CEO do Mercado Livre testa plataforma blockchain de renda básica universal

Animado com as criptomoedas, o CEO da gigante do e-commerce afirmou que está fazendo um "experimento pessoal".

Siga no
Fundador do Mercado Livre usa Ethereum para validar identidade
Fundador do Mercado Livre usa Ethereum para validar identidade - Reprodução

O CEO do Mercado Livre usou uma plataforma baseada em Ethereum para criar uma versão digital de sua identidade. Assim, ele criou uma identificação descentralizada, chamando atenção da comunidade de criptomoedas.

Criada por Santiago Siri, um antigo apoiador do Bitcoin, a Proof of Humanity é uma nova plataforma que tem ganhado espaço. Até a Ripio Credit Network (RCN), startup argentina de criptomoedas, começou a utilizar a nova plataforma nesta terça-feira (23).

No caso de Marcos Galperin, CEO e fundador do Mercado Livre, foi identificado que ele estaria cadastrado na Proof of Humanity há alguns dias. Cabe o destaque que todos os usuários da nova plataforma ganham a criptomoeda UBI, criada com propósitos de renda básica universal.

CEO do Mercado Livre tem Ethereum?

O CEO do Mercado Livre continua explorando as novidades do mundo das criptomoedas. Acompanhando este setor há algum tempo, ele agora foi flagrado criando seu cadastro em uma plataforma nova.

O cadastro de Marcos Galperin, CEO e fundador do Mercado Livre, na plataforma Proof of Humanity, baseada em Ethereum, teria acontecido no último final de semana. O cadastro de Marcos é um dos primeiros da plataforma, que começou a funcionar ainda em 2021.

Ao ser identificado pela comunidade, que cobrou o Mercado Livre de aceitar a moeda UBI, da plataforma, Marcos disse que seu cadastro é apenas um experimento pessoal.

A plataforma pretende ser uma referência de identidade descentralizada no mundo. Seu criador, Santiago Siri, antigo apoiador do Bitcoin e Ethereum, tem divulgado seu trabalho em redes sociais.

Para se cadastrar na Proof of Humanity, cabe o destaque, o usuário deve ter um endereço Ethereum. Ou seja, o criador do Mercado Livre acabou deixando a entender que possuí algumas moedas Ethereum.

Na última semana, ele havia criticado a mineração de Bitcoin feita de maneira ilegal em um país asiático.

Plataforma em que Marcos se cadastrou dá criptomoedas para seus usuários

A plataforma Proof of Humanity pretende ser integrada a novas aplicações no mercado de criptomoedas. Além disso, pretende ser referência no mercado de DeFi, que está em alta no último ano.

Contudo, sua criptomoeda, identificada como UBI, pretende ser uma moeda de renda básica universal. Assim, quem se cadastrar na plataforma Proof of Humanity e criar uma identidade em blockchain no local, começará a receber moedas.

Para o desenvolvedor líder da Proof of Humanity, Santiago Siri, essa plataforma tem muito a agregar o ecossistema DeFi. Ele comemorou a integração de sua identidade pela RCN, com as empresas se unindo nesta terça-feira (23).

“Habilitar uma camada social no Ethereum pode expandir o alcance do crédito em qualquer lugar com uma conexão à Internet. A rápida adoção e implementação da Proof of Humanity pela RCN mostra como é simples construir com ela.”, afirmou Santiago.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Aplicativo da Binance e gráfico de negociações ao fundo

Binance quer se tornar instituição financeira mundial

A Binance poderá se tornar uma instituição financeira mundial e regulamentada nos países em que atua. A novidade foi revelada nesta terça-feira (27), pelo...
Cápsula com Bitcoin dentro

Empresa russa cria “cápsula do tempo” para quem quiser deixar bitcoin para herdeiros

Uma empresa russa está criando um serviço de "cápsulas do tempo" que permitirá que os clientes armazenem e transfiram certas informações para pessoas específicas....
Criptomoeda Monero e códigos ao fundo

Monero tem falha no mecanismo de privacidade das transações

A equipe de desenvolvedores da Monero encontrou uma falha no mecanismo de privacidade das transações. O problema pode deixar informações sensíveis à mostra, revelando...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias