Medo extremo do Bitcoin ultrapassa 70 dias consecutivos pela primeira vez

Lado bom: estratégia pode ajudar interessados em comprar bitcoin na queda, ao minimizar riscos no longo prazo.

Análise de Bitcoin
Análise de Bitcoin

O medo extremo com o preço do Bitcoin já ultrapassou 73 dias consecutivos até aqui, um sinal que traders não estão com um sentimento muito positivo com o momento. Esse indicador é acompanhado por muitos que querem entender o mercado para entrar em novas posições.

Como todo indicador de análises, este não deve ser considerado só, embora possa ser parte de uma análise macro do momento de mercado.

Criado em vários sites de análise onchain e técnica de criptomoedas, o indicador se tornou popular no mercado de criptomoedas ao fornecer uma análise única.

Para isso, são considerados 5 fatores, como Volatilidade, Momento/volume do mercado, mídias sociais, dominância e, por fim, a tendência. Ou seja, com vários fatores sendo considerados, a análise indica um cenário de curto prazo que pode ser interpretado de duas formas principalmente: medo ou ganância.

Quando o mercado está em uma fase de ganância, o indicador sugere que o momento é de se considerar um “topo”, visto que essas são fases otimistas e podem apresentar correções em breve.

Ao contrário, quando o mercado está em medo extremo, o indicador Fear & Greed diz que o momento é de baixa e pode representar boas oportunidades de compra. O objetivo deste indicador é “salvar” os investidores de tomarem decisão baseadas no sentimento, que nem sempre está correto.

Medo extremo do Bitcoin ultrapassa 72 dias consecutivos pela primeira vez

Entre 2018 e 2019, o mercado de criptomoedas passou por um de seus piores momentos de preço, com quedas consecutivas. Esse período ficou conhecido entre investidores como “inverno cripto” e durou vários meses.

No entanto, nem mesmo durante o pior inverno das criptomoedas o medo extremo durou mais de 72 dias. Essa análise foi realizada pelo analista Philip Swift, focado em análises de comportamento da rede e fundador do site “lookintobitcoin”.

Ao compartilhar a novidade, ele mostrou que o recorde anterior foi em 2020, no primeiro semestre quando o índice de medo extremo durou 50 dias. Antes disso, no final de 2018 e início de 2019, o mercado viu 32 dias persistirem com receio de investidores.

Como a análise de Philip foi divulgada na última semana e o mercado segue em medo extremo, a contagem segue registrando recorde em 72 dias, sem previsão de quando será o fim do receio.

Existe alguma estratégia que pode funcionar na queda do mercado?

Com um momento de queda e medo de mercado, muitos podem entender que o momento é de se afastar do Bitcoin, visto que não está claro quando uma reversão se apresentará.

Contudo, fãs da moeda que confiam no longo prazo da moeda digital seguem acumulando com força. Nos últimos dias, por exemplo, uma baleia comprou mais de US$ 2,5 bilhões em meio à queda.

Quem teme realizar novas compras em momentos de estresse, uma estratégia conhecida por investidores desse mercado de Bitcoin é o “DCA“, o Custo Médio em Dólar.

De acordo com um artigo de Nick Maggiulli, escrito em 2019, essa estratégia “nem Deus pode superar”, visto que seu retorno de longo prazo é maior que comprar na queda.

Isso porque, com compras mensais um investidor tem no longo prazo retornos maiores que aqueles que esperam para realizar uma única compra em um momento. De qualquer forma, é bom estudar os fundamentos antes de investir em qualquer criptomoeda, compreendendo antes o funcionamento da tecnologia.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias