Homem é preso após oferecer bitcoin para quem matasse seu sócio

Uma testemunha das possíveis negociações chegou a contar para a vítima que viu Craven oferecendo criptomoedas para quem o ferisse. A testemunha afirmou que em diversas ocasiões entre junho e julho de 2021, Craven e Barret solicitaram assistência para queimar um imóvel associado à vítima, sempre prometendo pagamentos em criptomoedas.

Autoridades de Michigan, estado dos EUA, realizaram a prisão de dois homens acusados de participarem de negociações relacionadas a ameaças físicas contra uma terceira pessoa com pagamento feito em bitcoin.

De acordo com notícias locais, Joshua Ray Barrett e Steven Christopher Craven foram acusados ​​de solicitação de assassinato, crime punível com a pena máxima de prisão perpétua pelas leis do estado.

Os dois homens são acusados ​​de oferecer mais de US$ 100.000 em bitcoin em troca de atos específicos de agressão e danos físicos a um de seus parceiros de negócios e sócios entre junho e julho de 2021. De acordo com a acusação, os atos, que tinham valores diferentes, iam desde incêndio de propriedade até homicídio. 

Steven Christopher Craven, ofereceu abertamente quantias crescentes de criptomoeda, dependendo da gravidade do dano físico infligido à vítima, sendo o maior pagamento por causar a morte da vítima e uma quantia menor por infligir “grandes danos corporais”.

Já Barret foi acusado de ter participado das negociações e portanto, ser cúmplice de Craven em toda a infração.

De acordo com os documentos mostrado pelo site de notícias, a vítima falou com autoridades em janeiro deste ano, ele era sócio de Craven em uma companhia de gestão de propriedades, uma de fertilizantes e de uma boate. Ele disse às autoridades que estava sendo seguido por dois homens que ele nunca viu antes e que “a sua vida podia estar em perigo.”

Ele disse também que o seu sócio, Craven, falava abertamente que queria que pessoas colocassem a vítima no hospital e até mesmo que garantiria o pagamento de quem fizesse o trabalho.

Uma testemunha das possíveis negociações chegou a contar para a vítima que viu Craven oferecendo criptomoedas para quem o ferisse. A testemunha afirmou que em diversas ocasiões entre junho e julho de 2021, Craven e Barret solicitaram assistência para queimar um imóvel associado à vítima, sempre prometendo pagamentos em criptomoedas.

“A testemunha sentiu que se a oportunidade surgisse e eles conseguissem se safar, o plano de ferir a vítima iria ser realizado e Craven e Barrent iriam ou queimar suas propriedades ou tirar sua vida.” disse um detetive envolvido com o caso.

No momento os dois acusados estão respondendo em liberdade, ambos estão sob vigilância e não podem entrar em contato um com o outro ou então com a vítima, eles também não podem comprar armas de fogo e munição. Além disso, Craven está com tornozeleira eletrônica e sendo monitorado por GPS.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Últimas notícias