Nova Zelândia: Organização pede que governo considere o Bitcoin uma moeda estrangeira

Siga no
Bandeira da Nova Zelândia
Bandeira da Nova Zelândia

Com algumas semanas se passando após a adoção do Bitcoin por El Salvador, estamos começando a ver os reflexos da decisão do governo. Um entidade lobista da Nova Zelândia enviou uma carta para a Primeira-Ministra do país pedindo que o Bitcoin seja reconhecido como uma moeda estrangeira.

Em um recente tuite publicado pela Lobby New Zealand, a entidade revelou que enviou o documento à primeira-ministra pedindo que o Bitcoin seja reconhecido como uma moeda estrangeira em 86 dias a partir do momento em que o Bitcoin foi reconhecido como moeda de curso legal de El Salvador (a carta é do dia 13 de junho).

O documento pede que, com a mudança legal do Bitcoin em El Salvador é hora de a moeda digital também mudar legalmente dentro da economia da Nova Zelândia.

“Atualmente a Nova Zelândia classifica o Bitcoin como um ativo, ao invés de uma moeda. Com as novidades sobre El Salvador, parece altamente adequado e apropriado que a Nova Zelândia agora reclassifique o Bitcoin como uma moeda estrangeira reconhecida por lei.”

No documento eles também deixam claro que estão dispostos a auxiliar a Nova Zelândia a corrigir essa “injustiça da lei” e preparar a economia do país para a “grande mudança” que está chegando ao mundo.

Vale mencionar que, apesar do Lobby New Zealand ser um grupo autorizado oficialmente, ele não tem uma presença online muito forte, com pouco mais de 400 seguidores no Twitter. Não se sabe a força que a entidade tem como influência no governo, mas não deixa de ser interessante ver o interesse de uma organização como essa na questão regulamentar do Bitcoin.

O Bitcoin ser reconhecido como moeda estrangeira para um país de primeiro mundo é algo que seria considerado muito interessante e poderia trazer uma série de novas implicações para o criptomercado, com certeza dando mais força ao Bitcoin.

No entanto, é algo difícil de acontecer (mas não improvável).

Mas o reconhecimento da Nova Zelândia do Bitcoin como uma moeda estrangeira não agrada a todos, já que é sempre preciso pensar no que isso representa para os investidores. Por exemplo, no país, os ativos precisam pagar impostos com base em lucros realizados, com diminuição do imposto em caso de perdas.

Quando o assunto são as moedas estrangeiras, elas são taxadas independente do lucro ou prejuízo. Isso poderia deixar alguns investidores de Bitcoin preocupados com a taxação de suas moedas (mesmo em momentos de grande queda).

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Bitcoin e bandeira da China

China quer criar imposto sobre Bitcoin e coloca em dúvida banimento

O governo da China planeja criar um imposto para corretoras de Bitcoin que operam no país, colocando em dúvida o banimento de transações de...
Bitcoin em alta. Imagem: ShutterStock

Bitcoin rompe alta histórica e é negociado acima dos 65 mil dólares

Com um mercado otimista em relação a questões regulatórias, o preço do Bitcoin rompeu a sua máxima histórica de 64.895 dólares registrada em abril...

Criptomoeda “promissora e fora do radar” desaparece com R$3 milhões dos investidores

Golpes envolvendo arrecadação de dinheiro e então um abandono do projeto são bem comuns, mas a CryptoEats foi além. A falsa empresa usou influenciadores...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias