O que é Polygon (MATIC)?

De maneira geral, a Polygon possui uma infinidade de sidechains, todas com o objetivo de desobstruir a plataforma principal de uma maneira eficaz e econômica.

Siga no

Anteriormente conhecido como Rede Matic, a Polygon é um projeto focado em oferecer soluções de escalabilidade para projetos blockchain que são criados dentro da rede Ethereum (ETH).

Após a mudança de marca, a Polygon manteve sua criptomoeda MATIC, a moeda digital que sustenta o ecossistema. Por sua vez, o MATIC é utilizado como unidade de pagamento e liquidação entre os participantes que interagem na rede.

Uma das principais ofertas do ecossistema é o Polygon SDK, que permite que desenvolvedores criem redes compatíveis com a Ethereum. De modo geral, ele foi projetado para ser uma plataforma inteira projetada para lançar Blockchains interoperáveis.

Além disso, a Polygon Network, que é uma sidechain — cadeia paralela (parallel chain) que está conectada a outra Blockchain principal —, funciona pelo mecanismo de Proof of Stake (PoS ou Prova de Participação) e é um dos primeiros produtos lançados no ecossistema do projeto.

Caso não saiba, o “Proof of Stake” é uma alternativa proposta a prova de trabalho (PoW). Ele é um sistema no qual qualquer pessoa com uma quantidade suficiente de tokens pode utilizar suas criptomoedas por um período de tempo definido e validar as transações. Ao fazer isso, os participantes recebem incentivo econômico para manter a validade do sistema.

Resumidamente, a Polygon se autointitula como uma Layer de camada 2, o que significa que atua como uma camada adicional para Ethereum que não busca alterar a camada de Blockchain original.

Os problemas que busca solucionar, são:

  • O aumento crescente contínuo das necessidades de armazenamento de rede principal, que causa muita lentidão.
  • Diminuição das taxas pagas pela rede da camada 1: em comparação, uma transação Ethereum pode custar em média cerca de US $ 80 (ou muito mais, a depender da taxa de gás), enquanto na Matic a transação tem um custo médio de US $ 0,001.

Além disso, a plataforma oferecerá suporte a uma ampla variedade de soluções para escalabilidade, incluindo:

  • ZK-rollups: uma solução de escalonamento alternativa usada para agrupar um grande número de transferências fora da cadeia em uma única transação
  • Optimistic rollups: solução que roda em cima do Ethereum para facilitar transações quase instantâneas por meio do uso “à prova de fraude”.
  • Plasma Chains: permite mover ativos entre a cadeia raiz e as “cadeias filhas” por meio de pontes Plasma.

Quem criou a Polygon?

Lançado em 2017, foi fundada por Jaynti Kanani, Sandeep Nailwal e o consultor de negócios chamado Anurag Arjun. Antes de fundar a rede Polygon, a equipe já havia sido uma grande contribuidora no ecossistema Ethereum.

O atual objetivo dos fundadores é estabelecer a Índia como uma potência dessa nova tecnologia.

Como funciona?

Ela é uma solução de segunda camada (L2) para a rede principal da Blockchain do Ethereum (L1). No que lhe concerne, sua descentralização é mantida delegando pontos de verificação de PoS à cadeia principal.

O sistema do projeto, de ponto de controle, permite que um nó da rede tenha que armazenar apenas um determinado número de blocos, uma vez que os blocos anteriores a este ponto já estão armazenados em suas respectivas cadeias principais.

Na figura abaixo, vemos o funcionamento comum de uma rede de primeira camada, que causa lentidão em todo processo:

Tipos de blockchain: Privado, público, federado e semiprivado : e-Procurement – Blog iBid

Na imagem a seguir você consegue ver como a Polygon se difere, criando e unindo blocos para validá-los em um só nó, e, somente a partir deles, surgindo a criação dos pontos de controle que são enviados para a rede Ethereum principal:Stellar Network

Todo esse processo é projetado para manter a segurança da rede e contar não apenas com a segurança do Polygon, mas também com o enorme poder de computação e segurança da rede Ethereum.

A interoperabilidade do sistema:

De maneira geral, a Polygon possui uma infinidade de sidechains, todas com o objetivo de desobstruir a plataforma principal de uma maneira eficaz e econômica.

Se não está muito acostumado ao termo, as sidechains são cadeias laterais exclusivos que estão vinculados ao Blockchain L1 e são eficazes no suporte a muitos protocolos de Finanças Descentralizadas (DeFi). Podemos resumir que ela é uma cadeia de blocos semi-independente que funciona em conjunto com uma rede primária associada onde, geralmente, o objetivo é melhorar sua velocidade ou recursos.

Por funcionar por meio do Proof of Stake (PoS), os seus membros validadores (uma equipe selecionada de produtores de blocos) colocam seus tokens MATIC como garantia de capital para se tornarem parte do mecanismo de consenso. Em troca, recebem o token MATIC como bonificação.

Então, em resumo, em vez de ser uma solução de escalonamento simples como seu antecessor, Matic Network, Polygon foi arquitetado para ser uma plataforma inteira projetada para lançar blockchains interoperáveis.

Sem dúvidas, essa é uma solução eficiente e segura para manter a rede do Ethereum funcionando o tempo todo.

Polygon SDK:

No núcleo da rede se encontra o software (SDK) Polygon. Ele é usado para construir aplicativos descentralizados (dApps) compatíveis com Ethereum como cadeias laterais e conectá-los ao seu Blockchain principal. Assim, ele permite que os desenvolvedores implementem cadeias compatíveis com Ethereum.

De modo geral, o Polygon SDK permite que a Polygon seja uma rede com um sistema de várias cadeias que podem interoperar entre si, bem como com o próprio Ethereum.

O software também permite que um usuário Ethereum possa enviar valor para um dApps no Polygon, ou vice-versa, sem ter que se preocupar com incompatibilidades entre as duas redes — o melhor de tudo é que o projeto também permite que essa ação seja realizada com qualquer outro tipo de rede de Blockchain, desde que seja criada a estrutura de conexão entre o sidechain do Polygon e o Blockchain destinatária.

Stellar Network

Desta forma, o Polygon SDK é um pilar extremamente importante para transformar o Ethereum em um sistema multi-cadeia, semelhante a outros já existentes, como Polkadot (DOT), Avalanche (AVAX) ou Cosmos (ATOM).

Resumo:

  • A Polygon é uma solução Ethereum de escalonamento de camada 2.
  • A rede do Polygon usa o token de utilitário MATIC.
  • O seu sistema funciona por meio do Proof of Stake (PoS).
  • Até que o Ethereum 2.0 seja totalmente implantado, a rede Polygon oferece uma alternativa atraente para vários projetos emergentes.
  • Sua rede é pública, sem permissão e capaz de suportar vários protocolos de consenso e outras redes de Blockchain além do Ethereum.
  • O projeto pretende se tornar interoperável entre Blockchains.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Mayara Souza
Devoradora de livros e amante do conhecimento. Aqui tem economia, empreendedorismo, tecnologia, investimentos, liberdade e um pouco besteiras: séria mas nem tanto!

Kid Bengala promete dar “madeirada” em quem vender criptomoeda

Após a sua grande carreira na indústria de filmes adultos, Clóvis Basílio dos Santos, mais conhecido como Kid Bengala, se tornou uma celebridade na internet...

Um dos maiores bancos dos EUA pode estar explorando empréstimos com Bitcoin

Com os bancos e outras instituições demonstrando cada vez mais interesse no criptomercado, podemos ver cada vez mais produtos ligados ao setor tradicional e...
Homem olhando bravo para notas amassadas de Real brasileiro enquanto segura o Bitcoin

Pesquisa revela que brasileiros acreditam no Real digital apenas no curto prazo

Muitos brasileiros acreditam no Real digital como uma tecnologia promissora de curto prazo, não para daqui a cinco anos. Pelo menos isso é o...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias