Peso argentino é mais volátil que o Bitcoin

Última semana mostra moeda nacional da Argentina em apuros!

Siga no

A crise argentina é uma das piores da região da América do Sul. O país já está em um cenário próximo ao da Venezuela, que beira o caos para a população. Além disso, nos últimos sete dias o peso argentino é mais volátil do que Bitcoin (BTC), mostrando que o mercado cambial está totalmente descontrolado no país.

Uma moeda é uma forma de ter acesso a bens e serviços. Tal ativo cria na mente das pessoas um item desejado por ambas as partes de uma negociação. Isso facilita muito uma troca de valores, mesmo em um ambiente digital.

Com a criação das moedas nacionais, cada país teve uma forma soberana de tratar suas finanças. Com o tempo, o lastro dessas moedas passou a ser o Dólar, processo conhecido como Bretton Woods. Entretanto, nos últimos anos houve uma intensa a digitalização do dinheiro. Mas carregar as moedas fiduciárias para a web não reduziu seus erros, visto que no modelo atual é mais fácil ainda criar “novo dinheiro”.

Peso argentino é mais volátil do que Bitcoin

Certamente que o Bitcoin é uma moeda que vem tendo destaque nas crises. Em 2018, o  BTC ajudou argentinos, venezuelanos e turcos a evitarem as trapalhadas dos bancos centrais de seus países.

A emissão de moedas por bancos centrais é feita de forma centralizada, e ao menor sinal de crise, as entidades resolvem imprimir mais no mercado. Isso por vezes poderia controlar os problemas no curto prazo, mas afetam bastante no longo prazo a inflação, fazendo com que populações percam poder de compra. Certamente tal situação aconteceu na Argentina, afundando o país em um caos.

Na última semana de abril de 2019, de acordo com notícia do G1, a moeda argentina oscilou mais de 8% frente ao dólar. Isso porque os problemas cambiais no país datam de 2018, e mesmo após um ano o governo não conseguiu resolver os problemas.

No mesmo período apurado pelo G1 no fim de abril, o Bitcoin teve menos 4% de volatilidade. Ou seja, o Bitcoin que é conhecido por sua volatilidade teve metade do apurado pelo peso argentino.

Fonte: https://bitvol.info/

Crise no câmbio está longe da solução

A população argentina já procura formas de escapar de uma realidade caótica, um cenário próximo ao da Venezuela. Finalmente, em meio às polêmicas o governo anunciou ainda um congelamento de preços que pode piorar a situação, segundo especialista.

Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Governo da Ucrânia ensina bitcoin para população

O Ministério da Transformação Digital da Ucrânia criou uma campanha para ensinar  bitcoin, blockchain e criptomoedas para a população. Os vídeos foram desenvolvidos em...

Impressora de dinheiro ligada: BC aumentou em quase 50% base monetária em 12 meses

O Banco Central do Brasil imprimiu muito dinheiro nos últimos doze meses, inflando a base monetária do país. De acordo com o BC houve...
BCHA-51-attack

Grupo anônimo de baleias lança ataque 51% contra fork do Bitcoin Cash

A rede da criptomoeda Bitcoin Cash ABC (BCHA), que surgiu no meio do mês como resultado de um hard fork do Bitcoin Cash, está...

Últimas notícias

Impressora de dinheiro ligada: BC aumentou em quase 50% base monetária em 12 meses

O Banco Central do Brasil imprimiu muito dinheiro nos últimos doze meses, inflando a base monetária do país. De acordo com o BC houve...

Grupo anônimo de baleias lança ataque 51% contra fork do Bitcoin Cash

A rede da criptomoeda Bitcoin Cash ABC (BCHA), que surgiu no meio do mês como resultado de um hard fork do Bitcoin Cash, está...

30 bilionários possuem bitcoin, mas não falam sobre isso, revela milionário do Twitter

O multimilionário filantrópico Bill Pulte, apelidado de "Bitcoin Bill" após sua entrada no mercado de bitcoin em dezembro de 2019, afirmou em uma live...