquidos e venderam as criptomoedas.

No total, milhares de dólares foram desviados pela dupla, cujo sobrenome indica grau de parentesco. Mas consequentemente, eles precisão ressarcir as pessoas que foram roubadas.

A declaração de culpa da dupla por lavagem de dinheiro e conspiração para cometer fraudes ocorreu ainda em fevereiro passado.

Além de dar a sentença dos dois, o tribunal também ordenou que a dupla restitua um montante total de 184.500 dólares pela quantia que roubaram.

Este é mais um exemplo de como os golpes envolvendo criptomoedas como o Bitcoin tem aumentado na medida em que mais pessoas passam a se interessar por estes ativos.

Outras ocorrências preocupantes

Além dos diversos esquemas envolvendo lavagem de dinheiro, criptomoedas também têm sido utilizadas para fins como o terrorismo.

Prova disto está no fato de que, recentemente, uma mulher natural dos EUA foi acusada de utilizar Bitcoin para bancar ações do ISIS.

A mulher arrecadou um total de 150 mil dólares em bitcoin para transferir a organização terrorista, por meio de fraudes com cartões de crédito, transferindo o montante arrecadado para contas na China, na Turquia e no Paquistão.

Assim, ela foi condenada pela corte dos EUA a 13 anos de prisão. O caso ganhou visibilidade ainda em 2017, quando a mulher foi indiciada pelo crime.

m 2018 ela se declarou culpada, porém, somente há pouco tempo a sentença definitiva foi dada.

Nos últimos tempos, algo que tem preocupado as autoridades é o aumento de crimes com criptomoedas, cujas características de descentralização favorecem ações desta natureza.

Em conclusão, diante deste fato somado ao interesse cada vez maior das pessoas pelos ativos digitais do criptopmercado, as autoridades tem redobrado seus esforços para combater crimes diversos.

Mesmo assim, há certas recomendações para que as pessoas estejam atentas a qualquer tipo de oportunidade que pareça boa ou lucrativa demais para ser verdade. Infelizmente nesses casos geralmente tratam-se de esquemas criminosos.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Jeferson Scholz
Jeferson Scholz
Jornalista. Escrevi dois artigos acadêmicos publicados no congresso de comunicação INTERCOM, e fui diretor do documentário universitário "Planeta dos Desmortos - O Mito Zumbi".

O ouro físico está perdendo espaço para o ouro digital

Nos últimos dias, Neel Kashkari, presidente do banco central americano, disse que não ficaria surpreso se a taxa de inflação nos Estados Unidos subissem...

Repressão global às criptomoedas pode estar chegando, alerta CEO da Kraken

Recentemente o Bitcoin e várias outras criptomoedas tiveram uma alta surpreendente, com muitas alcançando novas máximas históricas (como é o caso do Bitcoin e...

Dogecoin passa banco Itaú, Santander e Bradesco em valor de mercado

Dogecoin, a criptomoeda feita como uma piada, surpreendeu o mundo após disparar 150% em poucas horas e ser negociada por um valor recorde de...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias