Marinha proibida de minerar Bitcoin em dispositivos estatais

Decisão dos Estados Unidos impede marinheiros até de jogar ou namorar pelos dispositivos.

-

Siga no
Marinha dos EUA
Marinha/Pixabay
Anúncio

A criptomoeda Bitcoin (BTC) necessita da mineração para validação de todas as suas transações. No país da maior Marinha do mundo, foi anunciado que não é permitido a prática de minerar a moeda digital com os dispositivos estatais fornecidos aos marinheiros.

Além disso, não será mais permitido aos marinheiros dos Estados Unidos utilizar os dispositivos para uma série de tarefas. Essa determinação, do alto escalão da marinha dos EUA partiu de um memorando nos últimos dias, que organiza as atribuições dos servidores com uso dos dispositivos.

Para as criptomoedas, a prática de minerar Bitcoin é fundamental, sendo realizada por grandes empresas hoje. Para mineração de Bitcoin, por exemplo, é necessário o uso de equipamentos sofisticados, chamados de Asics, que são processadores de última geração.

Anúncio

Esse processo “cria” Bitcoins, de forma pré-determinada, e também valida as transações da rede. A segurança do Bitcoin, inclusive, depende inteiramente do processo de mineração.

Marinha dos EUA declara que está proibida a prática de minerar Bitcoin com dispositivos estatais

A Marinha dos Estados Unidos é uma das maiores do mundo, e uma das oito forças militares do país. Contudo, passa nos últimos meses por uma troca constante no comando, sendo o último a ser aprovado pelo senado, em maio, o comandante Kenneth J. Braithwaite, próximo de Trump e antigo embaixador do país em Oslo, na Noruega.

Três meses após a troca do comando, uma nova ordem foi dada aos marinheiros em um memorando nos últimos dias. De acordo com o documento oficial da Marinha dos EUA, está proibida a prática de minerar Bitcoin e criptomoedas com os dispositivos estatais.

Os marinheiros também foram proibidos de utilizar os dispositivos para jogos, namoro ou acesso a sites obscenos. Na lista ainda consta que jogos de azar ou aplicativos sem autorização da Marinha, também não devem ser acessados.

Além disso, a Marinha orientou que os marinheiros tenham cuidado e observem se os dispositivos gravam vídeos/áudios e tiram fotos. O uso do GPS dos dispositivos também deve ser desativado, pois, poderia revelar para terceiros a localização dos marinheiros, inclusive, hábitos de viagem e informações de instalações do Corpo de Fuzileiros Navais.

A medida impõe que os marinheiros tomem cuidados extras com uso da internet, conferindo a lista de aplicativos permitida para uso. No início de 2020, vários órgãos militares dos EUA pediram que o uso do TikTok fosse encerrado, por receios de que os chineses poderiam espionar os militares dos EUA pelo aplicativo.

Marinha do Brasil fez evento recente e citou Bitcoin

A Marinha do Brasil também está apresentando o conceito do Bitcoin para seus marinheiros. Conforme noticiado em primeira mão pelo Livecoins, a Marinha do Brasil fez um evento sobre investimentos que citava os riscos e a tecnologia do Bitcoin.

A moeda digital Bitcoin, apesar de apresentar alguns riscos que devem ser estudados, tem estado em alta no mundo em 2020. Isso porque, com a pandemia do novo coronavírus, o Bitcoin valorizou bastante e já chega a ser comparado com o ouro, no status de reserva de valor.

Por fim, a mineração de Bitcoin é uma atividade importante, sempre em análise pela comunidade. Apesar da proibição de minerar Bitcoin pela Marinha dos EUA, a decisão não deverá implicar em menor segurança para a moeda, que tem essa atividade concentrada em grandes fazendas de mineração hoje.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Compra de Bitcoin

Governo da Noruega compra Bitcoin

Uma empresa que fez a compra de R$ 1,3 bi em Bitcoin como reserva de valor em agosto continua a repercutir na comunidade cripto....
Bitcoin em corretoras de criptomoedas

CEO da MicroStrategy: “podemos despejar R$ 1.3 bi em Bitcoin no mercado a qualquer...

Após comprar de R$ 1.3 bilhão em bitcoin como reserva de valor, a MicroStrategy se tornou um nome importante para os defensores da moeda...
Prédio da PGR - Ministério Público Federal do Brasil (MPF) investigando

MPF está investigando ataque hacker em seus servidores

O Ministério Público Federal (MPF) está investigando um suposto ataque hacker em seus servidores. De acordo com um portal de notícias, dados do órgão...

Últimas notícias

CEO da MicroStrategy: “podemos despejar R$ 1.3 bi em Bitcoin no mercado a qualquer hora”

Após comprar de R$ 1.3 bilhão em bitcoin como reserva de valor, a MicroStrategy se tornou um nome importante para os defensores da moeda...

MPF está investigando ataque hacker em seus servidores

O Ministério Público Federal (MPF) está investigando um suposto ataque hacker em seus servidores. De acordo com um portal de notícias, dados do órgão...

Finanças Descentralizadas (DeFi) caem 40%, será o fim?

Nos últimos dias assistimos um massacre das moedas de finanças descentralizadas (DeFi), com quedas entre 30% e 58%. Talvez você não tenha acompanhado a...