Luiz Barsi: “Bitcoin não tem fundamentos, é um fantasma que assombra os gananciosos”

"Bitcoin é um fantasma que está assombrando os gananciosos."

Siga no
Luiz BARSI Bitcoin
Luiz BARSI Bitcoin

Luiz Barsi, o maior investidor pessoa física da Bolsa de Valores brasileira, com uma fortuna estimada em R$ 2 bilhões, revelou o que pensa sobre o Bitcoin.

Conhecido como o ‘Warren Buffett Brasileiro’, Barsi participou de uma live no canal do Youtube Ações Garantem Futuro, onde explicou porque não investe na moeda digital e o que ele pensa sobre a criptomoeda.

O investidor brasileiro começou dizendo que não sabe o que é Bitcoin, e por este motivo não investe no ativo. Ele teceu críticas à criptomoeda, afirmando que ela não tem fundamentos.

“Eu sinceramente nem sei o que é o Bitcoin, é um elemento criado para gerar interesses pra alguém ou um grupo, é um elemento que não tem patrimônio, não tem estrutura, não tem origem, enfim, eu não invisto em um lugar onde não há fundamentos.”

Para Barsi, que construiu seu patrimônio com uma estratégia baseada em dividendos, a moeda digital é uma estrutura sem fundamentos, mas esclareceu que não entende o Bitcoin, então, seria ridículo que ele ou qualquer outra pessoas investisse na moeda sem a conhecer.

“O Bitcoin não tem fundamentos, ele é o que… uma estrutura sem fundamentos, percebesse que o Bitcoin, provavelmente – não posso afirmar porque não conheço – é ridículo um cidadão afirmar que vai aplicar em Bitcoin sem saber, como eu também, sem saber qual o estilo dele e quais garantias ele representa.”, disse, finalizando que a moeda digital é um fantasma.

“Então, pra mim o Bitcoin não existe, ele é um fantasma que está assombrando os gananciosos.”

Louise Barsi

A filha do investidor, Louise Barsi, também participou da live, perguntada sobre o que pensa do Bitcoin, ela respondeu que não tem preconceito contra a moeda digital, mas prefere investir em ativos reais, sugerindo que Bitcoin é um ativo especulativo, e não um investimento.

“A gente não tem nenhum preconceito com Bitcoin, porque, se lá no futuro ele vier a ser tão impotente, nos estamos em empresas que receberão em Bitcoin, e assim receberemos dividendos em Bitcoin e portanto, estaremos expostos ao Bitcoin.”, disse, acrescentando que só vai investir em Bitcoin quando não for mais possível fugir.

“Mas enfim, quando for algo tão importante que a gente não possa fugir, enquanto isso a gente prefere não investir em ativos simplesmente financeiros, a gente prefere investir em ativos reais. Então basicamente é isso, não é nenhum preconceito nem falar mal, teve muita gente que ganhou dinheiro e tem muita gente que perdeu também.”

Louise concordou com a crítica feita pelo pai, dizendo que muitas pessoas estão investindo em Bitcoin sem saber o que está fazendo.

“A única crítica que a gente faz é que, não tem como você virar e falar que a bolsa é arriscada e você ter mais bitcoins na sua carteira que empresas, que ações. Essa é a critica que a gente faz, tem muita gente adicionado Bitcoin na carteira e não sabe o que está fazendo.”

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Ark Invest

Ark Invest vende ações chinesas e compra bitcoin

A Ark Invest está se livrando de ações chinesas em meio a uma liquidação generalizada que fez com que a maioria das ações chinesas...
LGPD no Brasil blockchain

LGPDJus: Aplicativo para requisições sobre proteção de dados usa blockchain

Na próxima sexta-feira (30), o Poder Judiciário de Santa Catarina (PJSC) lançará um novo aplicativo para a população do estado. Chamado de LGPDJus, a...
MasterCard e Bitcoin criptomoeda blockchain

Mastercard vai acelerar startups de criptomoedas em novo programa

As startups que empreendem no setor de criptomoedas e blockchain poderão encontrar na Mastercard mais uma parceira de aceleração. O programa da empresa foi...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias