Inicio Altcoins Kroger abandona Visa e estuda aceitar criptomoedas, gigante dos EUA

Kroger abandona Visa e estuda aceitar criptomoedas, gigante dos EUA

Rede de supermercados Americana

-

Compartilhe
Kroger abandona Visa e estuda aceitar criptomoedas

Uma das maiores redes de supermercados dos Estados Unidos, Kroger, anunciou recentemente que está banindo os cartões de crédito Visa como forma de pagamento em seus estabelecimentos. Alguns dias após essa decisão a rede anunciou a possibilidade de aceitar pagamentos em criptomoedas em um futuro próximo.

Kroger, decidiu não aceitar os cartões Visa em 250 lojas da rede, incluindo 142 supermercados e 108 postos de gasolinas em vários estados dos Estados Unidos.

A empresa anunciou que a decisão foi tomada como um protesto ao excesso de taxas e custo de transações cobradas pela processadora de pagamentos Visa e que a intenção é voltar para formas de pagamentos de baixo custo como dinheiro e abandonar os cartões de crédito de uma vez por todas.

Cartões de credito custam ao empreendedor ou estabelecimento entre 1.5% ha 5% do valor da transação. O objetivo maior é diminuir os custos e manter o preço dos produtos baixo para o cliente.

- Publicidade -

Bitcoin e outras criptomoedas podem ser uma alternativa promissora para a rede Kroger como forma de pagamento, especialmente porque o custo de transação é baixo.

No dia 3 de março Anthony Pomplano (@APomplano), um especialista em criptomoedas, revelou no Twitter que discutiu pessoalmente com um representante da Kroger sobre auxiliar a rede de supermercados a adicionar pagamentos em criptos. 

Como um dos líderes na indústria de alimentos, esse tipo de atitude drástica da Kroger pode ativar competidores e outras indústrias a tomarem atitudes similares.

Alto custo com Cartões de Crédito

Pequenas e grandes empresas no mercado atual estão criando estratégias para competir em um mercado global e eliminar o alto custo cobrado pelos processadores de pagamentos certamente cria uma vantagem competitiva para todos.

Isso porque em muitos casos as redes de cartões como Visa, Mastercard, American Express e outros essencialmente monopolizam o mercado de pagamentos digitais.

Não existem outras opções a não ser aceitar cartões para basicamente não arriscar perder seus clientes ou não competir no mercado. Quase um monopólio, que talvez possibilitou a Visa a inflacionar suas taxas além da expectativa do mercado.

Com tudo isso, o custo de usar cartão de crédito é muito alto. Consequentemente, Kroger e possivelmente outras empresas estão buscando alternativas para o processamento de pagamentos nas lojas e na internet.

Opções que existem há anos, como o dinheiro em espécie continuam sendo uma ótima alternativa para o uso em lojas. Mas na internet os cartões de crédito possuem um domínio quase total.

Criptomoedas, ou melhor, o dinheiro digital é a alternativa que já está sendo usada por várias empresas, não só pelo fato de ser de baixo custo, mas também pelo nível de segurança, privacidade que cripto moedas proporciona.

Kroger será possivelmente a primeira grande rede de supermercados a implementar e popular essa nova forma de pagamento. Seguimos aguardando novidades sobre a implementação.

Por: MamãeCrypto

XDEX: Negocie bitcoin com TAXA ZERO. Aproveite também para negociar outras 6 criptomoedas com as menores taxas do mercado. Abra sua conta, é grátis!
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter para começar e terminar o dia bem informado. Cadastra-se também na Newsletter para receber em seu e-mail.

MAIS LIDOS

Justiça criminal vai julgar acusações de pirâmide financeira contra a Unick Forex

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou uma denúncia contra a Unick Forex. A empresa, que já foi acusada de ser uma “pirâmide financeira”, foi...

WhatsApp já permite enviar e receber bitcon; saiba como

Investidores já podem enviar e receber bitcoin por meio do WhatsApp. O anúncio sobre a novidade foi publicado pela Zulu Republic, que utiliza um...

Operação da PF derruba negócio da Indeal

A Operação Egypto foi deflagrada na manhã desta terça-feira (21) envolvendo cerca de 150 agentes. A investigação procura desmantelar os negócios da Indeal, com...
 
Compartilhe