PewDiePie: um dos maiores Youtubers do mundo troca YouTube por plataforma Blockchain

-

Siga no

PewDiePie, o polêmico astro mais bem pago do YouTube (R$ 51,3 milhões entre 2015 e 2016) – que havia sido alvo de uma petição para bani-lo da plataforma do Google, saltou para uma arena de streaming blockchain, o DLive.

O novo lar de PewDiePie, que é criador de conteúdo independente com pouco mais de 94 milhões de assinantes no YouTube, é uma plataforma construída com a tecnologia blockchain que promete recompensar tanto os criadores quanto os espectadores. 

Em um comunicado à imprensa, ele chamou o acordo exclusivo de “uma das maiores transações de streaming até hoje”. O pacto entrará em vigor no domingo, quando as transmissões semanais começarão no DLive.

Canal do PewDiePie no Dlive
Canal do PewDiePie no Dlive

Nascido na Suécia, PewDiePie, também conhecido como Felix Arvid Ulf Kjellberg, tem sido alvo de polêmicas por vários anos, apesar de sua enorme popularidade. Por causa de suas falas, já foi ocasionalmente acusado de racismo e de ser anti-semita, embora tenha insistido que essas ocorrências eram “piadas”.

A petição para a remoção de seu canal do YouTube citou um vídeo em que ele defende a supremacia branca.

Do ponto de vista comercial, o DLive tem como alvo o costume do YouTube de receber 50% da receita de anúncios dos criadores, em vez disso, vai usar um sistema que, segundo ela, oferece mais incentivos aos criadores por meio das criptomoedas. Os três principais elementos do modelo são um sistema de recompensas, a propriedade descentralizada da plataforma e seu conteúdo de vídeo e nenhum corte de plataforma (sem censura).

Com mais de 3 milhões de usuários ativos mensais e 35.000 streamers ativos, o DLive está disponível on-line no DLive.tv e através de seus aplicativos Android e iOS. 

O DLive foi desenvolvido em Lino, um protocolo totalmente blockchain cujos criadores dizem que oferece maior transparência e descentralização.

“O DLive é um lugar onde, em vez de competir entre si, beneficia os criadores para se apoiarem mutuamente. Sem cortes de plataforma, nós incentivamos todos para criar o mais alto conteúdo de qualidade para os telespectadores”, disse  Wilson Wei , co-fundador da Lino.

“PewDiePie sempre foi um defensor feroz do valor que os criadores fazem com seu trabalho duro, tempo, e esforço, e ele acredita na visão do DLive. Nossa plataforma de transmissão ao vivo tem o potencial de mudar para sempre a maneira como os criadores de conteúdo são representados nesse setor, e estamos orgulhosos de ter o PewDiePie nos ajudando a liderar essa corrida.”

“Estou animado para começar a transmitir ao vivo novamente regularmente! O DLive é ótimo para mim porque sou tratado como um parceiro real, assim como todos os outros streamers da plataforma exclusiva do DLive”, disse PewDiePie.

Saiba tudo sobre:
Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Anúncio

Bitcointrade - 95% dos depósitos aprovados em até 30 minutos!

Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos!

Complete seu cadastro em 5 minutos!
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Analista de Sistemas, aprendiz e entusiasta de criptomoedas e blockchain. Sugestão de pauta: [email protected]
Atlético Mineiro

Criptomoeda do Atlético Mineiro foi pausada

Após dois anos do anúncio de sua criptomoeda, o Clube Atlético Mineiro afirma que o projeto foi pausado. Chamada de GaloCoin, a criptomoeda ainda...
Mapa da América do Sul no Globo

Bitcoin explode na América do Sul, na contramão do mundo

O Bitcoin é uma moeda digital que não tem nenhuma relação com nenhum governo, sendo totalmente descentralizada. Em meio à pandemia, o interesse no...

Justiça aceita pedido de recuperação judicial da BWA Brasil, suspeita de golpe com bitcoin

A 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais do Foro Central Cível de São Paulo aceitou o pedido de recuperação judicial da BWA Brasil....