Nova Investigação sobre Satoshi Nakamoto aponta país que ele viveu

Ao perseguir rastros, equipe de investigação da The Chain Bulletin afirma ter encontrado a cidade que ele morava.

Siga no
Satoshi Londres
Satoshi Londres

Um dos maiores mistérios da comunidade Bitcoin é o paradeiro de Satoshi Nakamoto, o criador do Bitcoin. Uma nova investigação revela novos detalhes sobre a cidade que ele vivia quando criava a moeda digital.

Quando Satoshi Nakamoto iniciou o projeto Bitcoin publicamente, a primeira fase foi a publicação do Whitepaper. No último mês de outubro, por exemplo, alguns famosos parabenizaram o Bitcoin por 12 anos do paper.

Contudo, a identidade de Satoshi Nakamoto ainda segue um mistério. Há é claro quem prefira que continue sendo um mistério, mas nem todos estão satisfeitos.

Após o lançamento da rede Bitcoin, em janeiro de 2009, Satoshi permaneceu pouco tempo envolvido no projeto. Isso porque, desde abril de 2011 não há mais sinais na internet de atividades de Satoshi Nakamoto.

Investigação sobre atividades de Satoshi Nakamoto, criador do Bitcoin, aponta o país que ele viveu enquanto trabalhava na moeda

Quem é a pessoa por trás de “Satoshi Nakamoto”? Me desculpe não te ajudar agora, mas essa é a pergunta do milhão para muitos na comunidade Bitcoin. Com uma identidade nunca revelada, Satoshi poderia ter ao menos deixado alguns rastros na internet.

Ao perseguir esses rastros, a equipe de investigação da The Chain Bulletin afirma ter encontrado a cidade que ele morava. Tal localização seria referente ao período em que Satoshi criava o Bitcoin, ou seja, entre 2008 e 2011.

Metodologia

Para realizar a pesquisa, o site utilizou os seguintes dados:

  • Conta Bitcointalk de Satoshi (539 postagens disponíveis)
  • Seus 34 emails nas listas de criptografia e Bitcoin
  • Seus 169 commits no SourceForge
  • Os metadados das versões do whitepaper Bitcoin de 2008 e 2009
  • O bloco Gênesis
  • Vários arquivos da Wayback Machine

A equipe de analistas focou em analisar as atividades em cinco locais principalmente. Seriam eles: Austrália, Japão, Pacífico dos EUA, Leste dos EUA e Reino Unido. Segundo a investigação, as duas primeiras opções foram descartadas facilmente.

Satoshi Nakamoto morou em Londres enquanto criava o Bitcoin

Ou seja, sobraram as duas opções dos EUA e o Reino Unido, das quais a equipe concentrou esforços. Na simples análise das postagens realizadas em seu fórum, o BitcoinTalk, foi avaliado o Fuso Horário das postagens. Entretanto, os analistas não conseguiram identificar a origem de Satoshi assim.

Gráfico de dispersão da atividade do Bitcointalk de Satoshi Nakamoto, desde sua primeira postagem em 22 de novembro de 2009 até a última em 12 de dezembro de 2010, com base no dia da semana e hora do dia no fuso horário Europa / Londres. Chainbullet
Gráfico de dispersão da atividade do Bitcointalk de Satoshi Nakamoto, desde sua primeira postagem em 22 de novembro de 2009 até a última em 12 de dezembro de 2010, com base no dia da semana e hora do dia no fuso horário Europa / Londres. Chainbullet

Os especialistas ainda confrontaram os dados com o usuário de Satoshi no SourceForge. Novamente os dados se mostraram idênticos, contudo, sem confirmar a origem do criador do Bitcoin.

Ao analisar ainda a troca de e-mails de Satoshi com a lista de discussão de cypherpunks, novamente poucos dados se mostraram relevantes. Apesar disso, foi confirmado que não havia chances de Satoshi ter trabalhado no Bitcoin através do Japão ou Austrália.

Mistério estava ficando maior, até que analistas encontraram elementos interessantes

Quando o primeiro bloco do Bitcoin foi minerado, o chamado Bloco Gênesis, foi deixado uma mensagem por Satoshi. A mensagem era a capa de uma revista The Times, com a chamada de “Chanceler à beira do segundo resgate aos bancos”. A publicação foi o que chamou atenção dos investigadores.

Isso porque, o título como deixado no bloco saiu apenas no jornal impresso da “The Times”. No site da The Times, inclusive, o título da matéria tinha o nome do chanceler, ou seja, era diferente.

Capa do Jornal The Times que Satoshi Nakamoto usou ao criar o Bitcoin
The Times/Reprodução

A capa então seria a chave que os pesquisadores podem ter usado para desvendar o mistério. Como esse jornal impresso do The Times não circulou nos EUA, apenas no Reino Unido, Satoshi Nakamoto pode ter criado o Bitcoin da Europa, afirmaram os pesquisadores do The Chain Bulletin.

A única ressalva feita pelo estudo é que o whitepaper original contém metadados no arquivo PDF compartilhado por Satoshi. Neste arquivo, os investigadores da The Chain Bulletin encontraram o fuso-horário dos EUA (UTC-7). Ou seja, Satoshi pode ter criado o paper dos EUA.

Por fim, fica a dúvida se Satoshi Nakamoto pode ter tido ajuda para criar o PDF de alguém dos EUA. Ou ainda poderia ter pego a capa do The Times em um print da web, pois o jornal costumava salvar suas capas na WebArchives. De qualquer forma, os pesquisadores apontam que Satoshi Nakamoto criou o Bitcoin dos EUA ou Reino Unido.

A dúvida poderá ser eterna, a menos que Satoshi um dia retorne e explique o mistério. Para o fundador da BitMEX, o criador do Bitcoin já está morto.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
UniSwap-arte

Uniswap dobra o joelho para regulação e censura mais de 100 criptomoedas

A Uniswap Labs, empresa responsável pelo desenvolvimento da exchange "descentralizada" Uniswap, anunciou que limitará o acesso a mais de 100 tokens em sua plataforma. O...
Uniswap moeda

Criptomoeda de graça na Uniswap é golpe que pode drenar saldo de carteira

Um ataque cibernético aplicado na Uniswap envolvendo uma distribuição gratuita de criptomoedas (airdrop) na rede Ethereum pode drenar todo o saldo das carteiras dos...
Bitcoin Vs China. Imagem: Adobe Stock

Bloomberg diz que banir Bitcoin prejudicará economia da China

A China ter banido o Bitcoin foi uma das mais importantes notícias dos últimos meses e um dos mais importantes momentos para o criptomercado....

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias