Magazine Luiza valorizou mais que o Bitcoin nos últimos 5 anos

Em 2016 a empresa teve mais de 60 milhões de reais de prejuízo, e hoje, em 2019, já apresenta mais de 800 milhões de lucro.

-

Siga no
Ações da Magazine Luiza valorizam mais do que o bitcoin nos últimos cinco anos
Imagem: magazineluiza.com.br

Muito se fala sobre a valorização explosiva do Bitcoin, como se esse fosse um evento inédito. Dessa forma, usualmente a rentabilidade do Bitcoin é comparada apenas com a de outras criptomoedas. Contudo, uma ação de uma empresa de bastante sucesso, já estabelecida e de elevada lucratividade, apresentou rentabilidades ainda maiores nos últimos 5 anos. Conheça a Magazine Luiza (MGLU3), a empresa que valorizou mais do que o Bitcoin.

A Magazine Luiza

A Magazine Luiza é uma empresa do setor de varejo, vendendo diversos produtos dos mais variados, atuando através de lojas físicas e-commerce. Atua também no setor financeiro, e recentemente comprou a Netshoes e outras empresas.

Desde 2011, após o IPO (Initial Public Offering), suas ações fazem parte do Novo Mercado da B3, a bolsa de valores de São Paulo. Há vinte anos, integra a lista das melhores empresas para trabalhar no Brasil e por dois anos consecutivos foi considerada a número 1 do varejo.

A empresa conta com mais de 900 lojas físicas localizadas em 17 estados do país, 22 000 funcionários e 12 centros de distribuição.

As ações MGLU3

Cinco anos atrás, em outubro de 2014, uma ação da Magazine Luiza (MGLU3) custava em torno de R$ 1,03. Hoje, em outubro de 2019, suas ações estão sendo negociadas a R$ 43,25. Isso quer dizer que para cada um real investido, cinco anos depois você teria 43 reais, ou seja, mais de 4.000%!!

Comparando com o Bitcoin, o qual o preço em outubro de 2014 era de apenas $350.00 e hoje está em $7,500.00. Ou seja, uma variação de “apenas” 2.000%!

Magazine Luiza valorizou mais do que o Bitcoin nos ultimos 5 anos.
Magazine Luiza (MGLU3) valorizou mais do que o Bitcoin nos últimos 5 anos, desde outubro de 2014. Uma valorização de mais de 4000%, enquanto no mesmo período a variação do preço do Bitcoin foi de 2000%.

Mas, como isso aconteceu?

A empresa que era uma small cap em 2014, hoje faz parte do índice Ibovespa. O índice Ibovespa é o principal indicador de desempenho das ações negociadas na B3 e reúne as empresas mais importantes do mercado de capitais brasileiro. É ainda um dos melhores indicadores da sensação da economia brasileira. As ações que compõem o índice representam em torno de 80% do volume total negociado no B3.

Enquanto o Bitcoin é completamente descentralizado e sem liderança, sendo suportado pela comunidade, A Magazine Luiza é uma empresa. A empresa possui liderança, balanço, produtos, serviços, e vários outros atributos que permitem uma melhor avaliação das suas perspectivas e possíveis retornos do investimento.

Boa Gestão

Existem diversos fatores que levaram as ações MGLU3 valorizar mais do que o Bitcoin. Em 2016 a empresa teve mais de 60 milhões de reais de prejuízo, e hoje, em 2019, já apresenta mais de 800 milhões de lucro.

 Lucro Líquido e distribuição de dividendos (proventos) nos últimos anos. Notar crescimento acelerado a partir de 2016. Observe também a reversão de um prejuízo de mais de 60 milhões em 2016 para um lucro de mais de 800 milhões em 2019. Fonte: fundamentus.com.br
Lucro Líquido e distribuição de dividendos (proventos) nos últimos anos. Notar crescimento acelerado a partir de 2016. Observe também a reversão de um prejuízo de mais de 60 milhões em 2016 para um lucro de mais de 800 milhões em 2019. Fonte: fundamentus.com.br

CEO da Magazine Luiza, Frederico Trajano. É sobrinho neto da fundadora da empresa, e trabalhou 13 anos na mesma antes de assumir o cargo de Presidente. Fonte: Divulgação.
CEO da Magazine Luiza, Frederico Trajano. É sobrinho neto da fundadora da empresa, e trabalhou 13 anos na mesma antes de assumir o cargo de Presidente. Fonte: Divulgação.

O CEO da empresa é Frederico Trajano, sobrinho neto da fundadora. O mesmo atuou por mais de 13 anos na companhia antes de assumir o cargo de presidente. Assumiu a presidência da empresa somente em 2016, quando começaram os expressivos crescimentos da companhia, investindo sempre na transformação digital.

Frederico Trajano recebeu diversos prêmios, assim como a Magazine Luiza, entres eles de Executivo de Valor em 2018, do jornal de mesmo nome, e de melhor empresa da bolsa, pela Revista InfoMoney em 2019.

A Magazine Luiza tem afirmado diversas vezes que é uma empresa de tecnologia aplicada ao varejo. Quem sabe começam a aceitar bitcoin como pagamentos antes da concorrência (Amazon)?

Paciência, o BTC irá reagir.

– Esse artigo não é uma recomendação de compra, nem de MGLU3 nem de Bitcoin. –

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Anúncio

Bitcointrade - 95% dos depósitos aprovados em até 30 minutos!

Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos!

Complete seu cadastro em 5 minutos!
Marcello
Marcello
Escreve sobre a tecnologia, blockchain, investimentos e notícias sobre criptomoedas. Certificado (CBP) pelo CryptoCurrency Certification Consortium (C4).
Explosão na Capital do Líbano, Beirute

Doações em Bitcoin enviadas ao Líbano são complicadas

Na última semana o mundo parou para acompanhar uma imensa explosão na cidade de Beirute, capital do Líbano. A cidade que ficou arrasada, está...
Lobo-Guará é o símbolo da nova nota de R$ 200 no Brasil

Nova nota circula no Brasil, BC ainda não lançou cédula

No último mês, o Banco Central do Brasil anunciou a chegada de uma nova cédula, no valor de R$ 200 cada. De acordo com...
Bitcoin na mão

“Bitcoin é um dinheiro da internet”, esse foi o primeiro impacto

Muitas pessoas têm a dúvida de como eram os primeiros dias do Bitcoin no Brasil. Ao ter seu artigo lançado em 2008, a rede...