Maior banco alemão chama Bitcoin de Ouro e Ethereum de Prata

Não será nenhuma surpresa caso estes bancos comecem a trabalhar com criptomoedas no futuro.

Bitcoin, Ethereum e Bandeira da Alemanha
Bitcoin, Ethereum e Bandeira da Alemanha

Em uma análise publicada pelo Deutsche Bank, o maior banco alemão mostra estar atento as mudanças financeiras que o mundo vive, chamando o Bitcoin de ouro e abrindo espaço para que o Ethereum seja considerada a prata digital.

Hoje o Deutsche Bank é o maior banco da Alemanha e também opera em outros países como o Brasil. Fundado em 1870, o banco parece não ter parado no tempo e está pronto para mudanças.

A publicação feita nos últimos dias mostra um amadurecimento deste setor tradicional, que por muito tempo ignorou as criptomoedas. Com cada vez mais pessoas conhecendo o Bitcoin, parece que eles querem desenvolver produtos e serviços neste setor.

Deutsche Bank e o Bitcoin

O artigo publicado pelo banco alemão é de autoria de Marion Laboure, analista do Deutsche Bank Research, setor responsável por pesquisas. A matéria é uma espécie de “perguntas frequentes” sobre o Bitcoin e outras criptomoedas.

Em relação às diferenças entre o Bitcoin e outras moedas como dólar ou euro, a resposta é que as pessoas são obrigadas a aceitar moedas fiduciárias, como o Real, ao contrário do Bitcoin. O artigo está tão atualizado que também cita El Salvador, que é o único país a obrigar a aceitação da moeda digital.

Embora possa ser utilizado como moeda, o banco lembra que ainda há poucos estabelecimentos que aceitam a criptomoeda. Além disso, o DB destacou o fato do tempo de espera de confirmação e, por vezes, taxas altas.

Todavia, o banco parece não ter estudado soluções de segunda camada, como a Lightning Network, que resolvem as principais críticas.

Então, o discurso fica mais otimista em relação ao Bitcoin, reluzindo as suas qualidades como reserva de valor.

“As pessoas sempre buscaram ativos que não eram controlados por governos. O ouro tem desempenhado esse papel há séculos. E sim, eu poderia potencialmente ver o Bitcoin se tornando o ouro digital do século 21. Não vamos esquecer que o ouro também foi historicamente volátil.”

Quando comparado com o Ethereum, o banco afirma haver diferenças grandes entre eles, como mais casos de uso pelo lado do Ethereum, embora este tenha um valor de mercado bem menor. Finalizando com o pensamento de que se o Bitcoin é o ouro digital, então o Ethereum seria a prata digital, o grande banco alemão mostra interesse na tecnologia.

Vale lembrar que o posto de “prata digital” foi ocupado por muitos anos pelo Litecoin, que seguia o Bitcoin de perto. Apesar de estar apenas na 16.ª colocação em marketcap, o LTC é uma das únicas moedas da “primeira Era” que está funcionando ainda.

Antes tarde do que nunca

Parece que os bancos estão começando a entender a importância do Bitcoin, e outras criptomoedas, em relação ao mundo que está cada vez mais digital.

O artigo do banco alemão também cita a diferença entre as moedas digitais de bancos centrais (CBDCs) e as criptomoedas, reforçando que as versões digitais das divisas fiduciárias são totalmente centralizadas, enquanto as criptomoedas são o oposto disso.

Não será nenhuma surpresa caso estes bancos comecem a trabalhar com criptomoedas no futuro, permitindo que clientes depositem e saquem suas criptomoedas. Todavia é importante lembrar que eles usam a prática de reserva fracionária e que o Bitcoin surgiu justamente para que essas instituições intermediadoras não sejam necessárias.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias