Grupo Bitcoin Banco amplia fiscalização da origem do dinheiro para garantir transações lícitas e transparentes com criptomoedas

Siga no
Carro de Polícia
Carro de Polícia

O Grupo Bitcoin Banco está investindo na ampliação de sua Diretoria de Compliance e acaba de contratar o ex-delegado da Polícia Federal Jorge Luis Fayad Nazário, advogado e professor universitário, com ampla experiência no combate a crimes contra o sistema financeiro e a fazenda nacional.

A equipe de Nazário, recém aposentado após 20 anos na PF, conta ainda com um gerente e três funcionários. Sua missão é garantir que as empresas do grupo – principalmente as exchanges que fazem trade de criptomoedas e as duas agências físicas que oferecem produtos para investimento – estejam protegidas de erros e de tentativas de fraude, corrupção, lavagem de dinheiro e outros crimes.

Aos 51 anos de idade, o ex-delegado tem uma longa trajetória de combate a crimes financeiros, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, fraude de financiamento, gestão temerária e tráfico de drogas.

A experiência e conhecimento sobre o modus operandi de pessoas e quadrilhas nessa área serão agora empregadas na proteção das operações com criptomoedas. Segundo o ranking internacional Exchangewar, a NegocieCoins, uma das principais empresas do grupo, é hoje a 52ª do mundo e a primeira do Brasil, com  um volume negociado de 229,23 Bitcoins a cada 24 horas.

 

“Como ainda não há regulamentação no Brasil para as criptomoedas, há uma grande preocupação por parte do Grupo de que elas sejam usadas para fins lícitos e transparentes. Nosso objetivo é empregar o conhecimento que temos sobre investigação criminal para reconhecer os indícios de operações ilegais e garantir a origem legal do dinheiro. Por meio de análise de cadastro e de quantias depositadas, estamos atentos a movimentações de valores altos por pessoas que não têm patrimônio condizente. E vamos buscar sempre a origem do dinheiro usado para comprar bitcoins e investir em nossos produtos”, explica.

Com pouco mais de um ano de operação, o Grupo Bitcoin Banco mantém desde o início um diretor de Compliance e uma Diretoria Jurídica, responsáveis pela criação de um ambiente e de uma cultura de cumprimento de marcos regulatórios e normas relacionadas a princípios e valores.

As duas diretorias zelam pela observância da conduta de todas as empresas e funcionários e da implantação de regras internas como o código de ética e o guia de compliance. “Cortaremos na própria carne se identificarmos ações ilícitas dentro da empresa”, observa Nazário.

O zelo pela reputação nasceu junto com a empresa. Apesar de não pertencer ao Sistema Financeiro Nacional, o grupo segue o ordenamento da Resolução 4595 de 25/08/2017, do Conselho Monetário Nacional, que orienta as instituições financeiras. “Quando vier a regulamentação, estaremos ajustados à lei.

Utilizamos todos os meios previstos por ela para diminuir os riscos e garantir a credibilidade das empresas do Grupo”, diz Heloísa Ceni, vice-presidente do Grupo Bitcoin Banco, que tem sede em Curitiba e uma agência física em São Paulo do Bitcoin Banco.

Sobre o Grupo Bitcoin Banco

Com sede em Curitiba, o Grupo Bitcoin Banco é um dos primeiros da América Latina a atuar com investimentos e negócios relacionados às criptomoedas.

O grupo é composto pelo Bitcoin Banco, primeira empresa brasileira não integrante do SFN especializada em negócios com moedas virtuais, com uma unidade física localizada em Curitiba e outra em São Paulo; pelas exchanges NegocieCoins, que tem um dos maiores volumes de negociação entre as corretoras nacionais, e Zater Capital, que opera em uma das mais avançadas plataformas de trade do Brasil; pela Imobiliária Tagmob (que aceita bitcoins em seus negócios); pela Opencoin (empresa destinada a desenvolver um token de utilidades)e pela Fork Content, primeira agência de publicidade brasileira a utilizar a blockchain. Também é filiado ao Icoinomia, Instituto Nacional de Defesa dos Operadores de Câmbio de Criptomoedas, cujo objetivo é defender o livre exercício da atividade econômica das organizações que operam com moeda virtual.

Leia mais sobre:
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Analista de Sistemas, entusiasta de criptomoedas e blockchain. Tradutor do site Bitcoin.org Sugestão de pauta: mateus@livecoins.com.br

Banco Central dos EUA sai do ar poucos dias depois de secretária do tesouro...

O banco central dos EUA sofreu um grande crash em seus sistemas nesta quarta-feira (24) e várias pessoas não conseguiram realizar transferências eletrônicas. O...
Cotação e preço gráfico do Bitcoin no Brasil Dólar

100 bitcoins da “era de Satoshi” são movimentados pela primeira vez em 10 anos

As grandes movimentações de Bitcoin na blockchain são sempre importantes de serem observadas, principalmente quando envolve moedas dos primeiros anos. Na tarde desta quarta-feira...

Bitcoin, altcoins e tokens ganham código próprio no IRPF2021

Olá Bitcoiners! Chegou aquela época do ano à qual temos que passar de qualquer forma, momento de dor para alguns, mas também de alívio para...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias

100 bitcoins da “era de Satoshi” são movimentados pela primeira vez em 10 anos

As grandes movimentações de Bitcoin na blockchain são sempre importantes de serem observadas, principalmente quando envolve moedas dos primeiros anos. Na tarde desta quarta-feira...

Bitcoin, altcoins e tokens ganham código próprio no IRPF2021

Olá Bitcoiners! Chegou aquela época do ano à qual temos que passar de qualquer forma, momento de dor para alguns, mas também de alívio para...

Elon Musk pode levar Dogecoin à Lua, literalmente

Elon Musk, um dos homens mais ricos do mundo, tem muita criatividade e dinheiro sobrando, algo que geralmente acaba em ideias malucas. Em um...

Elite do bitcoin gasta fortunas para comprar memes colecionáveis

Os tokens não-fungíveis, também chamados de NFT, são conhecidos no mercado de criptomoedas desde 2017, quando surgiram os CryptoKitties. A febre foi tão grande...

Governantes estão assustados com o Bitcoin, diz Robert Kiyosaki

Em várias publicações pelo Twitter nos últimos dias, Robert Kiyosaki defendeu o Bitcoin como um ativo seguro. Segundo ele, os novos ataques dirigidos por...