Justiça de SP nega penhora de bitcoins em ação de indenização movida contra jornalista

Justiça dá razão para jornalista!

-

Siga no
Martelo da Justiça
Martelo da Justiça
Anúncio

A Justiça de São Paulo negou pedido de penhora de bitcoins em uma ação de indenização movida contra um jornalista. De acordo com os desembargadores responsáveis pelo caso, o motivo da recusa é que o Bitcoin não possui lastro e não é regulamentada no Brasil, o que dificultaria a busca.

“(…) tais bens não possuem lastro e não estão regulamentados pelo Banco Central ou pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários), podendo ser negociados não apenas por corretoras, mas por qualquer outro meio digital (softwares, hardwares, paperwallets), o que dificulta não apenas a efetivação, como o gerenciamento da penhora nos autos”, diz trecho.

A decisão, publicada nesta segunda-feira (2) no Diário de Justiça do Estado de São Paulo, é uma resposta a um agravo de instrumento, que é um procedimento jurídico interposto com objetivo de tentar reverter uma decisão proferida anteriormente.

Pedido de penhora de bitcoins foi feito porque outros bens não foram encontrados

Anúncio

O pedido de indenização, no valor de R$ 61,5 mil, foi movido no início de 2018 contra o jornalista Paulo Cezar de Andrade Prado, editor do site Blog do Paulinho. Na decisão não foi exposto o motivo de tal pedido.

Em novembro do ano passado, Prado foi preso por ter difamado o também jornalista Milton Neves.

O autor da ação solicitou a penhora das criptomoedas, ainda de acordo com a decisão, porque até agora a justiça não localizou outros bens do jornalista que poderiam ser usados para quitar a dívida.

Além disso, o autor alega que o jornalista receberia, por seu blog, “contribuições virtuais de seus leitores, havendo indícios de que possua rendimentos da natureza bitcoin”.

Penhora de Bitcoins decisão da Justiça
Penhora de Bitcoins decisão da Justiça

De acordo com a justiça, no entanto, a simples referência ao blog do jornalista não seria suficiente para provar que ele realmente tem bitcoins.

“Assim, além da dificuldade de exequibilidade da medida constritiva em face da criptomoeda, mostra-se também inviável a busca indiscriminada de bitcoins sema presença de indícios razoáveis de que o executado seja titular de tais bens, tratando-se de pedido demasiadamente genérico e que, portanto, não pode ser deferido”, diz decisão.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Leia mais sobre:
Lucas Marins
Lucas Marins
Jornalista desde 2010. Escreve para Livecoins e UOL. Já foi repórter da Gazeta do Povo e da Agência Estadual de Notícias (AEN).

Leia mais

Investimento em prejuízo no Brasil

Investimento mais conservador do Brasil dando prejuízo

Muitos que procuram investir nas criptomoedas, como Bitcoin, por exemplo, acreditam que a moeda oferece grandes riscos como reserva de valor. Mas na pandemia...
Bitcoin é a maior moeda digital do mundo

Como a crise ajudou na popularização do Bitcoin?

Com a notícia da pandemia do coronavírus todo o mercado de investimentos tradicional e digital foi impactado com a notícia. Sendo assim, as criptomoedas...

Influenciadores do TikTok receberam R$ 2.7 milhões promovendo golpes

Alguns criadores de conteúdo do TikTok estavam promovendo aplicativos com Adwares e Cavalos de Tróia embutidos. O dinheiro arrecadado pelos influenciadores com a promoção...

Últimas notícias

Binance Webinar em Português fala sobre game baseado em Bitcoin

A Binance organizou um evento para a próxima quinta-feira no Brasil. O webinar da Binance, em português, falará sobre games e cripto, fazendo a...

Como a crise ajudou na popularização do Bitcoin?

Com a notícia da pandemia do coronavírus todo o mercado de investimentos tradicional e digital foi impactado com a notícia. Sendo assim, as criptomoedas...

Influenciadores do TikTok receberam R$ 2.7 milhões promovendo golpes

Alguns criadores de conteúdo do TikTok estavam promovendo aplicativos com Adwares e Cavalos de Tróia embutidos. O dinheiro arrecadado pelos influenciadores com a promoção...