O Bitcoin não precisa do estado, o estado precisa do Bitcoin

Outros participantes da indústria, como bancos e até mesmo bolsas, também precisam mais do Bitcoin do que o Bitcoin precisa delas. Isso está acontecendo com ou sem eles.

Siga no
Imagem: ShutterStock
Imagem: ShutterStock

Conforme tanto o desenvolvimento quanto mantenimento do Bitcoin são descentralizadas, os governos não conseguem pará-lo. Do outro lado, países estão adotando e legalizando o Bitcoin pois precisam dele.

Conforme as moedas digitais de bancos centrais (CBDCs) tem se tornando uma pauta em vários países, a criação de uma moeda salvadorenha, mesmo com impressão controlada, não seria uma escolha tão boa quanto o Bitcoin. Afinal o governo não possui nenhum gasto em desenvolvimento e segurança, além de ser uma moeda livre de sanções interacionais.

Da mesma forma, cidades também estão querendo atrair empreendimentos para taxá-los. Assim como acontece com bancos que após anos lutando contra o Bitcoin, agora entendem que o único jeito de ganhar esta briga é adotando-o.

O Bitcoin é melhor que uma moeda própria

No caso de El Salvador, por exemplo, o país sequer possui moeda própria, ficando dependente das decisões dos EUA que não se importam no impacto causado neste país.

O governo salvadorenho teria poucas escolhas, continuar com o dólar, adotar uma moeda com impressão controlada (BTC), ou então criar a sua própria.

Note que a última opção é ruim para o país quando comparado ao Bitcoin. Mesmo que o Estado não imprimisse sua moeda à vontade, como fazem com o dólar, poucos a comprariam, afinal sua economia é fraca e moedas estatais são transitórias, ou seja, geralmente são substituídas por outras.

Como o Bitcoin já está presente em todo o mundo, é mais fácil utilizá-lo para para remessas internacionais do que outras moedas. Ele também já possui toda uma infraestrutura de aplicativos e serviços pronta e em constante desenvolvimento, sem que o governo precise gastar com isso. Permitindo que seus cidadãos tenham acesso ao mundo financeiro instantaneamente caso tenham um celular.

Outro ponto é que países que usam Bitcoin não sofrem com sanções políticas justamente por não ser de nenhum país. É uma moeda global.

Também é importante notar que no caso de El Salvador, a Lei do Bitcoin está atraindo turistas. Assim como suas reservas em BTC estão gerando lucros, permitindo que o governo os use para melhorias de infraestrutura, como exemplo, o governo salvadorenho construirá 20 novas escolas graças a isso.

Países precisam taxar o Bitcoin

Outro ponto é o quanto estes países podem ganhar ou deixar de perder com toda a indústria que cerca o Bitcoin. Até mesmo a China, que baniu o Bitcoin neste ano, está pensando em mudar suas leis novamente.

Outros exemplos são os recém-eleitos prefeitos de cidades dos EUA, ao menos quatro deles querem receber seu salário em Bitcoin. Seu objetivo final, é claro, é trazer empresas para as suas cidades e então obter receita através de impostos.

Proibi-lo, como a China fez, é a pior ação possível visto que o país deixa de lucrar mesmo com pessoas utilizando a moeda, já que ela é imparável. Já outros migram para países mais amigáveis como os EUA.

Não apenas países, toda a indústria

Outros participantes da indústria, como bancos e até mesmo bolsas, também precisam mais do Bitcoin do que o Bitcoin precisa delas. Isso está acontecendo com ou sem eles.

Embora estes serviços possam introduzir mais pessoas e instituições para o Bitcoin, acelerando a sua adoção e subida de preço, o seu objetivo é o mesmo dos governos: ganhar um pedaço com as taxas. Dado os acontecimentos deste ano, são elas que estão correndo atrás, e não o contrário.

Por fim, até mesmo o Brasil está propondo leis que permitam que salários sejam pagos em BTC. Com o Real sendo uma das moedas com maior desvalorização nestes últimos anos e o bitcoin valorizando e sendo comprado aos bilhões de reais por brasileiros, não é à toa que o governo esteja buscando meios para lucrar com isso.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Há mais de 5 anos trabalhando com criptomoedas, hoje escrevo artigos e notícias para o Livecoins.

CEO da Binance se torna o chinês mais rico do mundo, diz site

Changpeng “CZ” Zhao, o famoso CEO da Binance, é um nome muito importante dentro do criptomercado e até mesmo na economia como um todo....
Criptomoeda do Facebook Diem e Libra

Facebook não vai mais proibir propagandas de criptomoedas

Desde o final da alta das criptomoedas em 2017 o Facebook e outras redes sociais limitaram ou até proibiram propagandas e conteúdo patrocinado sobre...

Homem é abordado na rua e obrigado a transferir bitcoins para assaltantes

Os crimes no criptomercado podem acontecer de diferentes maneiras, desde os roubos realizados em golpes digitais até mesmo roubos físicos. A polícia de São...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias