Melhor que o bitcoin? Metade das 30 maiores criptomoedas já despencaram 80%

Quando a lista é expandida para todas moedas com capitalização de mercado acima de 100 milhões de dólares, a lista fica ainda maior. Axie Infinity (AXS), FileCoin (FILE) e Fantom (FTM) são outras tantas que estão apresentando quedas maiores que 80%.

Criptomoedas em queda.
Criptomoedas em queda.

Mesmo com uma forte queda, de 60%, desde seu topo histórico, o Bitcoin está aumentando sua dominância no mercado. A razão por trás disso são as perdas ainda maiores de outras criptomoedas. Como exemplo, metade das 30 maiores estão mais de 80% abaixo de seu valor máximo.

Curiosamente, a Terra (LUNA) não aparece nesta lista formulada pelo usuário Trader_J. Afinal, após perder 99,99% de seu valor, a moeda saiu do top 10 e hoje está na posição de número 213.

O maior clone do Bitcoin, por exemplo, já está com uma desvalorização de 88% desde maio do ano passado. Sendo mais um projeto que falhou em ser “melhor que o Bitcoin”, como prometia ser.

Montanha russa das criptomoedas

Começando pelas maiores perdas, VeChain (VET) e UniSwap (UNI) abrem a lista com perdas de 91% desde seu topo histórico. Na sequência estão a Dogecoin (DOGE) com perdas de 90% e a Chainlink (LINK) com 89%.

Com pouca porcentagem de diferença destas acima, outras dez criptomoedas apresentam quedas superiores a 80%, são elas:

  • -89% Shiba Inu (SHIB)
  • -86% Cardano (ADA)
  • -86% Polkadot (DOT)
  • -86% Stellar (XLM)
  • -86% Litecoin (LTC)
  • -85% Solana (SOL)
  • -84% Avalanche (AVAX)
  • -82% Ripple (XRP)
  • -82% Matic (MATIC)
  • -80% Cosmos (ATOM)

Quando a lista é expandida para todas moedas com capitalização de mercado acima de 100 milhões de dólares, a lista fica ainda maior. Axie Infinity (AXS), FileCoin (FILE) e Fantom (FTM) são outras tantas que estão apresentando quedas maiores que 80%.

Moedas com maiores quedas desde o topo do Bitcoin em novembro de 2021. Fonte: Coin360.

Vale a pena diversificar?

Muitos acreditam que criptomoedas alternativas sejam um método de diversificação. Entretanto, a queda do Bitcoin derrubou todo mercado, sendo difícil acreditar que alguns projetos fracos sobreviverão até o próximo bull market.

Portanto, ainda que algumas altcoins consigam ter um desempenho superior ao Bitcoin durante momentos de euforia do mercado, o inverso ocorre nos mercados de baixa. Em outras palavras, seu valor está extremamente ligado ao do BTC, restando pouco mérito próprio.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias