O que fez o preço do bitcoin cair abaixo de US$ 10 mil no mercado?

Criptomoeda despencou 7% em questão de minutos, preocupando investidores.

Resumo da matéria:

  • Preço do bitcoin caiu 7% em questão de minutos nesta quinta-feira (29)
  • Queda da criptomoeda pode estar relacionada a contratos perpétuos da BitMEX
  • Bitcoin pode ter se desvalorizado devido a falta de interesse em contratos futuros da CME
  • Analistas revelam que criptomoeda deverá continuar a cair

O preço do bitcoin despencou consideravelmente no mercado. Em questão de minutos, a criptomoeda viu seu preço cair cerca de 7%. Dessa forma, o bitcoin parece ter perdido o suporte de US$ 10 mil. Para alguns analistas contratos futuros podem estar por trás dessa queda inesperada para a criptomoeda.

Em 2019 o preço do bitcoin acumulou mais de 200% de valorização ao longo do primeiro semestre. Mas, aos poucos parece que o bitcoin está perdendo força. Já no segundo semestre deste ano, o ativo digital não conseguiu manter altos índices de valorização. Com o preço abaixo de US$ 10 mil, alguns analistas apostam que o bitcoin deverá cair ainda mais.

A influência de contratos perpétuos da BitMEX

O preço do bitcoin pode sofrer várias influências no mercado de criptomoedas. Em 2019, especialmente, os contratos futuros parecem moldar o desempenho do ativo digital. Isso acontece principalmente nos finais dos meses, quando o preço do bitcoin tem retraído.

Para analistas, essa retração acontece justamente quando contratos futuros são negociados. No caso da BitMEX, a corretora opera com contrato perpétuo. Esse tipo de contrato envolvendo o bitcoin é um pouco diferenciado dos contratos futuros.

No contrato perpétuo não existe vencimento e nem prazos para liquidar o bitcoin, a operação é contínua e investidores recebem a porcentagem dos lucros. Ou seja, pode existir uma relação entre os contratos perpétuos da BitMEX e a recente queda do preço do bitcoin. A criptomoeda enfrentou uma brusca desvalorização horas antes da BitMEX lançar o fechamento semanal de seus contratos perpétuos.

Contratos futuros da CME influenciam o bitcoin

A CME opera com contratos futuros no mercado envolvendo o bitcoin. Em 2019, a criptomoeda apresentou momentos de desvalorização que coincidiram com o fechamento de contratos futuros da CME. Diferentemente dos contratos perpétuos, as operações da CME são liquidadas mensalmente.

Esse tipo de negociação envolvendo o bitcoin está influenciando no preço da criptomoeda. Um analista mostra que a falta de interesse em contratos futuros na CME coincide com a desaceleração da alta do bitcoin no mercado.

O que acontecerá com o preço do bitcoin

Nos últimos trinta dias o preço do bitcoin foi negociado entre US$ 9.800 e US$ 10.200. Esse suporte baixo durante o mês pode ser utilizado como análise para evidenciar como o bitcoin perdeu forças. Sem conseguir enfrentar uma alta onda de valorização, o bitcoin pode experimentar valores ainda mais baixos.

Analistas apostam que o bitcoin deverá encontrar um suporte mais baixo a curto prazo. Segundo algumas previsões, o preço do bitcoin tenderá a cair para cerca de US$ 8 mil em breve. Ao fechar sua cotação na semana abaixo de US$ 10 mil, o bitcoin evidenciará uma baixa resistência, que poderá resultar em mais uma desvalorização expressiva para a criptomoeda.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".

Últimas notícias