Mercado Bitcoin capta US$ 200 mi e se torna 1º unicórnio cripto no Brasil

Empresa japonesa fez um grande aporte na fintech brasileira, que figura entre os grandes agora.

Siga no
Mercado Bitcoin unicórnio
Mercado Bitcoin/Divulgação

O Mercado Bitcoin agora é o primeiro unicórnio cripto da América Latina, após uma captação da japonesa SoftBank. Segundo comunicado compartilhado com o Livecoins, a fintech captou US$ 200 milhões na nova rodada de investimentos.

Inspirada pela norte-americana Coinbase, o Mercado Bitcoin recebeu seu primeiro investimento no início de 2021. Na ocasião, a empresa captou um investimento de várias empresas, como GP Investimentos, Parallax Ventures, Banco Plural e outras.

Após isso, um diretor do Mercado Bitcoin chegou a cogitar um IPO da corretora no Brasil. Agora, o foco é expandir as operações para outros países e fortalecer a presença na América Latina, que está com alta visibilidade após a legalização do Bitcoin por El Salvador.

Grupo que detém Mercado Bitcoin capta US$ 200 milhões e empresa se torna primeiro unicórnio cripto da América Latina

O Grupo 2TM, que controla o Mercado Bitcoin, captou da japonesa multinacional SoftBank US$ 200 milhões, assim a empresa se tornou o primeiro unicórnio cripto da América Latina.

“O Grupo 2TM, holding do Mercado Bitcoin, a maior plataforma de ativos digitais da América Latina, concluiu um acordo para receber um aporte de R$ 1 bilhão (US$ 200 milhões) do Softbank Latin American Fund.

Essa é a maior rodada Série B da América Latina e, ao mesmo tempo, o maior investimento em uma empresa cripto já realizado pelo SoftBank na região.

O investimento avalia o Grupo 2TM em R$ 10,4 bilhões (US$ 2,1 bilhões) tornando a 2TM o 8º unicórnio mais valioso da América Latina”

Vale o destaque que, na região, o Mercado Bitcoin se tornou assim uma das maiores fintechs, de acordo com o relatório de Unicórnios da CBI.

Mais funcionários e expansão internacional, entenda o que muda para a corretora

Em um comunicado compartilhado com o Livecoins, o Mercado Bitcoin deixou claro que espera alcançar a marca de 700 colaboradores até o final de 2021. Assim, os produtos novos que a empresa planeja lançar já serão acelerados.

Com uma expansão internacional nos planos da corretora, o Mercado Bitcoin hoje conta com mais de 2,8 milhões de clientes. Essa marca, que aproxima a base de usuários da B3, mostra que a empresa captou uma enorme quantidade de clientes, sendo 700 mil só no início de 2021.

Para a captação com o SoftBank, a corretora contou com a ajuda do JPMorgan.

“Essa rodada acontece apenas cinco meses depois da Rodada Série A, realizada em janeiro, e coliderada pela G2D/GP Investimentos e Parallax Ventures, com a participação da HS Investimentos, de Hélio Seibel, Gear Ventures, Évora e Genial. O banco J.P.Morgan e a DealMaker atuaram como assessores da 2TM na transação.”

CEO do Softbank está de olho na adoção de criptomoedas na região latino-americana

Para Marcelo Claure, CEO do SoftBank Group International e COO do SoftBank Group, o Mercado Bitcoin hoje é líder global em criptomoedas, com um amplo conhecimento do ecossistema brasileiro neste setor. Assim, a gigante japonesa acredita que a empresa pode atender a revolução blockchain no continente.

“Graças à liderança do Roberto e do Gustavo, o Mercado Bitcoin se tornou um líder global em criptomoedas. Nós ficamos impressionados pela compreensão que o Grupo 2TM tem do ecossistema brasileiro e da contribuição para a discussão em curso, sobre o ambiente regulatório no Brasil.

Esses elementos colocaram a empresa não só como líder no país, mas como um player fundamental para atender essa revolução do Blockchain em toda a América Latina”

Marcelo ainda declarou que as criptomoedas são cada vez mais comuns na América Latina, sendo assim, a SoftBank fez o aporte no Mercado Bitcoin para fazer parte desta jornada, que ganhou fama após a legalização de El Salvador com a Lei Bitcoin.

“As criptomoedas têm um potencial incrível na região e estamos ansiosos para fazer parte dessa jornada incrível”

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

TradingView: Mercado cripto ainda tímido, analistas otimistas

Após forte alta, mercado sofre breve retração, que não foi o suficiente para tirar as esperanças dos analistas. Confira os estudos do TradingView. Lorena Almada O...
Ethereum enfrentando o Bitcoin

Ethereum vai deixar Bitcoin “no chinelo” após atualização?

A rivalidade entre as comunidades do Ethereum e do Bitcoin voltaram a ganhar força nos últimos dias, com uma atualização do Ethereum sustentando rumores...

Estudo revela que 40% dos investidores em bitcoin esquecem suas senhas

Uma das partes mais importantes na hora de manter criptomoedas com segurança é guardar as senhas em um lugar seguro, no entanto, é ainda...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias