Mastercard: “Mais da metade da população latino-americana já usaram criptomoedas”

Maioria da população latina já teve contato com tecnologia financeira, segundo levantamento.

Cartões Mastercard sob Bitcoin
Cartões Mastercard sob Bitcoin

Um recente levantamento feito pela Mastercard diz que 51% das pessoas na América Latina já utilizaram criptomoedas. Segundo um executivo da empresa na região, os dados mostram um cenário promissor para esse mercado, seja como investimento ou meio de pagamento.

Há algum tempo a Mastercard tem prestado atenção no movimento deste mercado, lançando soluções para empresas do setor.

Uma das ações da grande companhia no setor foi a compra da Ciphertrace, empresa que rastreia criptomoedas. Essa plataforma, por exemplo, será utilizada pelo Mercado Livre para ampliar a cobertura de sua adoção ao mercado.

Dessa forma, a Mastercard promoveu uma pesquisa nos últimos meses para entender melhor o setor.

Mastercard diz que 51% da população da América Latina já se envolveu com criptomoedas

A América Latina (LATAM) está na mira do mundo das criptomoedas desde que El Salvador tomou a decisão de colocar o Bitcoin como moeda de curso legal pela primeira vez.

E a Mastercard (NYSE: MA) liberou nos últimos dias o resultado do seu estudo intitulado “New Payments Index 2022”, feito entre março e abril de 2022 com 35 mil pessoas de todo o mundo.

Na América Latina, o estudo levantou que 51% da população já realizou consumo com criptomoedas, além de 1/3 dessas pessoas já ter realizado pagamentos diários com stablecoins. Além de já utilizar as moedas como meio de pagamento, o estudo da Mastercard aponta que há um interesse no aprendizado sobre essas tecnologias.

No quesito investimento, 54% dos investidores estão confiantes nas criptomoedas. Além disso, dois terços dos entrevistados dessa região gostariam que seus meios de pagamentos tradicionais fossem mais integrados com criptomoedas.

De acordo com Walter Pimenta, Vice-presidente executivo de produtos e engenharia da Mastercard América Latina e Caribe, a população latina tem cada vez mais interesse no setor de criptomoedas.

“Cada vez mais latino-americanos estão demonstrando interesse em criptomoedas e desejam soluções que facilitem o acesso ao mundo das criptomoedas. Na Mastercard, estamos desenhando essas soluções para ampliar a inclusão digital e fortalecer alianças que garantem operacionalidade e suporte.”

Mastercard diz que 51% da população latina utilizou criptomoedas com pagamento no último ano
Mastercard diz que 51% da população latina utilizou criptomoedas com pagamento no último ano. Divulgação

“Dinheiro em espécie é cada vez mais raro”

O crescimento do uso das criptomoedas na América Latina coincide com o menor uso do dinheiro em espécie, segundo apurado pela Mastercard. Isso porque, no levantamento da empresa, 29% da população confessou não ter utilizado os papéis coloridos no último ano.

De acordo com Pimenta, esses dados mostram que o futuro dos meios de pagamentos já chegou, com tecnologias e criptomoedas sendo cada vez mais difundidas entre consumidores.

“O futuro dos pagamentos já está aqui. Cada vez mais os latino-americanos estão recorrendo à tecnologia para realizar suas transações financeiras e espera-se que essa tendência continue aumentando, com impressionantes 95% planejando usar um método de pagamento digital no próximo ano e 29% reconhecendo ter usado menos dinheiro no ano passado.”

Cerca de 30% da população usou menos dinheiro no último ano
Cerca de 30% da população usou menos dinheiro no último ano. Divulgação

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias