Microempresário que se endividou para investir faz alerta contra pirâmides

Aventureiro das Pirâmides

Siga no

Ter dinheiro para dar entrada na casa própria. Este é o sonho de milhões de brasileiros e era também o de Rafael Tiose, microempresário brasileiro que trabalha com vendas online, principalmente no Mercado Livre.

Infelizmente, o caminho que ele escolheu para realizar seu sonho foi apostar nas pirâmides financeiras AWS Mining, FX Trading e ArbCrypto. O resultado foi encerrar sua curta carreira de investidor perdendo o capital emprestado e tendo uma dívida mensal de R$ 6.500 pra pagar.

Após aventura com pirâmides, microempresário acabou com dívida mensal de R$ 6.500
Após aventura com pirâmides, microempresário acabou perdendo capital e ficando com dívida mensal de R$ 6.500 (Imagem: YouTube, canal LF Shop Brasil)

Escrevemos “Rafael Tiose”, pois é o nome com que o investidor se apresenta neste vídeo, disponível no YouTube. Na verdade, não é possível saber a grafia correta do nome, já que este não está escrito em nenhum lugar no vídeo. Tentamos contato com ele mandando uma pergunta no próprio canal, mas ainda não tivemos resposta.

Rafael deixa claro seu objetivo com o vídeo:

“Passar minha experiência para que vocês não caiam nessa como eu caí”.

Empréstimos para investir

A derrocada de Rafael começou há alguns meses, quando sentiu seus 34 anos pesarem e decidiu que era hora de juntar algum patrimônio para deixar para a família. Na cabeça, uma ideia: como ele não tinha capital, pegaria emprestado com juros bancários normais e investiria em negócios em empresas de investimento baseadas em criptomoedas, que prometiam rendimentos altíssimos.

Assim, Rafael emprestou o que podia então num banco comercial e também em um mecanismo de empréstimo do Mercado Livre. Assumiu, dessa forma, uma dívida de R$ 6.500, que esperava pagar com os retornos de seus investimentos.

AWS Mining, a primeira aventura

A primeira aposta de Rafael foi a AWS Mining, empresa que oferecia o aluguel de máquinas para mineração de bitcoins. Nessa empresa, Rafael colocou quase US$ 5 mil.

“A AWS alegou um suposto incêndio em suas máquinas de mineração e fechou a empresa pouco tempo depois disso”, conta Rafael.

As informações de Rafael conferem, já que a AWS Mining realmente alegou, em abril deste ano, ter sido vítima de um incêndio que teria queimado todas as suas máquinas de mineração em Cidade del Leste, no Paraguai, em um prejuízo divulgado de US$ 5 milhões.

A empresa, entretanto, já havia sido proibida de atuar no Texas (EUA), por suspeita de fraude, e vinha com centenas de denúncias de atraso de pagamentos no site Reclame Aqui. Daí para a frente, só piorou.

“Criaram uma nova empresa e deram um bônus para quem quisesse fazer uma conta na nova empresa”, lembra Rafael. “Porém, além de ser metade do valor, não há máquinas de bitcoins disponíveis, só de outras criptos, que estão gerando, ao invés de lucro, prejuízo. Perdi aquele dinheiro da AWS. Quase cinco mil dólares foram pro espaço”.

FX Trading, outro fracasso

A FX Trading foi a outra aposta de Rafael. “Eu tinha 15 mil dólares lá”. Infelizmente, a empresa acabou fechando depois de um tempo. Depois de meses, ele ainda conseguiu reaver praticamente o mesmo valor investido, sem nenhum lucro.

“Você tinha 10 mil, sacou 3 mil, recebeu 7 mil, fora a taxa que você perdeu”, explica.

ArbCrypto, fundo do poço

Como explica Rafael no vídeo, o fato de ter investido em duas empresas furadas fez com que ele não tivesse mais condições de arcar com seus empréstimos. Ou seja, se ele parasse ali, estaria no prejuízo. Então, resolveu arriscar mais um pouquinho.

“Saindo da FX, fui para a ArbCrypto, a pior”, diz o microempresário. “Prometerem mundos e fundos. Pagaram um mês certinho, no outro já mudaram tudo. O que era 2% ao dia foi para 12% ao mês”, continua. “Acabou que a empresa fechou, ninguém se pronuncia, ninguém devolve dinheiro, simplesmente sumiram”.

Na ArbCrypto, Rafael afirma ter presos US$ 17.500, o dinheiro que havia sobrado após as tentativas com as empresas anteriores. Diz que não acha que vá receber, mas que não deixa de ter esperança. “Esperança a gente tem que ter, né?”.

Desabafo com internautas

Imaginando que seria criticado por internautas, Rafael fala das suas decisões no vídeo:

“Eu fiz a loucura de fazer empréstimos para poder investir em Bitcoin. Ganância, desespero? Fica a critério de cada um. Não tô aqui pra ser julgado nem pra julgar ninguém. Meu plano era juntar um valor para dar entrada na minha casa pra minha família”.

Por fim, ele deixa um conselho sincero aos internautas:

“Não espere milagres. Invista em ações, invista na bolsa, compre dólar, compre Bitcoin e venda, é uma coisa segura. Mas não caia nessa de pirâmide. Eu sei pelo que eu tô passando”, completa.

Leia mais sobre:
Avatar
Sui Teixeira
Sui Teixeira é jornalista desde 2001, formada pela USP. Trabalha ainda como produtora de jingles, é programadora amadora e entusiasta de ciência e tecnologia.
Exercito Venezuela minerando BItcoin

Exército venezuelano começa a minerar bitcoin

O exército venezuelano começou a minerar Bitcoin. De acordo com um vídeo postado pelo 61º Batalhão do 6º Corpo de Engenheiros do Exército Bolivariano,...

Mineração de Bitcoin causa incêndio em apartamento

De acordo com o jornal russo 78.ru, um apartamento na cidade de Petrogradsky pegou fogo por causa de equipamentos de mineração de Bitcoin que...
Satoshi Londres

Nova Investigação sobre Satoshi Nakamoto aponta país que ele viveu

Um dos maiores mistérios da comunidade Bitcoin é o paradeiro de Satoshi Nakamoto, o criador do Bitcoin. Uma nova investigação revela novos detalhes sobre...

Últimas notícias

Mineração de Bitcoin causa incêndio em apartamento

De acordo com o jornal russo 78.ru, um apartamento na cidade de Petrogradsky pegou fogo por causa de equipamentos de mineração de Bitcoin que...

Nova Investigação sobre Satoshi Nakamoto aponta país que ele viveu

Um dos maiores mistérios da comunidade Bitcoin é o paradeiro de Satoshi Nakamoto, o criador do Bitcoin. Uma nova investigação revela novos detalhes sobre...

Hacker brasileira vai criar rede social de educação descentralizada

Uma famosa hacker brasileira afirmou que está estudando Bitcoin e a tecnologia blockchain para criar um aplicativo de ensino, ela tem esperança de usar...