Justiça nega pedido de liberdade de suspeitos de roubar Bitcoin

Homens teriam criado organização criminosa para roubar Bitcoin em dispositivos.

Hacker comemorando roubo de Bitcoin
Hacker comemorando roubo de Bitcoin

A justiça do Rio de Janeiro negou o pedido de dois homens suspeitos de invadir computadores e contas de investimentos de vítimas para roubar Bitcoin.

Este caso teria resultado em mandados de busca e apreensão em setembro de 2021, mas não há ainda confirmação de que os suspeitos foram presos. Mesmo assim, dois deles pediram na Justiça do Estado do Rio de Janeiro para ficarem em liberdade, mediante um habeas corpus.

Segundo consta dos autos, eles são investigados por associação criminosa e roubo mediante abuso de confiança das vítimas. Caso condenados, somadas as penas, eles poderão pegar entre 3 e 11 anos de prisão, mais multa.

Justiça do Rio negou pedido de suspeitos de invadir computadores para roubar Bitcoin

Nos últimos dias, a justiça do Rio de Janeiro recebeu na 2.ª instância um pedido de liberdade de dois suspeitos de praticarem um sofisticado crime, que é o de roubar Bitcoin.

“Consta dos autos que os investigados teriam alugado imóveis para usar e montar sua estrutura criminosa, que atua invadindo contas de investimentos e subtraindo Bitcoins, que não são rastreáveis.”

Apenas pelo despacho do processo, divulgado nesta segunda-feira (6) pelo Diário da Justiça do Rio de Janeiro, não está claro como eles roubavam Bitcoin das vítimas, se era por meio de phishings, invasões de dispositivos móveis, ou qualquer outro mecanismo.

De qualquer forma, eles tiveram sua prisão temporária decretada no mês de setembro, contudo, ainda não foram encontrados pelas autoridades.

Um dos suspeitos diz que trabalha com atividades profissionais no Estado da Bahia, mas não comprovou suas atividades perante a juíza desembargadora, que optou por negar o pedido de liberdade de dois suspeitos da possível organização criminosa que pode estar roubando Bitcoin no Brasil.

Como manter seus Bitcoins seguros?

O caso em questão serve como um alerta para que novos usuários da tecnologia Bitcoin procurem se manter seguros de roubos, sejam físicos ou virtuais, que estão aumentando em todo o mundo.

Dessa forma, como o Bitcoin é uma moeda digital, ele pode ser facilmente transportado pelos seus donos. Assim, o recomendado é levar consigo apenas o necessário para se realizar as compras em lojas físicas.

Já em ambientes digitais, as chaves de acesso ao Bitcoin devem ser mantidas preferencialmente em ambientes desconectados da internet, visto que ficam mais seguras dessa forma. Caso seja necessário comprar algo pela internet, é importante se manter vigilante se está em um site correto e de confiança, visto que fraudes pela internet são muito comuns.

Deixar Bitcoin em corretoras, que são pontos de falha centralizados, também é uma prática totalmente arriscada, sendo o caso Bitmart neste final de semana mais uma lembrança deste problema.

Para manter os Bitcoins seguros, é importante escolher uma carteira e guardar as moedas em um dispositivo de confiança, lembrando sempre do lema que “você é seu próprio banco”.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias