Hacker brasileira vai criar rede social de educação descentralizada

Entusiasta de tecnologia, hacker quer ajudar pessoas que buscam capacitação na área.

Siga no
Hacker Brasileira Ana Carolina Da Hora
Ana Carolina Da Hora/YouTube

Uma famosa hacker brasileira afirmou que está estudando Bitcoin e a tecnologia blockchain para criar um aplicativo de ensino, ela tem esperança de usar às criptomoedas em sua solução.

Considerada uma área em alta hoje, a tecnologia tem chamado atenção e proporcionado oportunidades de trabalho. Poucas pessoas, entretanto, têm os conhecimentos necessários para trabalhar na área.

Ana Carolina (25) dedica parte de seu tempo em busca de ajudar pessoas. Atualmente ela até desenvolve uma solução tecnológica com um amigo francês, que conheceu virtualmente em meio à pandemia.

A ideia do aplicativo chamado de “OOTOPIA” é descentralizar a educação para as pessoas.

Hacker brasileira estuda muito sobre o Bitcoin e a tecnologia blockchain para criar aplicativo de educação

Dona do canal no YouTube “Computação Sem Caô”, a hacker brasileira Nina Da Hora é uma entusiasta de tecnologia. Com seu canal de vídeos, por exemplo, dedicou nos últimos anos um tempo ao ensino de tecnologias.

Além disso, Nina está por trás do podcast Ogunhê, que conversa com cientistas africanos sobre vários assuntos. Moradora de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, ela se afirma como uma hacker antirracista e cientista da computação.

Em meio à pandemia da COVID-19, Nina Da Hora conheceu o francês Florian Fournier, fundador da OOTOPIA. A startup arrecadou cerca de R$ 90 mil em um crowdfunding, que deverá ajudar no desenvolvimento da solução.

Em conversa com a Wirex Festival Brasil, Nina então falou mais sobre o projeto. De acordo com a hacker, o Bitcoin e a tecnologia blockchain têm sido alvo de estudos pela equipe do OOTOPIA.

O objetivo é criar uma rede social de educação com recompensas aos estudantes, talvez até em criptomoeda. Com a ideia de descentralizar a educação, o projeto dará destaque não apenas ao professor, mas a tudo que é compartilhado no aplicativo.

Apesar do envolvimento em vários projetos, Ana ainda tem mais objetivos. Um deles é criar uma escola de computação em sua cidade atual.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Amazon e mão segurando Bitcoin

Amazon nega rumores de que vai aceitar Bitcoin como pagamento

A Amazon, terceira maior empresa em valor de mercado do mundo, negou nesta segunda-feira (26) que irá aceitar Bitcoin como pagamento este ano. Nos...
Preço do Bitcoin acima de US$ 40 mil

Após seis dias em alta, Bitcoin supera US$ 40 mil

O preço do Bitcoin rompeu os 40 mil dólares em um movimento forte do lado comprador e após seis dias de fechamento diário em...
Hacker segurando Bitcoin

Trader de Bitcoin tem e-mail hackeado e perde R$ 350 mil

Um trader de Bitcoin alega ter sido hackeado após um vazamento de dados e como resultado perdeu tudo que tinha na corretora Binance. Seu...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias