Japão desenvolve plataforma para pagamentos em criptomoedas semelhante ao SWIFT

Muito mais que semelhança, projeto japonês deverá oferecer também concorrência ao sistema SWIFT, que ainda não utiliza a tecnologia blockchain.

Siga no
Japão desenvolve plataforma rival do SWIFT

Os cidadãos japoneses poderão contar com uma plataforma blockchain para pagamentos em breve. A tecnologia será controlada pelo país que pretende combater crimes como a lavagem de dinheiro. A plataforma será desenvolvida através da tecnologia blockchain e deverá ser semelhante ao que o SWIFT desenvolve atualmente no mercado financeiro. Porém, o objetivo do projeto é concentrar pagamentos com criptomoedas.

O Japão foi um dos primeiros países em todo o mundo a reconhecer o potencial do mercado de criptomoedas. Foi neste país que o bitcoin foi reconhecido em 2017 como uma moeda totalmente legal. É também no Japão que muitas iniciativas relacionadas a tecnologia blockchain tomam forma. O país sai na frente ao desenvolver uma plataforma para pagamentos em criptomoedas para um mercado que deverá ser consolidado nos próximos anos.

Japão criará um “SWIFT para criptomoedas”

O Japão deverá controlar uma importante plataforma para pagamentos em criptomoedas em breve. A proposta do projeto pode ser entendida como uma rivalidade ao serviço desenvolvido pelo sistema SWIFT. Sendo assim, o projeto japonês deverá ser muito mais que apenas uma semelhança ao serviço de pagamentos criado na Bélgica e que ainda não usa criptomoedas.

O SWIFT seria a forma padrão de pagamentos e envios de remessas utilizado atualmente em todo o mundo. Com abrangência em mais de 200 países, esse sistema movimenta bilhões de dólares em milhares de transações. Mas, sem um desenvolvimento do SWIFT, essa forma de transação poderá estar com os dias contados no mercado.

A tecnologia blockchain significa muito mais que criptomoedas. Transações através desta tecnologia podem representam um custo bem mais moderado transações através do SWIFT, por exemplo. Além disso, a velocidade de confirmação de dados e a segurança são outros diferenciais da blockchain, que vem sendo adotada amplamente pelo mercado financeiro.

Projeto deverá ser ampliado para combate à lavagem de dinheiro

O projeto de uma plataforma para pagamentos com criptomoedas desenvolvido pelo Japão é voltado para o combate à lavagem de dinheiro. O país espera que a plataforma ofereça mais transparência em relação a utilização de criptomoedas para pagamentos e envios de remessas.

Em desenvolvimento pelo país, o projeto deve ser apresentado ao mercado em alguns anos. Porém, o país não está desenvolvendo a plataforma sozinho. O Japão coordena o projeto da plataforma que seria o resultado do esforço do G-7 em combater a lavagem de dinheiro em todo o mundo. Além disso, a plataforma deverá criar mais transparência para o mercado de criptomoedas. 

O país representa o grupo de nações que fazem parte da Ação Internacional Financeira (FATF em sua sigla em inglês). Com o desenvolvimento da plataforma, outros países podem adotar o projeto japonês. O país também acredita que o projeto deve fomentar o desenvolvimento de tecnologias voltadas para o mercado financeiro.

A proposta da plataforma foi elaborada pelo Ministério da Economia do Japão e a Agência de Serviços Financeiros (FSA em sua sigla em inglês). Segundo os envolvidos no projeto, a plataforma servirá para desenvolver o mercado financeiro através de fintechs.

SWIFT encontra rivalidade em projetos que desafiam sistema

O Japão deverá apresentar em breve uma plataforma de pagamentos em criptomoedas. O projeto poderá ser adotado por outros países e deve ganhar expressão no mercado após ser lançado. Claramente uma concorrência ao sistema SWIFT de envio de remessas, o projeto japonês deve entrar em uma disputa acirrada no mercado financeiro. 

Mas, não é somente este novo projeto que representa uma séria ameaça ao sistema SWIFT. A Ripple deve conquistar aos poucos uma parcela desse segmento no mercado. Assim como o projeto japonês, a Ripple desenvolve produtos através da tecnologia blockchain voltados para o mercado financeiro.

A adesão de bancos e corporações A tecnologia Ripple vem sendo adotada por bancos e corporações em busca de sistemas de envio de remessas mais modernos. Sendo assim, isso demonstra que a empresa busca oferecer soluções que envolvam a blockchain para um mercado que ainda não utiliza essa tecnologia.

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".

Miami pode ser a primeira cidade a ter reservas em Bitcoin

O prefeito de Miami, Francis Suarez, vem, desde dezembro de 2020, considerando apostar no Bitcoin para fazer parte das reservas da cidade. Segundo Suarez,...
PayPal e Bitcoin criptomoedas blockchain

Ações do PayPal podem valorizar 46% “graças ao Bitcoin”, diz analista

Por causa do Bitcoin, o PayPal pode alcançar uma incrível valorização no preço das suas ações. Um analista da Mizuho Securities elevou sua estimativa...

Irã sofre com apagões, governo culpa mineração de Bitcoin

O governo do Irã tem apontado que os recentes apagões ocorridos no país têm sido causados pelo alto consumo das fazendas de mineração de...

Cotações por TradingView

Últimas notícias

Ações do PayPal podem valorizar 46% “graças ao Bitcoin”, diz analista

Por causa do Bitcoin, o PayPal pode alcançar uma incrível valorização no preço das suas ações. Um analista da Mizuho Securities elevou sua estimativa...

Irã sofre com apagões, governo culpa mineração de Bitcoin

O governo do Irã tem apontado que os recentes apagões ocorridos no país têm sido causados pelo alto consumo das fazendas de mineração de...

Banco Central da Nova Zelândia é hackeado

Há uma semana, no domingo (10), o Banco Central da Nova Zelândia foi alvo de um ataque hacker que deixou graves consequências. As autoridades...

Binance abre inscrições para voluntários no Brasil

Quem busca empreender com criptomoedas ou mesmo ingressar nas comunidades brasileiras, uma oportunidade de aprendizado surgiu nos últimos dias. A Binance, a maior maior...

Uganda desliga internet, comércio de bitcoins para de funcionar

Na véspera das eleições presidenciais, o governo da Uganda bloqueou, sem avisar, a Internet de toda população. Isso ocorreu depois de os ugandeses contornarem...