Projeto DeFi que dizia ser “melhor que os outros” perde R$ 160 milhões em ataque

Embora o MonoX Finance prometesse ser mais eficiente para todos participantes, parece que o único que saiu feliz nesta história foi o ataque. No total, cerca de R$ 102 milhões de wrapped Ether (WETH) e R$ 59 milhões em Polygon (MATIC) foram levados por ele, uma soma superior a 160 milhões de reais.

O MonoX Protocol (MONO), um protocolo de finanças descentralizadas, sofreu um ataque na manhã desta terça-feira (30) cujo resultado foi a perda de ao menos 170 milhões de reais em Ethereum (WETH) e Polygon (MATIC).

O projeto era apoiado pela Huobi que, na quinta-feira passada (25), listou o token MONO para venda na sua plataforma Huobi Primelist. Embora o MonoX tenha emitido um comunicado sobre o ocorrido, até o momento a Huobi não prestou declarações.

No momento a equipe do MonoX está investigando o caso e tentando entrar em contato com o atacante para reaver os fundos. Embora pareça improvável, vários outros projetos já tiveram exito nesta tentativa. A questão é até quando a segurança dos fundos destes protocolos de DeFi dependerão do caráter de outrem.

R$ 160 milhões roubados

Embora o MonoX Finance prometesse ser mais eficiente para todos participantes, parece que o único que saiu feliz nesta história foi o ataque. No total, cerca de R$ 102 milhões de wrapped Ether (WETH) e R$ 59 milhões em Polygon (MATIC) foram levados por ele, uma soma superior a 160 milhões de reais.

Preço do token MONO, inflado artificialmente para realizar o ataque. Fonte: Monox.finance

Segundo publicado pelo MonoX em suas redes sociais, o atacante inflou o preço do token MONO — 980.331% segundo o site — e então usou os seus tokens, agora super valorizados — para comprar WETH e MATIC e sumir com estes fundos.

Equipe se pronunciou sobre o hack

A falha em seu contrato de troca foi reconhecida pela equipe que afirmou estar investigando o caso e tentando obter contato com o “hacker” para realizar algum tipo de negociação. Além disso, eles também se desculparam com os seus usuários.

“Esta manhã nosso contrato foi explorado. Lamentamos aos nossos usuários que depositaram fundos. A equipe está realizando uma investigação e fará o possível para reaver os fundos roubados. Agradecemos a nossa comunidade pelo seu apoio.”

Embora a devolução dos fundos pareça improvável, já que a identidade do atacante dificilmente será descoberta, é importante lembrar que isso é mais comum do que parece. No final do ano passado, um hacker devolveu 3 milhões de dólares e deixou um recado: “cuida dessa m…”.

Outro caso, mais recente, envolveu a quantia de 610 milhões de dólares no protocolo PolyNetwork. Assim como o anterior, o hacker também devolveu os fundos e, além disso, recebeu uma proposta de emprego como conselheiro chefe de segurança.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias