Líder de empresa que desapareceu com criptomoedas de investidores acusa gerente do Bradesco de golpe

Caso curioso já está nas mãos de delegacia que investigou a GAS Consultoria.

Mulher segurando smartphone com aplicativo do banco Bradesco e Rio de Janeiro ao fundo
Mulher segurando smartphone com aplicativo do banco Bradesco e Rio de Janeiro ao fundo

Uma gerente de uma agência do Bradesco está sendo acusada de aprovar um falso empréstimo para um líder de uma empresa de criptomoedas que operava em Cabo Frio. Esse pode ser mais um caso de fraudes financeiras inusitadas após o fim da empresa do “Faraó dos Bitcoins”, a GAS Consultoria.

Quando a GAS Consultoria recebeu a visita da Polícia Federal, na Operação Kryptos que encerrou suas operações, várias empresas de Cabo Frio que prometiam rendimentos fixos ao mês ruíram. Uma delas foi a Malpe Investimentos, que prometia entre 10% e 15% fixos ao mês.

O negócio chegou ao fim em 2021, quando os líderes prometeram pagar os clientes investidores. Atuando principalmente em São Pedro da Aldeia, local onde o “Rei do Pullback” foi assassinado brutalmente, o negócio chamou atenção entre investidores de esquemas fraudulentos envolvendo a imagem do bitcoin.

Assim como cuidou do caso criminal na época, a 125.ª DP é quem cuida da investigação da possível fraude na agência do Banco Bradesco agora em São Pedro da Aldeia.

Homem que sumiu com criptomoedas de investidores agora acusa gerente do Bradesco de tentar lhe dar golpe

O Livecoins obteve acesso a um caso curioso de possível fraude bancária em uma agência do Bradesco. E o empréstimo falso foi supostamente solicitado pelo líder da Malpe Investimentos, essa última que deu um golpe com criptomoedas no final de 2021.

O CEO da Malpe estranhou saber que tinha uma conta nova e com empréstimo aprovado, se dirigindo até a agência do Bradesco com seu contador, onde conversou com uma gerente chamada “Carolina”. Segundo relato do líder do golpe com criptomoedas para a autoridade policial, ele conversou com ela em tom exaltado e ela demonstrou nervosismo.

O empréstimo foi realizado no valor de R$ 390 mil, para o homem que diz ter como profissão “motociclista”. Como criador da Malpe, ele tentou obter os valores do empréstimo em seu nome, mas seu acesso ao recurso foi negado e a conta bloqueada pelos profissionais do Bradesco.

Ao sair da agência, o líder da Malpe registrou BO da situação.

Boletim de Ocorrência foi feito por possível vítima do esquema que envolve o Bradesco
Boletim de Ocorrência foi feito por possível vítima do esquema que envolve o Bradesco. Homem lesado era líder de possível golpe com criptomoedas na região.

O curioso do caso é que o homem que viu um empréstimo aparentemente falso em seu nome ser realizado pelo Bradesco, é ainda suspeito de dar golpes em vários investidores de criptomoedas.

Além disso, segundo apuração do RLagos, o CEO da Malpe era um antigo trader da GAS Consultoria, ou seja, trabalhava para o “Faraó dos Bitcoins”.

Após registrar Boletim de Ocorrência, “a vítima” e CEO da Malpe terá seu novo caso acompanhado pela 125.ª Delegacia de Polícia em São Pedro da Aldeia.

O que diz o Bradesco sobre o caso?

Para buscar entender melhor a situação da possível fraude bancária, a reportagem do Livecoins procurou o Bradesco para buscar maiores explicações.

Contudo, os telefones da instituição não atenderam e nenhum retorno foi dado após questionamentos via e-mail. O espaço permanece em aberto para manifestações.

Atualização: após a matéria ser publicada, o Bradesco informou que não irá comentar sobre o assunto.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias