Novo vazamento de dados de chaves PIX afeta 160 mil pessoas, diz Bacen

Sistema de pagamentos instantâneos que nasceu para rivalizar com as criptomoedas.

Aplicativo do PIX, notas de Real brasileiro e bandeira do Brasil
Aplicativo do PIX, notas de Real brasileiro e bandeira do Brasil

Um novo incidente com as chaves PIX de clientes de uma instituição financeira foi divulgado pelo Bacen nesta sexta-feira (21). O sistema de pagamentos instantâneos surgiu há pouco mais de um ano no Brasil, para melhorar os meios de pagamentos digitais.

Segundo o presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto, o crescimento da tecnologia do Bitcoin era tratado como uma ameaça aos meios de pagamentos e essa iniciativa surgiu como resposta para conter o movimento.

Contudo, ele é um sistema centralizado que trabalha com chaves que carregam informações pessoais da população brasileira.

Novo incidente com chave PIX é divulgado pelo Bacen

Nos últimos meses, o Bacen anunciou que o Banco do Estado de Sergipe foi alvo de um vazamento de dados pessoais de seus clientes, por uma falha no sistema do PIX.

Nesta sexta, uma nova falha em um sistema de outra instituição acabou gerando um novo vazamento de dados, informado pelo BCB em sua página.

“Regido pelo princípio da transparência, o Banco Central do Brasil (BC) vem a público informar a ocorrência de incidente de segurança com dados pessoais vinculados a chaves Pix sob a guarda e a responsabilidade da Acesso Soluções de Pagamento S.A. (Acesso), em razão de falhas pontuais em sistemas dessa instituição de pagamento.”

Após o incidente, é possível que as vítimas sejam procuradas por criminosos virtuais, visto que suas informações estão disponíveis na internet. Dessa forma, a instituição Acesso será a única a entrar em contato com os clientes e apenas via aplicativo ou internet banking.

O Banco Central do Brasil alertou que nem outras instituições que participam do PIX entrarão em contato, principalmente por chamadas telefônicas, e-mail ou SMS, entre outros meios.

Este incidente foi tratado pela autarquia como uma forma de transparência, indicando ainda que não foram expostos dados sensíveis e de sigilo bancário, apesar de cadastros dos clientes estarem disponíveis pela internet.

PIX deverá se integrar ao Real digital e casos de problemas preocupam

O PIX foi lançado em novembro de 2020 para que os brasileiros começassem a utilizar o sistema de pagamentos. Apesar disso, com pouco mais de um ano desde que o sistema foi implementado ele já registra o segundo incidente com dados pessoais.

Dois incidentes de vazamento de dados com PIX em pouco mais de 1 ano do lançamento da ferramenta
Dois incidentes de vazamento de dados com PIX em pouco mais de 1 ano do lançamento da ferramenta /Reprodução: BCB

Dessa forma, fica claro que é preocupante o vazamento de informações da população em casos assim, visto que envolve informações que podem ser usadas para ataques cibernéticos de engenharia social, levando ainda a prejuízos financeiros.

Na última quinta-feira (21), o presidente Roberto Campos Neto falou na 26.ª Conferência Anual Latino-Americana do Santander lembrou que a agenda do BC envolve ampliar o PIX para que ele faça parte do Real digital, que será a moeda nacional em formato CBDC.

Agenda BC falou sobre a convergência da inovação financeira do PIX e Real digital
Agenda BC falou sobre a convergência da inovação financeira do PIX e Real digital /Reprodução

Após o novo incidente do PIX, o banco central informou que “adotou as ações necessárias para a apuração detalhada do caso e aplicará as medidas sancionadoras previstas na regulação vigente“.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias