Guru dos mercados emergentes diz que Bitcoin é uma religião, não um investimento

Religião e Bitcoin
Religião e Bitcoin

Mark Mobius, conhecido pela sua experiência em mercados emergentes, afirmou em conversa no programa Squawk Box que o bitcoin não é um investimento, e sim uma religião e uma forma de diversão.

Além de falar sobre o bitcoin diretamente, Mobius declarou como pensa sobre os banimentos da China em relação a tecnologias, apontando pontos positivos e negativos. Sendo a própria China o maior perdedor desta história, em termos de tecnologia.

Embora Mobius acredite que o Bitcoin vai parar algum dia, a maior criptomoeda do mundo já está viva a 12 anos, crescendo não apenas em poder de compra, como também em adoção e implementação de novas atualizações.

Bitcoin é uma religião

Quando questionado sobre a sua opinião sobre o Bitcoin e outras criptomoedas, Mobius mostrou-se cético com o futuro do BTC, embora tenha ciência da desvalorização das moedas fiduciárias, como o dólar.

Segundo ele, as pessoas estão felizes enquanto este mercado está aquecido, todavia quando ele esfriar, todos estarão em perigo. Mobius acredita que o mercado de ações seja a opção mais óbvia para fugir da inflação, e que vários players voltarão para elas em breve.

“A situação do Bitcoin, e de outras criptomoedas, é religiosa, não é um investimento. As pessoas acreditam nelas, acreditam que ficarão ricas, e está tudo bem enquanto a música estiver tocando, como disse o ex-presidente do Citybank, todos tem que levantar e dançar, porém quando a música parar, então estaremos em apuros. As pessoas não devem olhar para as criptomoedas como um meio de investimento, é um meio de especulação e divertimento, mas no final você tem que voltar para as ações”, disse Mark Mobius

Como o Bitcoin possui uma das comunidades mais ativas do setor financeiro, não é à toa que seja considerado por algumas pessoas como Mobius.

Conforme o Bitcoin não é uma moeda de curso forçado, bem como não possui nenhuma reserva para marketing, sua divulgação sempre foi feita por pessoas que estudam o projeto e dedicam seu tempo para levar conhecimento para outras.

A música não para

Embora Mobius acredite que “a música irá parar”, o Bitcoin vem crescendo há 12 anos e ainda estamos no começo. A grande maioria das pessoas, no mundo inteiro, ainda não tiveram um primeiro contato com a criptomoeda, bem como não sabem de seus benefícios quando comparado a moedas fiduciárias.

Enquanto o BTC hoje ainda é pouco usado como reserva de valor, ele também tem um amplo futuro como moeda conforme mais pessoas começam a utilizá-lo e aceitá-lo como forma de pagamento.

Com isso, a fala de Mobius, sobre o Bitcoin não ser um investimento, pode estar muito errada. O Bitcoin vem sendo o principal ativo na luta contra a inflação, principalmente em termos de educação financeira, feita por estes “religiosos do Bitcoin” que despendem seu tempo para ajudar outras pessoas.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias