Inicio Notícias League of Legends infectado com malware de mineração de Monero

League of Legends infectado com malware de mineração de Monero

-

Compartilhe
league of legends malware monero

Foi encontrado um script de mineração de criptomoedas ilícito no jogo MOBA mais popular do mundo, League of Legends. Mais especificamente nas Filipinas, onde o servidor foi comprometido e o cliente do jogo estava minerando Monero.

O relato sobre o malware foi feito pela primeira vez por um redditor filipino chamado u/Lestergonzaga. Ele descobriu que os clientes do servidor Garena do popular jogo online estavam silenciosamente sendo infectados por um malware de mineração malicioso.

PSA: League of Legends Philippines client is using your PC as a bitcoin miner. from r/leagueoflegends


O malware minerava Monero em segundo plano enquanto os jogadores jogavam partidas de League of Legends (LOL).

O malware mantinha conexão com o Coinhive, popular software de mineração de criptomoedas.

League of Legends é muito popular no mundo dos jogos online, gerando mais de um bilhão de dólares em receita anual para a gigante Riot Games.

O MOBA funciona com duas equipes de 5 jogadores cada disputando entre si, escolhendo entre uma variedade estonteante de personagens com habilidades diferentes.

No entanto, parece que a poderosa Riot Games não está imune a hackers. Claro que isso causou, naturalmente, preocupação entre os jogadores do League of Legends.

Como a mineração de criptomoedas ilícita prejudica o desempenho do computador, a jogabilidade dos jogadores pode ser facilmente afetada.

Para aqueles que não jogam MOBAs, os jogadores de tais jogos são geralmente muito hardcore, e qualquer coisa que afete o desempenho de sua equipe, como um jogador novato, é geralmente tratado com total desdém (e muitos e xingamentos).

Depois que Lestergonzaga postou sua descoberta no subreddit do jogo, outros jogadores relataram também, chegando a conclusão que todos os jogadores que usaram o cliente Garena foram impactados pelo malware.

LOL minerando monero

A equipe da Garena, informou a remoção do malware de seu sistema e prometeu aos usuários que o incidente nunca mais acontecerá.

Relatos de especialistas em segurança de criptomoedas sugerem que quase 1 em 20 Monero (XMR) é explorado maliciosamente.

Josh Grunzweig, pesquisador da Palo Alto Networks, descobriu que aproximadamente 5% de todo Monero em circulação foram explorados por hackers.

League of Legends é um dos jogos de PC mais populares do mundo. Se um servidor nas Filipinas foi alvo do malware de mineração, é possível que outros servidores tenham sido alvos também.

Fique atento para mais informações sobre o hack do Monero através dos servidores do League of Legends – isso pode ser o primeiro de muitos.

Curta nossa página no Facebook e também no Twitter para começar e terminar o dia bem informado. Cadastra-se também na Newsletter para receber em seu e-mail.
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Fundador do Livecoins, entusiasta de criptomoedas e blockchain. Sugestão de pauta: [email protected]

MAIS LIDOS

FMI: Criptomoedas estão “abalando” o sistema bancário

De acordo com Christine Legarde, diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), as criptomoedas estão "abalando o sistema" afirmando que as moedas digitais "devem ser monitoradas e reguladas para...

Fundador do Wikileaks foi preso na Embaixada do Equador

O mundo acompanha há sete anos a prisão do fundador da Wikileaks, Julian Assange. Este que sempre atuou em prol de um jornalismo livre,...

PewDiePie: um dos maiores Youtubers do mundo troca YouTube por plataforma Blockchain

PewDiePie, o polêmico astro mais bem pago do YouTube (R$ 51,3 milhões entre 2015 e 2016) - que havia sido alvo de uma petição para...
 
Compartilhe
close-link