Pessimismo do mercado financeiro aumenta ainda mais em meio à pandemia do coronavírus

No boletim Focus divulgado nesta segunda-feira (25), economistas e instituições financeiras consultadas pelo BC (Banco Central) projetaram uma queda de quase -5,89% para o PIB (Produto Interno Bruto) do país.

Siga no
Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Por causa da pandemia do coronavírus, a cada semana o mercado financeiro fica mais pessimista quando o assunto é recuperação da economia brasileira.

No boletim Focus divulgado nesta segunda-feira (25), economistas e instituições financeiras consultadas pelo BC (Banco Central) projetaram uma queda de quase -5,89% para o PIB (Produto Interno Bruto) do país. Na semana passada, a previsão era de -5,12%.

O mesmo relatório, que é divulgado toda semana, também fez novas projeções para dólar, Selic (taxa básica de juros) e inflação brasileira.

Dólar deve se valorizar ainda mais frente ao real, aponta relatório

A previsão dos especialistas consultados pelo BC é que a moeda norte-americana chegue ao final de 2020 valendo R$ 5,40, e não R$ 5,28, como projetado no relatório publicado na semana anterior.

Vale lembrar que analistas de corretoras de valores são mais pessimistas em relação à valorização do real. A previsão deles é que a moeda brasileira caia ainda mais e o dólar alcance o patamar de R$ 6.

Além do coronavírus, o principal motivo para a acentuada queda do real frente à moeda norte-americana, segundo especialistas ouvidos pelo jornal Financial Times, é a instabilidade política brasileira.

Taxas básica de juros deve continuar em 2,25%, segundo relatório

O relatório do BC também prevê que a Selic – taxa básica de juros da economia brasileira – seja de 2,25% ao ano. É a mesma porcentagem projetada na semana passada.

Com uma taxa básica de juros baixa, o crédito fica mais barato, o que incentiva a produção, o consumo e a atividade econômica. Por outro lado, juros menores podem afastar ainda mais o investimento estrangeiro, já que os títulos da dívida pública brasileira ficam menos atrativos.

Inflação brasileira deve ficar abaixo de 2%

De acordo com o relatório Focus, a inflação brasileira deve ser de 1,57% neste ano, projeção menor do que a estimava feita na semana anterior (1,59%). Essa previsão está abaixo da meta definida pelo CMN (Conselho Monetário Nacional), que é de 4% em 2020.

Os economistas consultados pelo BC também projetaram uma redução de 3,20% para 3,14% da inflação de 2021. Já as previsões para a inflação de 2022 e 2023 continuam as mesmas (3,50%).

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Lucas Gabriel Marins
Jornalista desde 2010. Escreve para Livecoins e UOL. Já foi repórter da Gazeta do Povo e da Agência Estadual de Notícias (AEN).
Homem segurando criptomoedas em mão

Secretários de Macaé são acusados de enriquecimento ilícito e investimentos “elevados” em criptomoedas

Alguns secretários municipais de Macaé foram acusados em redes sociais de obter enriquecimento ilícito e negociar criptomoedas, obtendo para si vantagens indevidas. A negociação de...
Homem jogando dinheiro para cima bilionários do Bitcoin

Usuário compra bitcoin por 11 mil dólares durante flash crash da Binance

Durante uma queda repentina nos preços de várias moedas na Binance americana, onde o Bitcoin chegou a ser negociado por 8.200 dólares por menos...

Bitcoin atingiu novo recorde histórico, o que mudou na rede?

OÉ importante manter a conjuntura Macro clara, e para isso, os indicadores cíclicos continuam atualizar a cada dia que passa junto com o preço...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias