Hacker exige Bitcoin para não vazar dados de usuários e provedores de IPTV

Piratas de IPTV são extorquidos mas não podem pedir ajuda à polícia

Siga no

Os donos de servidores de IPTV precisam viver nas sombras, já que vendem um serviço ilegal e que incomoda as gigantes de mídia no mundo todo. Eles precisam proteger cuidadosamente suas identidades para não acabarem atrás das grades, assim como os usuários desses serviços que correm riscos de serem multados e até presos.

O uso de IPTV pirata no Brasil e no mundo é crime, isso pode resultar em prisão tanto para quem vendeu como para quem usa. Por isso essas pessoas costumam utilizar esses serviços com a maior discrição possível.

Um hacker resolveu tornar a vida dos operadores e vendedores de IPTV mais difícil, ameaçando vazar informações pessoais caso eles não paguem um resgate em Bitcoin.

O problema é que pagar o valor exigido nem sempre resolve o problema, com o hacker continuando a extorquir o alvo continuamente.

No final de 2019, o TorrentFreak reportou ataques desse tipo contra dois grandes operadores de IPTV.

Na época, o site revelou que o provedor havia recebido uma opção de pagar uma “pequena quantia” para evitar que todos os dados de seus clientes vazassem online.

O hacker também ameaçou vazar dados pessoais de pelo menos um proprietário da equipe do serviço de IPTV, junto com seus nomes, endereços, números de telefone e IP.

Não havia dúvida de que isso seria um problema sério para a Helix, o provedor de IPTV.

Hacker mirou novos alvos de IPTV

Outro provedor de IPTV gigante, a PrimeStreams passou a ser atacada pelo mesmo hacker, que exigiu um pagamento em Bitcoin para não vazar dados dos clientes.

Quem utiliza serviço de IPTV também está cometendo crime, pode ser multado e até preso, dependendo do país.

Em dezembro de 2020, na Inglaterra, milhares de pessoas receberam cartas da polícia alertando para pararem de assistir TV pirata, caso contrário eles irão enfrentar uma possível sentença de prisão.

Algumas outras pessoas recebem multas, mas as autoridades não conhecem todos os usuários desses serviços, alguns usam VPN.

Então o hacker está disposto a dar uma ajudinha às autoridades caso não receba uma quantia bem gorda: US$ 70.000 em Bitcoin (cerca de R$ 380 mil).

O Torrent Freak descobriu que o hacker ajusta o valor exigido com base na quantidade de clientes que o provedor de IPTV tem.

O que ficou claro, no entanto, é que muitos ataques não eram relatados em público, muito provavelmente devido à natureza sensível das empresas visadas.

Piratas não podem chamar polícia

Com muitos hacks acontecendo ao mesmo tempo, os provedores de IPTV começaram a suspeitar que um vetor comum estava sendo explorado pelo hacker.

Um desses provedores sugeriu que o software de faturamento utilizado por eles poderia ser o ponto de falha que o hacker estava atacando.

Um anúncio feito por um moderador da comunidade de IPTV no reddit apoiou essa teoria e revelou mais informações preocupantes para todos os usuários e provedores de IPTV.

“Nos últimos dois anos, vários provedores de IPTV foram hackeados por alguém que explorava o módulo de faturamento WHMCS. Alguns dos principais provedores pagaram até $ 70k USD ao hacker e algumas dessas falhas foram noticiadas no Torrent Freak. O hacker extorquiu provavelmente 50 provedores de IPTV menores, talvez mais, que são apenas os que conhecemos, sempre pedindo Bitcoin como resgate”, revelou o moderador.

Além de exigir o resgate em Bitcoin, o hacker causou problemas nos servidores dos piratas para aumentar a pressão pelo pagamento.

O grande problema (para os provedores de IPTV) é que eles não podem se dar ao luxo de pedir ajuda das autoridades, então o esquema de extorsão pode ser praticamente infinito.

A comunidade de IPTV então está juntando informações para tentar encontrar o hacker e resolver as coisas com as próprias mãos.

“Ele conhece IPTV e tem informações privilegiadas que a maioria não conhece”, diz o moderador do reddit. “Mas aqui está a coisa mais importante que você deve estar ciente. Ele conhece os Smarters melhor do que muitos. Pergunte a si mesmo por quê.”

Nota: O aplicativo IPTV Smarters é um reprodutor de streaming que permite que qualquer pessoa transmita conteúdo através de um computador para IPTV, ou seja, é o servidor ques os piratas usam para transmitir IPTV para seus clientes.

“A equipe do reddit encontrou evidências que apontam para este hacker ser alguém envolvido com Smarters, possivelmente em sua equipe, ou relacionado de alguma forma com sua operação.”

“NÃO estamos acusando os Smarters, mas recomendamos que você tenha CUIDADO ao lidar com eles, especialmente se envolver acesso ao servidor. Nunca forneça senhas dos seus servidores por qualquer motivo. Ele saberá”, acrescenta o aviso.

Tanto o software de faturamento quanto a Smarters negaram as acusações.

Beco sem saída

Considerando que o pirata pode ser preso se não pagar o valor exigido, e preso se procurar a polícia, atender ao pedido e pagar pelo resgate parece uma ótima ideia no momento.

Contudo, não há garantias de que o hacker honrará seu lado, e, como um hacker conseguiu obter informações, a qualquer momento pode surgir outro.

“Não pague o hacker se ele invadir seu site, porque isso não fará nenhum bem. Ele já bateu em muitas pessoas várias vezes. Não há garantia de que ele não vazará suas informações se você pagar”, aconselha o moderador da comunidade de IPTV.

Os piratas, portanto, estão na mão do hacker.

IPTV extorsão hacker bitcoin
IPTV extorsão hacker bitcoin

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Sites de negociações de criptomoedas, cuidado com golpes

Cinco sites de investimentos em criptomoedas recebem ordem de parada

Nos últimos dias, cinco sites que prometiam investimentos com criptomoedas para pessoas receberam uma ordem de parada, com as autoridades aumentando sua escalada com...
Delegado da Polícia Civil do Rio de Janeiro

“Faraó dos Bitcoins” mandou matar concorrente em Cabo Frio, diz Polícia

O delegado da 126.ª DP de Polícia Civil do Rio de Janeiro, Carlos Eduardo, comentou sobre a finalização do inquérito que acusa o "Faraó...
Criptomoedas próximas a uma folha com a frase Procurando por liberdade

FGV promove evento sobre perfil de investidores de criptomoedas

A Fundação Getúlio Vargas (FGV), por meio de sua escola de economia, vai apresentar os resultados de um estudo sobre investidores de criptomoedas. O evento...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias