Micro e médio empreendedores terão acesso a banco digital e criptomoedas

Siga no

O mercado das criptomoedas já não é mais nenhuma novidade, desde 2013 quando chegou ao Brasil. Mas somente em 2017, ganhou força e partir desse momento; dia a dia o número de investidores e o volume financeiro aplicado por eles aumenta de forma exponencial. Atualmente, as transações chegam a um volume de 4 milhões por dia, levando-se em conta todas as exchanges brasileiras.

O fato que não podemos negar é a imensa quantidade de movimentações realizadas no cartão de crédito e débito efetuadas em todo mundo. Estima-se no Brasil que o comércio varejista receba 80% do faturamento em cartões de débitos ou crédito.

São poucos brasileiros que andam com dinheiro, só vermos a falta de troco o que demonstra baixa circulação de notas e moedas. Também é de conhecimento que o custo efetivo dessas operações gira em torno de 2,5% a 6% por venda. Além disso, há o custo de aluguel das maquininhas e outras despesas com as instituições tradicionais.

Diante desse cenário, o Bitcoin pode se unir aos Bancos Digitais para agitar ainda mais esse mercado tão promissor. De acordo com o Cointelegraph, a maquininha também aceitará Bitcoin e outras criptomoedas.

Com seu expertise e DNA inovador, o Banco Inter – 1° Banco digital do país – chegou na frente mais uma vez. Um dos primeiros bancos a entrar na era digital, anunciou recentemente mais uma inovação. No dia 13 de agosto de 2019, o CEO do Banco Inter João Vitor Menin: “o Banco Inter desenvolveu um sistema de pagamentos mobile via NFC que funciona como um app direto no celular”. 

O lançamento do sistema que promete acabar com o uso de PoS, as máquinas de cartão de crédito, débito ou de qualquer outro dispositivo. Tudo será feito via smartphone e contará com a operação de diversos cartões de crédito e ainda aceitará criptomoedas. Basta digitar o valor a ser pago pelo cliente, que aproxima o cartão do aparelho e realiza o pagamento. O próprio celular dos micro e pequenos empreendedores que irão finalizar a venda. “A ideia é lançar esse serviço de adquirência entre o fim deste ano e início de 2020”, Menin.

Ainda de acordo com Menin, o Banco Inter agregará foco na pessoa jurídica – micro, pequenos empreendedores. Até o momento o foco no Banco era pessoa física. Abrindo essa janela de oportunidades se multiplicam e dividem o lucro dos Bancos Tradicionais. Ao atrair o micro e pequenos empreendedores, há uma possibilidade infinita de outros serviços que podem oferecer para esse novo público, tais como aplicações; empréstimos e outros.

Atualmente, o banco conquista mais de 10.000 correntistas por dia útil – no segundo trimestre, o Inter registrou 2,5 milhões de clientes. “Colocamos de pé um processo mais eficiente de banco de varejo”, define Menin. Tanto é que o fundo de investimentos japonês Softbank viu no Inter uma boa oportunidade. Por isso, adquiriu o equivalente a 8% do capital do banco por 760 milhões de reais. Ainda não foram divulgadas as estimativas de lucros do Banco Inter ao incluir as PJ’s.

Leia mais sobre:
Raquel Penteado
Raquel Penteado
Jornalista, pós em Marketing- especializada em gestão mercadológica. Fala inglês, espanhol, russo e ucraniano fluentes.

CVM multa em R$ 250 mil JJ Invest e seu dono, Jonas Jaimovick

A Comissão de Valores Mobiliários do Brasil se reuniu na tarde desta terça-feira (1) para julgar três processos. Em um deles, a CVM multou...

“5000 bitcoins grátis”, Zangado tem canal hackeado com golpe de bitcoin

O Zangado, um dos maiores youtubers do Brasil e um dos mais icônicos criadores de conteúdo para o público gamer acabou de ter o...

Líderes de golpe com bitcoin são condenados a 11 anos de prisão

Os líderes de um dos maiores golpes com bicoin da história foram julgados e considerados culpados por fraudar milhares de investidores em 14,8 bilhões...

Últimas notícias

“5000 bitcoins grátis”, Zangado tem canal hackeado com golpe de bitcoin

O Zangado, um dos maiores youtubers do Brasil e um dos mais icônicos criadores de conteúdo para o público gamer acabou de ter o...

Líderes de golpe com bitcoin são condenados a 11 anos de prisão

Os líderes de um dos maiores golpes com bicoin da história foram julgados e considerados culpados por fraudar milhares de investidores em 14,8 bilhões...

“Você se arrependerá por escrever isso”, Daniel Fraga em 2013 sobre quem zombava do bitcoin

Quem comprou bitcoins antes de 2015 provavelmente está bem contente hoje (caso tenha mantido a moeda). Mas você sabia que tem muita gente que...