Hackers corrigem 20 falhas de segurança em criptomoedas em 2 semanas

Oito projetos, 20 bugs e um mínimo de US $ 7.400 em pagamentos nas últimas duas semanas.

-

Siga no
Anúncio

Hackers do bem continuam a livrar projetos blockchain de problemas técnicos, os chamados BUGS. Esses super heróis da atualidade ganharam US $ 7.400 para consertar falhas de segurança em plataformas populares de criptomoedas como Monero e Stellar.

Sete projetos relacionados à criptomoedas distribuíram recompensas para hackers por encontrarem e corrigirem 20 erros nas últimas duas semanas (entre 14 e 28 de março), de acordo com dados do HackerOne analisados ​​pela Hard Fork da The Next Web.

Plataformas como Augur, Monero, ICON e Stellar distribuíram recompensas para pesquisadores de segurança – e outros serviços, como o Crypto.com, Robinhood e Omise recentemente pagaram hackers para consertar bugs.

Qual projeto blockchain teve o maior número de bugs?

Anúncio

A Omise, a empresa por trás da criptomoeda OmiseGO, liderou a lista com oito relatórios de vulnerabilidade do HackerOne enviados na última quinzena.

No Augur, mercado de apostas baseado em blockchain, foi encontrado três code-kinks equivalentes a $ 2.850 em recompensas, com um bug rotulado como “risco médio” valendo $ 2.500 sózinho.

O serviço de troca digital de ativos Crypto.com também apresentou três erros, no valor de US $ 2.250.

Bugs blockchain março 2019. Imagem: TNW
Bugs blockchain março 2019. Imagem: TNW

A criptomoeda Monero, focada no anonimato, pagou hackers duas vezes por correções. A blockchain de interoperabilidade ICON pagou por um bug o valor de US $ 1.000. XLM, também, pagou apenas uma vez, mas a quantia designada para a recompensa ainda não foi revelada.

Robinhood (a empresa por trás do aplicativo de negociação de ações que começou a apoiar às criptomoedas no ano passado), premiou por duas correções de segurança, no entanto, novamente, os detalhes dessas vulnerabilidades não foram divulgados.

A grande maioria dos bugs permanecem desconhecidos, e poucos se tornam públicos; existem bugs perigosos, como os que poderiam permitir que os usuários dos serviços Omise e Augur fossem maliciosamente redirecionados para sites falsos.

De fato, 43 recompensas por correções de segurança em plataformas relacionadas a blockchain foram pagas entre 13 de fevereiro e 13 de março, com um mínimo de US $ 23.675 pagos aos hackers que os corrigiram. 

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Analista de Sistemas, aprendiz e entusiasta de criptomoedas e blockchain. Sugestão de pauta: [email protected]

Leia mais

ONU (Nações Unidas, Blockchain e Bitcoin)

USP participou na ONU de Blockchain Central UNGA

O estado de São Paulo foi representado na 75.ª Assembleia Geral da ONU na última semana, e com a participação da USP em um...
Hacker. Imagem: Cortesia Pixabay

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Grande banco dos EUA é acusado de participação em golpe com criptomoedas

O esquema de pirâmide OneCoin foi o maior esquema ponzi recente, sumindo com bilhões de clientes, levando a prisões e até mesmo a uma...

Últimas notícias

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Grande banco dos EUA é acusado de participação em golpe com criptomoedas

O esquema de pirâmide OneCoin foi o maior esquema ponzi recente, sumindo com bilhões de clientes, levando a prisões e até mesmo a uma...

Primeira exchange a listar a brasileira Hathor HTR

A tecnologia brasileira da blockchain Hathor vem chamando cada vez mais atenção da comunidade global e já entrou nos Estados Unidos e na Ásia,...