Michael Burry diz que Bitcoin é ativo de risco e “prova” seu ponto

Lendário trader acredita que correlação da moeda digital com índice da bolsa de valores prova seu ponto.

Michael Burry, representado pelo ator Christian Bale, em A Grande Aposta
Michael Burry, representado pelo ator Christian Bale, em filme "A Grande Aposta"/Reprodução

O homem que previu a crise de 2008, Michael Burry voltou a falar sobre o Bitcoin e desta vez lembrou que em sua visão moeda é de risco. A opinião vai ao encontro do que os fãs da moeda digital acreditam, visto que muitos consideram essa como uma reserva de valor.

Nos últimos anos não faltaram oportunidades para o lendário trader expor suas opiniões sobre diversos ativos pelo mundo, seja de ações ou até criptomoedas.

Vale lembrar que Burry é uma das peças-chave a detectar a crise em 2008, com seu papel no filme A Grande Aposta sendo retratado pelo ator Christian Bale, famoso também por seus papéis como Batman no passado.

Ou seja, o analista no mercado financeiro dos EUA é reconhecido como um grande visionário, visto que detectar crises não é uma tarefa que qualquer um consegue realizar. E nos últimos dias ele voltou a alertar para o momento, dizendo que não está achando bom a nova crise mundial e que o Dólar não é uma moeda forte.

Michael Burry diz que Bitcoin é um ativo de risco

Analisando ativos em todos os setores, Michael Burry está atento ao movimento que o bitcoin tem feito nos últimos meses, que está longe de ser positivo.

Isso porque, a moeda digital perdeu 55% em relação ao Dólar em 2022, uma queda massiva e que fez a cotação da moeda valer US$ 21.200,00 neste sábado (25).

Já o índice Nasdaq (NDX Index), referência da bolsa norte-americana para as 100 maiores ações de empresas de tecnologia, registra uma queda de 26% em 2022. Certamente, essa é uma situação dramática no setor de tecnologia, que pode ter relação com as criptomoedas segundo o analista.

Isso porque, Michael Burry divulgou na última sexta-feira (24), que há uma correlação grande entre este índice NDX e o Bitcoin, podendo indicar que a moeda digital é um ativo de risco, não uma reserva financeira segura.

“Temos certeza de que o Bitcoin não é apenas mais um ativo de risco no Nasdaq 100?”

Michael Burry diz que Bitcoin é um ativo de risco relacionado com a Nasdaq
Michael Burry diz que Bitcoin é um ativo de risco relacionado com a Nasdaq. Twitter

No último ano, moeda digital tem mostrado similaridades no comportamento de preço com Nasdaq 100

Vale observar que os gráficos de preços do Bitcoin em comparação com o Nasdaq 100 tem mostrado similaridades no último ano e nos últimos seis meses. Ou seja, pelo menos em um médio prazo, é possível constatar que a moeda digital acompanhou o índice referência para ações de grandes empresas de tecnologia.

Isso poderia mostrar que os investidores de ambos os setores possuem interesses similares, que é no setor de tecnologia.

Comportamento gráfico do Nasdaq 100 e Bitcoin no último ano, entre julho de 2021 e junho de 2022
Comportamento gráfico do Nasdaq 100 e Bitcoin no último ano, entre julho de 2021 e junho de 2022. Google Finance.
Comportamento gráfico do Nasdaq 100 e Bitcoin nos últimos seis meses, entre janeiro de 2022 e junho de 2022
Comportamento gráfico do Nasdaq 100 e Bitcoin nos últimos seis meses, entre janeiro de 2022 e junho de 2022. Google Finance.

Quem acredita no Bitcoin como reserva de valor, contudo, crê que o sistema fiduciário é ruim e corrupto, sendo essa a crença principal dos defensores da moeda digital, que não confiam em moedas como Dólar e Real, por exemplo.

Essa opinião, contudo, não foi considerada por Michael Burry ao chamar o BTC de ativo de risco e comparar seu preço com ações.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias