Ministério Público da União inaugura exposição NFT de procurador

Após rodar países, exposição é aberta ao público no Brasil com palestra.

Um procurador regional da República inaugurou nesta quarta-feira (23) sua coleção de NFTs. A ação acontece na Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU), na sede em Brasília, Distrito Federal.

A coleção passa a ter disponibilidade de visitas ao público, que vai ao local para participar de um dos maiores eventos do mundo, o TEDx.

Essa é a primeira vez que uma unidade do MP brasileiro sedia o evento, que tem padrão internacional. O tema do TEDx no Brasil em 2022 é “De Volta para o Futuro”.

Ministério Público da União inaugura espaço cultural com apresentação de coleção NFT

Na abertura do evento TEDxESPMU, o procurador Douglas Fischer promoveu uma roda de conversa sobre a tecnologia dos NFTs com os participantes.

TEDxESMPU, Roda de Conversa: O que são NFTs.
TEDxESMPU, Roda de Conversa: O que são NFTs. Foto: Saulo Cruz

Além de procurador, Douglas é fotógrafo amador e criou uma coletânea de fotografias chamada Places. A coleção acabou sendo digitalizada em blockchain, com o auxílio dos NFTs.

Sua obra agora se tornou a primeira exposição temporária inaugural do Espaço Cultural da ESMPU. Do dia 23 de novembro até 20 de dezembro, quem visitar o espaço pode conhecer as obras do procurador.

De acordo com o MPU, participaram da roda de conversas sobre NFTs os convidados Alexandre Senra, Edemilson Cruz Santana Junior e Guilherme André Pacheco Zattar, respectivamente, procurador da República, professor da Universidade Federal do Ceará e promotor de Justiça.

NFTs no espaço público

As obras na exposição no ESMPU foram criadas por Fischer após visitas a lugares dos cinco continentes conhecidos.

Assim, as fotos do procurador dão uma perspectiva diferenciada aos locais, confundindo o real e o virtual, passado e o futuro. Os trabalhos do artista rodaram vários países, como Argentina, Estados Unidos, Portugal e, em breve, Dubai.

De todas as fotos tiradas, algumas se tornaram digitais ao serem ‘mintadas’ em blockchain e lançadas como NFTs. Toda a experiência acabou contada aos participantes do TEDx, primeiro em um espaço público no país.

Vale lembrar que a tecnologia dos NFTs têm uma ligação com as tecnologias criadas com uso de blockchain. Várias artes no setor já possuem aplicações em metaversos, dando aos donos dos ativos um item digital exclusivo.

Apesar de o assunto ter um grande destaque desde 2021, com a chegada de grandes marcas no setor, o volume de negociações de NFTs caiu em 2022, acompanhando a queda do Bitcoin.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias