Pessimismo do mercado financeiro aumenta ainda mais em meio à pandemia do coronavírus

No boletim Focus divulgado nesta segunda-feira (25), economistas e instituições financeiras consultadas pelo BC (Banco Central) projetaram uma queda de quase -5,89% para o PIB (Produto Interno Bruto) do país.

Siga no
Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Anúncio

Por causa da pandemia do coronavírus, a cada semana o mercado financeiro fica mais pessimista quando o assunto é recuperação da economia brasileira.

No boletim Focus divulgado nesta segunda-feira (25), economistas e instituições financeiras consultadas pelo BC (Banco Central) projetaram uma queda de quase -5,89% para o PIB (Produto Interno Bruto) do país. Na semana passada, a previsão era de -5,12%.

O mesmo relatório, que é divulgado toda semana, também fez novas projeções para dólar, Selic (taxa básica de juros) e inflação brasileira.

Dólar deve se valorizar ainda mais frente ao real, aponta relatório

Anúncio

A previsão dos especialistas consultados pelo BC é que a moeda norte-americana chegue ao final de 2020 valendo R$ 5,40, e não R$ 5,28, como projetado no relatório publicado na semana anterior.

Vale lembrar que analistas de corretoras de valores são mais pessimistas em relação à valorização do real. A previsão deles é que a moeda brasileira caia ainda mais e o dólar alcance o patamar de R$ 6.

Além do coronavírus, o principal motivo para a acentuada queda do real frente à moeda norte-americana, segundo especialistas ouvidos pelo jornal Financial Times, é a instabilidade política brasileira.

Taxas básica de juros deve continuar em 2,25%, segundo relatório

O relatório do BC também prevê que a Selic – taxa básica de juros da economia brasileira – seja de 2,25% ao ano. É a mesma porcentagem projetada na semana passada.

Com uma taxa básica de juros baixa, o crédito fica mais barato, o que incentiva a produção, o consumo e a atividade econômica. Por outro lado, juros menores podem afastar ainda mais o investimento estrangeiro, já que os títulos da dívida pública brasileira ficam menos atrativos.

Inflação brasileira deve ficar abaixo de 2%

De acordo com o relatório Focus, a inflação brasileira deve ser de 1,57% neste ano, projeção menor do que a estimava feita na semana anterior (1,59%). Essa previsão está abaixo da meta definida pelo CMN (Conselho Monetário Nacional), que é de 4% em 2020.

Os economistas consultados pelo BC também projetaram uma redução de 3,20% para 3,14% da inflação de 2021. Já as previsões para a inflação de 2022 e 2023 continuam as mesmas (3,50%).

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Lucas Gabriel Marins
Lucas Gabriel Marins
Jornalista desde 2010. Escreve para Livecoins e UOL. Já foi repórter da Gazeta do Povo e da Agência Estadual de Notícias (AEN).

“Falta de clareza sobre quem criou o Bitcoin é preocupante” Diz CEO da Mastercard

Um dos principais pontos que os defensores do Bitcoin argumentam é que a moeda pode ser utilizada como uma forma de incentivar a inclusão...
Segurança e Vulnerabilidades Blockchain

Pesquisa da Kaspersky coloca blockchain como ameaça

Uma pesquisa recente feita pela Kaspersky coloca a tecnologia blockchain como uma ameaça aos negócios. A empresa russa que é uma das líderes em...
Brinquedos e Bitcoin no Brasil registro

Paulista pede registro da marca Bitcoin para fabricar brinquedos

Um paulista pediu junto ao INPI o registro da marca Bitcoin para a fabricação de brinquedos no Brasil. A publicação do pedido foi feito...

Últimas notícias

Pesquisa da Kaspersky coloca blockchain como ameaça

Uma pesquisa recente feita pela Kaspersky coloca a tecnologia blockchain como uma ameaça aos negócios. A empresa russa que é uma das líderes em...

Paulista pede registro da marca Bitcoin para fabricar brinquedos

Um paulista pediu junto ao INPI o registro da marca Bitcoin para a fabricação de brinquedos no Brasil. A publicação do pedido foi feito...

Coluna do TradingView: Novo Patamar

Em novo patamar de preço, as criptomoedas começam a ter viés altista em plena segunda onda do COVID. Confira o que estão pensando os...