Jovem rouba R$ 200 milhões em Bitcoin e é descoberto após comprar nome em jogo

No momento, a polícia de Hamilton conseguiu apreender cerca de 7 milhões de dólares canadenses (R$ 30 milhões) e afirmou que não está em busca de outros suspeitos.

Siga no
Prisão
Prisão

Um adolescente do Canadá, cuja identidade e idade não foram revelados, foi acusado de um roubo de 200 milhões de reais em criptomoedas. A investigação, que teve início em março de 2020, chegou ao suspeito após ele usar parte do dinheiro para comprar um nome de usuário raro em um jogo.

Segundo informações da CBC, a vítima é um americano e o montante de 200 milhões de reais é de duas criptomoedas, Bitcoin (BTC) e Bitcoin Cash (BCH). O ataque teve como meio a clonagem de seu número de celular, conhecido como SIM swap.

Apesar de encontrar a pessoa por trás do golpe, o montante não foi resgatado por completo. Segundo comunicado oficial, o assunto agora está nos tribunais.

Roubo de R$200 milhões

Um roubo de 200 milhões de reais em criptomoedas fez com que três agências trabalhassem em conjunto para solucionar o problema. A força tarefa contou com a polícia local de Hamilton, do FBI e também do Serviço Secreto dos EUA para solucionar o caso.

Segundo comunicado da polícia, a vítima perdeu os seus fundos por conta de um ataque de SIM swap, ou seja, uma clonagem do número de seu celular.

“Como resultado do ataque de SIM swap, aproximadamente 46 milhões de CAD (dólar canadense) em criptomoedas foram roubados da vítima. Este é atualmente o maior roubo de criptomoeda relatado por uma pessoa.”

A investigação que teve início em março de 2020 chegou ao seu fim nesta quarta-feira (17). Apesar disso, os fundos não foram totalmente recuperados.

Prioridades

Enquanto alguns pensariam em gastar estes R$ 200 milhões com viagens ou outras regalias, o acusado usou parte deste dinheiro para comprar um nome de usuário em um jogo. E foi descoberto justamente por causa dele.

“A investigação conjunta revelou que algumas das criptomoedas roubadas foram usadas para comprar um nome de usuário online que era considerado raro na comunidade de jogadores. Esta transação levou os investigadores a descobrir o dono desta conta.”

Devido a leis que não permitem a exposição de detalhes com crimes envolvendo menores de idade, além de seu nome e idade, outras informações como qual seria esse nome de usuário, e jogo, também foram ocultadas.

No momento, a polícia de Hamilton conseguiu apreender cerca de 7 milhões de dólares canadenses (R$ 30 milhões) e afirmou que não está em busca de outros suspeitos.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Há mais de 5 anos trabalhando com criptomoedas, hoje escrevo artigos e notícias para o Livecoins.

CEO da Binance se torna o chinês mais rico do mundo, diz site

Changpeng “CZ” Zhao, o famoso CEO da Binance, é um nome muito importante dentro do criptomercado e até mesmo na economia como um todo....
Criptomoeda do Facebook Diem e Libra

Facebook não vai mais proibir propagandas de criptomoedas

Desde o final da alta das criptomoedas em 2017 o Facebook e outras redes sociais limitaram ou até proibiram propagandas e conteúdo patrocinado sobre...

Homem é abordado na rua e obrigado a transferir bitcoins para assaltantes

Os crimes no criptomercado podem acontecer de diferentes maneiras, desde os roubos realizados em golpes digitais até mesmo roubos físicos. A polícia de São...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias