Projeto de lei de Nova York quer banir mineração de Bitcoin

Por enquanto a lei não foi aprovada, é apenas um projeto de lei que precisa ser votado na Assembleia de Nova York. No entanto, representa um risco para a indústria de mineração em NY.

Na tarde desta terça-feira (22), a Assembleia Estadual de Nova York começou a considerar um projeto de lei que pode ser prejudicial para os mineradores de bitcoin em NY, com a possibilidade de uma proibição de 2 anos da mineração de criptomoedas no estado.

Como apontado pelo perfil oficial da Blockchain Association, auto intitulada como “a voz unificada do criptomercado”, o novo projeto é apelidado de “sentença de morte” para o setor de mineração de criptomoedas em Nova York.

“A Assembleia de Nova York está considerando *hoje* um projeto de lei que poderia colocar um banimento de 2 anos na mineração de moedas com proof-of-work em todo o estado.

Isso é uma sentença de morte de fato para o setor de mineração de criptomoedas em Nova York e uma terrível mensagem para ser enviado para a indústria de criptomoedas, com NY fechada para negócios.”

O estado de Nova York e vários outros dos EUA se tornaram parte fundamental do ecossistema de criptomoedas devido ao banimento da mineração que aconteceu na China. Agora, outros países se tornaram fundamentais para manter o poder de mineração do bitcoin, com muitos lutando para se tornar o principal ponto de mineração.

Os EUA foram rápidos em aproveitar o vácuo deixado pela mineração barata no país asiático e aos poucos aumentaram a sua porcentagem no hashrate do Bitcoin e outras criptomoedas. No entanto, uma proibição assim pode prejudicar consideravelmente a indústria no estado e eventualmente no país todo.

Blockchain Association está tentando enfrentar a proposta da lei

Em uma carta enviada a Assembleia de Nova York, a Blockchain Association falou sobre os riscos que a possível lei, cujo o projeto é nomeado A.7389C, pode oferecer para a indústria no estado.

Na carta, a Blockchain Association não pede que a lei seja completamente desconsiderada, mas sim que a Assembleia tome mais tempo para avaliar o real consumo de energia da mineração de bitcoin no estado e que, principalmente, dê tempo para que o setor possa se adequar ao uso de energia limpa.

“Nós pedimos que o comitê adie a consideração dessa legislação e, ao invés disso, tome o tempo necessário para examinar o impacto total por trás do consumo de energia do criptomercado, a importância desse setor para a economia de Nova York e a competitividade dos EUA, além de aumentar a conversa para incluir outros setores.” , diz o documento.

A carta ressalta que a preocupação com consumo de energia é grande entre os participantes do criptomercado e também daqueles que realizam a mineração.

Com o projeto de lei determinando o fim da mineração por empresas que não comprovarem o uso de 100% de energia limpa, a Associação quer que seja dado o tempo necessário para que as empresam possa se adequar a esse pedido.

“A Industria de Criptomoedas divide o mesmo objetivo de aumentar o uso de energia limpa, e enquanto nós acreditamos que a mineração pode ajudar a aumentar o investimento em um progresso maior para alcançar esse objetivo, ainda vai levar um tempo para conseguirmos alcançá-lo.”

A Associação, formada por membros do criptomercado de diferentes áreas, acredita haver uma certa validade para o que a lei quer, mas uma determinação imediata seria arbitrária e completamente prejudicial. É necessário mais tempo e mais estudos para que a indústria de mineração continue sendo benéfica.

“Ao invés de correr com o banimento da mineração PoW, vamos estudar o consumo de energia e, mais importante, mensurar ela em relação aos benefícios para o estado de Nova York. Outra coisa são os empregos, nós queremos mais pessoas tendo trabalhos em uma indústria que está crescendo em todo o país.”

Por enquanto a lei não foi aprovada, é apenas um projeto de lei que precisa ser votado na Assembleia de Nova York. No entanto, representa um risco para a indústria de mineração em NY.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Últimas notícias