Maior corretora de criptomoedas dos EUA demite 1.100 funcionários

Demissão em massa foi anunciada pelo CEO Brian Armstrong.

Mulher observando aplicativo da Coinbase
Mulher observando aplicativo da Coinbase

A maior corretora de criptomoedas dos EUA, a Coinbase, demite nesta terça-feira (14) cerca de 1.100 funcionários, com um anúncio feito pelo CEO Brian Armstrong. De acordo com a empresa, o crescimento foi muito rápido e agora deve haver uma reestruturação.

A situação já não estava boa nos últimos meses, com uma queda brutal nas ações da empresa, negociadas em bolsa dos EUA. De acordo com dados do Google Finance, as ações da Coinbase (NASDAQ: COIN) já buscam sua mínima histórica ao custar US$ 52,01 por papel, uma perda de 85% desde que foi listada na bolsa.

Com o anúncio da demissão em massa de funcionários, as ações da Coinbase caem mais ainda nas últimas 24 horas e aumenta a pressão contra a empresa, que vinha mostrando interesse até em se expandir para o Brasil.

Coinbase demite 18% de seus funcionários em meio a um possível crescimento rápido e descontrolado

Nesta terça, o CEO Brian Armstrong teve que dar uma notícia pesada para os funcionários da Coinbase, de que 18% do quadro será demitido.

Como a empresa tinha cerca de 5 mil funcionários, de acordo com a CNBC, o que traduz em uma redução no quadro de 1.100 pessoas.

“Hoje estou tomando a difícil decisão de reduzir o tamanho de nossa equipe em cerca de 18%, para garantir que nos mantenhamos saudáveis ​​durante essa crise econômica. Quero explicar por que estou tomando essa decisão abaixo, mas primeiro quero começar  assumindo a responsabilidade por como chegamos aqui. Eu sou o CEO, e a responsabilidade fica comigo.”

O CEO disse que há uma crise econômica sem precedentes que se aproxima, que pode levar a um novo inverno cripto. Caso isso ocorra, a Coinbase poderia ter uma grande queda em sua receita, como foi nas quedas anteriores do mercado e então a empresa se prepara para o pior.

Ele lembra que nos períodos de baixa anteriores, a empresa gerenciou muito bem seus custos e conseguiu atravessar as má-fases, o que torna a ação desta terça necessária e urgente.

Brian disse ainda que o crescimento da empresa foi muito grande no mercado de alta, sendo que a Coinbase tinha 1.250 funcionários no início de 2021.

“Mais contratações nos tornaram menos eficientes”

De acordo com o CEO da Coinbase, a rápida expansão da empresa tornou os seus funcionários menos produtivos, não mais como era esperado.

Dessa forma, ele acredita que a atual queda no número de associados será boa para focar no que é necessário e garantir que as despesas sejam controladas para a dura fase prevista pelo cenário macroeconômico.

Nesta terça, os funcionários que serão desligados já tiveram o acesso aos sistemas da Coinbase revogados e devem receber um e-mail para conversar com seus superiores. Eles terão direitos garantidos por alguns meses, assim como ajuda na recolocação em novas empresas.

Se você for afetado, receberá esta notificação em seu e-mail pessoal, porque tomamos a decisão de cortar o acesso aos sistemas Coinbase para os funcionários afetados. Percebo que a remoção do acesso parecerá repentina e inesperada, e essa não é a experiência que eu queria para você. Dado o número de funcionários que têm acesso a informações confidenciais de clientes, infelizmente foi a única escolha prática, garantir que nem mesmo uma única pessoa tomasse uma decisão precipitada que prejudicasse a empresa ou a si mesma.

Coinbase ainda virá ao Brasil?

Nos últimos dias, a Coinbase Brasil disse ao Livecoins que os planos de chegar oficialmente ao país seguem conforme o esperado no cronograma da empresa.

Contudo, com as novas demissões, não está claro se o projeto sofrerá algum impedimento ou se pode atrasar.

Na última sexta-feira (10), executivos da Coinbase Brasil divulgaram que estão construindo no país um ecossistema forte, com investimentos em empresas do setor, mas não foi comentado sobre os planos da chegada ao país.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias