Investidor tem R$ 250 mil roubados da Binance, corretora diz que não pode fazer nada

A vítima disse que não notou nenhuma irregularidade em outra plataforma ou aplicativo que tinha ligação com o seu número de celular ou rede social, o que, para ele, indica que o número não foi clonado para que o golpe na Binance fosse aplicado.

Hacker segurando criptomoeda Bitcoin
Hacker segurando criptomoeda Bitcoin

Um empresário do Paraná que não quis que seu nome fosse revelado, teve uma desagradável surpresa ao checar o seu saldo na corretora Binance: O investidor perdeu R$ 250 mil em um roubo feito diretamente da sua carteira na exchange, o furto chegou até mesmo a driblar a autenticação de dois fatores.

A história foi contada pela Tilt, do UOL, e conforme as informações, o empresário de 29 anos notou que algo estava errado após receber cinco notificações de SMS em seu celular durante a madrugada do dia 29 de abril. Cliente da Binance, o empresário usa a autenticação de dois fatores por SMS e as mensagens fizeram com que ele desconfiasse que alguém estava tentando obter acesso a sua conta na corretora.

Ao ir verificar o seu saldo é que veio a surpresa: R$ 250 mil em criptomoedas tinham sido desviados da sua conta. Ele conta que se surpreendeu com a situação, já que achou estar seguro com a autenticação de dois fatores.

“Recebi esses códigos porque tenho a autenticação em dois fatores, então seria necessário que o invasor tivesse essa autorização cedida pela senha e email e também pelo código enviado para o celular para conseguir acessar minha conta. Achei bem estranho porque esse, até então, era um sistema que eu acreditava ser seguro”, disse o empresário em entrevista para o Uol.

A vítima disse que não notou nenhuma irregularidade em outra plataforma ou aplicativo que tinha ligação com o seu número de celular ou rede social, o que, para ele, indica que o número não foi clonado para que o golpe na Binance fosse aplicado.

Ao notar o problema o empresário disse que procurou a Binance para tentar solucionar o caso, mas a resposta que recebeu é que a corretora não poderia fazer nada sobre a situação.

Roubos de criptomoedas têm se tornado um crime comum

Ainda de acordo com o UOL, esse tipo de crime começou a se tornar mais comum nos últimos anos, como explicou o delegado Thiago Cirino de Moura Chinellato, da 4ª Divisão de Crimes Cibernéticos Deic de São Paulo. Não só isso, mas a investigação desses crimes é complicada e encontrar os criminosos é uma tarefa difícil.

Infelizmente a autenticação de dois fatores com SMS não é considerada um sistema 100% a prova de falhas. Através de exploits em cookies de certos navegadores, dados gravados em computadores e celulares é possível passar pela segurança, o mesmo pode ser feito ao clonar o cartão SIM para receber as mensagens de confirmação.

Por isso é importante ter muito cuidado com o dinheiro que você guarda em corretoras, o ideal é não fazer isso e contar com cold wallets para ser a sua principal forma de armazenar suas criptomoedas.

Posicionamento da Binance

A Binance disse que a segurança e a proteção dos clientes são prioridade e que atua em colaboração com as autoridades locais para o desenvolvimento e a regulação do mercado, bem como em eventuais investigações, para coibir que pessoas mal intencionadas utilizem a plataforma.

A empresa também afirmou que realiza um trabalho constante de educação e apoio aos usuários, incluindo melhores práticas de segurança. Em caso de qualquer dúvida, o usuário deve entrar em contato diretamente com a Central de Suporte e via chat oficial.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Últimas notícias